Coco

Filmes, Animação
4 /5 estrelas
Coco

A Time Out diz

4 /5 estrelas

Só mesmo a Pixar conseguia fazer um filme de animação passado entre os mortos que consegue ser mais imaginativo, mais original e ter mais vida do que a maior parte do filmes sobre vivos com actores de carne e osso. Só a visualização do mundo dos mortos mexicano, uma versão art déco fantástica, multicolorida e alegremente caótica da megacidade de Metropolis, de Fritz Lang, vale a deslocação para ver Coco. Realizado por Lee Unkrich, um dos nomes grandes da casa (Toy Story 2 e 3, À Procura
 de Nemo) e pelo estreante Adrian Molina, Coco passa-se no México e inspira-se nas tradições da celebração do Dia dos Mortos e do respeito pelos desaparecidos. Miguel é um menino de uma família de sapateiros na qual é proibido ouvir ou tocar música, desde que o seu trisavô saiu de casa, deixando para trás mulher e filha para seguir a sua vocação musical e foi banido da memória familiar. Só que Miguel sonha ser um cantor e guitarrista famoso. Apoiados na costumeira excelência técnica e estética da animação digital da Pixar, Unkrich e Molina assinam uma feérie sobrenatural e musical a transbordar de sentido de humor, inventividade visual e apego aos valores da família.

Por Eurico de Barros

Por Eurico de Barros

Publicado:

Detalhes

Detalhes da estreia

Elenco e equipa

Realização
Lee Unkrich
Argumento
Adrian Molina, Matthew Aldrich

A vossa opinião

LiveReviews|0
1 person listening