0 Gostar
Guardar

Dez presidentes dos EUA no cinema e na televisão

Seja real ou inventado, o presidente dos EUA é decerto o político mais vezes representado no cinema e na televisão. Eis cinco dos melhores filmes e cinco das melhores séries com ocupantes ficcionais da Casa Branca

Peter Sellers, Jack Nicholson, Morgan Freeman, Harrison Ford, Martin Sheen e até Geena Davis já personificaram presidentes dos EUA fictícios em filmes e séries como Marte Ataca!, Força Aérea 1 ou Senhora Presidente.

Merkin Muffley – ‘Doutor Estranhoamor’ (1964)

Peter Sellers interpreta três papéis diferentes nesta genial comédia negra de Stanley Kubrick passada em plena Guerra Fria. Um deles é o do careca, calmo, conciliatório (e algo ridículo) presidente Merkin Muffley, que tenta acalmar os membros mais belicistas da sua equipa civil e militar, enquanto, por telefone, procura convencer o excitável presidente da URSS de que não quer desencadear a III Guerra Mundial.

Dave Kovic/Bill Mitchell – ‘Dave – Presidente por um Dia’(1993)

Nesta comédia satírica de Ivan Reitman, Kevin Klein personifica não só o presidente dos EUA Bill Mitchell, como também o seu sósia oficial Dave Kovic, que o substitui, com muito mais vantagens dos pontos de vista político e de relações familiares e humanas, quando aquele sofre um AVC ao ter relações sexuais com uma assessora e entra em coma. O presidente fictício revela-se assim muito superior ao verdadeiro.

James Dale – ‘Marte Ataca!’ (1996)

Os marcianos chegam à Terra e não vêm com intenções pacíficas, muito pelo contrário. Tim Burton assina esta obra-prima de ficção científica cruzada com comédia negra, onde Jack Nicholson é o presidente James Dale. Este vê-se completamente ultrapassado pelos acontecimentos e acaba por ter um fim nada agradável às mãos dos invasores verdes, que nem pela Casa Branca e pelo seu mais ilustre ocupante têm respeito.

James Marshall – ‘Força Aérea 1’ (1997)

Harrison Ford interpreta o presidente dos EUA James Marshall nesta fita de Wolfgang Petersen, acrescentando-lhe o lastro heróico trazido de filmes como Guerra das Estrelas ou Os Salteadores da Arca Perdida. Marshall comporta-se mais como um herói de acção do que como um político com responsabilidades presidenciais quando é sequestrado, com familiares e assessores, por um comando liderado por terrorista russo, no Força Aérea 1.

Tom Beck – ‘Impacto Profundo’ (1998)

Muito antes de os americanos terem elegido um presidente negro na pessoa de Barack Obama, já Hollywood o havia feito. É ele Tom Beck, vivido por Morgan Freeman neste filme-catástrofe de Mimi Leder, onde a NASA descobre que um cometa vai colidir com a Terra, e há que tentar destruí-lo ou mudar-lhe o rumo. Freeman interpreta Beck com a dose de gravidade, sangue frio e compaixão requerida a um presidente nos EUA numa situação como esta.

Josiah ‘Jed’ Bartlett – ‘Os Homens do Presidente’ (1999-2006)

Martin Sheen entrou para a história da televisão com a sua interpretação do presidente democrata Josiah “Jed" Bartlett nesta série criada por Aaron Sorkin.  Mas a personagem foi alvo de muitas críticas, sendo a principal que Bartlett era demasiadamente idealizado e sofria por isso de um forte défice de realismo. O facto de Martin Sheen ser conhecido pelo seu comportamento errático na vida real também não ajudou.

David Palmer – ‘24’ (2001-2010)

Também na televisão os EUA tiveram um presidente negro antes de isso acontecer na vida real. O David Palmer de Dennis Haysbert em 24 era também ele do Partido Democrata e um modelo de virtudes muito politicamente correcto. A sua popularidade foi crescendo gradualmente, até quase igualar a do Jack Bauer de Kiefer Sutherland. Diz-se que o fictício Palmer terá ajudado a abrir caminho para Barack Obama na consciência colectiva dos americanos.

Laura Roslin – ‘Battlestar Galactica’ (2003-2009)

E que tal uma presidente não para o tempo presente, mas de um futuro longínquo, de todos os terráqueos e não apenas dos americanos?  É o que acontece com Mary McDonnell, que dá vida à presidente Laura Roslin neste reboot do século XXI da série de ficção científica original de finais da década de 70. Roslin é uma mulher com personalidade e qualidades, mas que sofre de problemas de saúde e tem preocupações religiosas.

Mackenzie Allen – ‘Senhora Presidente’ (2006-2007)

Hillary Clinton falhou rotundamente na sua tentativa de ser a primeira mulher presidente dos EUA, mas na ficção, Geena Davis conseguiu chegar à Casa Branca, nesta série de Rod Lurie. Allen não é eleita, ascendendo ao cargo por morte do presidente em exercício, e revela-se uma governante forte, capaz e decidida. Infelizmente, Geena Davis não cumpriu o mandato todo, porque Senhora Presidente foi cancelada após apenas duas temporadas.

Frank Underwood – ‘House of Cards’ (2013-)

Kevin Spacey corporiza o mais amoral, frio, maquiavélico, cínico, manipulador e maléfico presidente dos EUA de que há memória na televisão – e no cinema. Frank Underwood comporta-se na Casa Branca tal e qual como se comportava quando era ainda um congressista com aspirações a sentar-se na secretária da Sala Oval, o que faz dele uma personagem simultaneamente revoltante e fascinante, um anti-herói irresistível.

Comentários

0 comments