Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Time Out e Huawei apresentam: as horas extraordinárias de Lisboa

Time Out e Huawei apresentam: as horas extraordinárias de Lisboa

Capítulo 3: manhã. Os momentos de luz mais intensa de Lisboa, captados pelas lentes do Huawei P30 Pro

Huawei - Miradouro de São Pedro de Alcântara
1/4
Miradouro de São Pedro de Alcântara
Huawei - Miradouro de São Pedro de Alcântara
2/4
Miradouro de São Pedro de Alcântara
Huawei - Miradouro de São Pedro de Alcântara
3/4
Miradouro de São Pedro de Alcântara
Huawei - Miradouro de São Pedro de Alcântara
4/4
Miradouro de São Pedro de Alcântara
Por Time Out em associação com Huawei |
Publicidade

As manhãs em Lisboa são como um país estrangueiro. Têm uma luz diferente, outra temperatura, pessoas novas, rituais estranhos. De manhã, Lisboa parece sempre uma cidade nova.

Neste terceiro capítulo das horas extraordinárias, quisemos descobrir a cidade com os olhos de quem chega. No Miradouro de São Pedro de Alcântara, encontrámos um balcão perfeito para as horas da manhã, desde que o Sol se levanta até ao momento em que fica a pino e ilumina por igual todo o vale que vai deste alto da colina de São Roque às encostas das colinas contrárias: Sant’Ana, São Jorge e Santo André. É uma das vistas mais incríveis de Lisboa, numa das horas mais extraordinárias de Lisboa. Para registar o momento, fizemos o que qualquer turista faria: usámos um smartphone.

Uma vez mais o Huawei P30 Pro provou ser o instrumento ideal para a ocasião. Nas mãos dos fotógrafos da Time Out, o P30 Pro voltou a demonstrar todo o potencial das suas quatro câmaras Leica, revelando um novo patamar na fotografia com smartphones, que apenas julgávamos possível alcançar com máquinas profissionais. Uma recordação perfeita de uma hora extraordinária. Aquela em que fingimos ser turistas na nossa própria casa.

 

As horas extraordinárias de Lisboa

Huawei - Miradouro de São Pedro de Alcântara

4 câmaras LEICA assistidas por Inteligência Artificial

É difícil não ficar impressionado com o sistema de 4 câmaras da Leica do Huawei P30 Pro. A objectiva de SuperZoom, a câmara Super Sensing de 40 MP, a objectiva ultra grande angular de 20 MP e a câmara Huawei TOF combinam-se num sistema único, pensado para captar qualquer momento em quaisquer circunstâncias de luz. Para isso, a Huawei redefiniu a regra de detecção de cores de RGB (vermelho, verde e azul) para RYB (vermelho, amarelo e azul), permitindo obter mais luz em todas as imagens. O sensor SuperSpectrum, em conjunto com o ISP do Kirin 980 (o primeiro processador móvel de 7nm do mundo) e um algoritmo próprio, contribuem para um aumento de luminosidade na ordem dos 40%. Isto significa imagens mais nítidas e recordações mais vivas.

Huawei Redefine os detalhes

Redefine os detalhes

A cada capítulo destas horas extraordinárias, vamos revelando as formas - também elas extraordinárias - como o Huawei P30 Pro redefine as regras da fotografia. Desta vez, damos-lhe uma pequena mostra do AIS Long Exposure Shot da Huawei. O modo de captar imagens em longa exposição que lhe abre o campo de possibilidades de conseguir fotos artísticas, como o efeito de arrastamento que vê em algumas desta fotografias. Mas o que nos prende mesmo a atenção é a tele objectiva com uma capacidade notável de zoom óptico. Juntamente com a saturação de cor conseguida pela câmara principal de 40 MP e a estabilidade do OIS e AIS, a Teleobjectiva de 8MP oferece até 10x zoom híbrido para ver pormenores ao longe, com grande resolução e riqueza de detalhe. O zoom máximo chega mesmo a 50x. O que aqui vê não é uma extrapolação da imagem principal. É apenas uma outra fotografia captada na mesma direcção, na mesma hora extraordinária, mas olhando mais de perto. É Lisboa vista ao pormenor pelas lentes do Huawei P30 Pro.

Publicidade

Sabia que

Por estes dias, em Lisboa, o meio-dia bate quando falta um  quarto para as duas. Por meio-dia, entenda-se a hora em que o Sol está a pino, no ponto mais alto do seu movimento diário. É o momento da passagem do Sol pelo meridiano local. E esse só acontece às 13.43, em todos os dias até ao próximo domingo, dia 29. São os meios-dias mais preguiçosos do ano.  Se gosta de ser preciso nas saudações que faz aos outros (ou mesmo picuinhas, vá), não se esqueça que nos dias que correm só vale dizer “boa tarde” a partir das 13.44.

Publicidade