• Blog
  • Teatro e artes performativas
0 Gostar
Guardar

Rita Cabaço vence Prémio da Crítica 2016

Rita Cabaço vence Prémio da Crítica 2016
©José Frade

A jovem actriz foi distinguida pela sua interpretação (incrível) em Música, de Frank Wedekind, que a Cornucópia estreou em Junho de 2016 no São Luiz

Em Música, que estreou a 30 de Junho de 2016 no São Luiz Teatro Municipal, Rita Cabaço é Klara, uma talentosa estudante de música que é presa por engravidar do seu professor de canto. Encarcerada num tempo em que a hipocrisia social ditava as regras, num tempo em que a mulher era um objecto de arrumar pela casa. Foi precisamente essa interpretação, encenada por Luís Miguel Cintra, que lhe valeu o Prémio da Crítica 2016, atribuído pela Associação Portuguesa de Críticos de Teatro (APCT).

Segundo o júri da APCT, a actriz “representa uma personagem fundamental para a estrutura dramatúrgica, quer da peça, quer do espectáculo”. E, se nos permitem, fá-lo com uma mestria e segurança pouco comum numa actriz de 24 anos. A arte de retratar a desilusão humana, a renúncia à vida porque se é para isto mais vale não estar, tudo proezas da lisboeta. De resto, o espectáculo mereceu quatro estrelas na avaliação do nosso crítico, Rui Monteiro. 

Rita Cabaço estreou-se profissionalmente no Teatro Experimental de Cascais (TEC) em 2010, com As Bruxas de Salém, de Arthur Miller, encenado por Carlos Avillez. Mais tarde viria a colaborar com a Cornucópia e com os Artistas Unidos, onde viria a ser dirigida por Jorge Silva Melo e Pedro Carraca. Está actualmente em cena no Teatro da Politécnica com A Estupidez, de Rafael Spregelburd, encenação de João Pedro Mamede.

É teimosa, a rapariga. Além disto foi fundadora da companhia Teatro da Cidade juntamente com Bernardo Souto, Guilherme Gomes, Nídia Roque e João Reixa e com os quais já apresentou Os Justos, de Albert Camus, no Teatro da Cornucópia em Março de 2016. Colectivo que está a preparar novidades próximas. Ou seja: dificilmente deixaremos de ouvir falar em Rita Cabaço. Felizmente. 

Para fazer comentários ou pedir informações, escreva um e-mail para

Comentários

0 comments