0 Gostar
Guardar

Actividades para miúdos desportistas

A Time Out foi à procura dos melhores programas na cidade para todo o tipo de miúdos

Ilustração: José Carlos Fernandes

Miúdos que não param sossegados um segundo. Eles saltam, eles rebolam, eles correm e até dançam. Se tem um desses em casa, vai gostar de saber que há vida além do futebol e que lhes pode gastar toda a energia em excesso. No fim, vão dormir que nem pedras.

Para desportistas que não querem ser Ronaldos

Ser o fixe do skate

Ser o fixe do skate

Nunca é tarde para se tornar um Tony Hawk, mas mais vale começar cedo. Aos cinco anos os miúdos já se podem pôr em cima de um skate e até aprendem a fazer umas manobras que farão deles os mais cool da escola. Na Lx Skate não há limite de idade, diz Afonso Castella, que tanto ensina crianças de cinco anos como crescidos de 30. Só precisam de vontade e, claro, de um skate. Juntar joelheiras, capacete e cotoveleiras também não é mal pensado. As aulas são ao fim-de-semana, duram 1h30 e são dadas em turmas que podem ser de dez crianças. Há sempre dois professores presentes – Afonso Castella e Hugo Veloso, skaters há uma década – que ensinam os mais pequenos nos skateparks da cidade: Parque das Nações, Palácio da Justiça (em São Sebastião) e Olaias. As marcações devem ser feitas com dois dias de antecedência, por telefone. Os professores não prometem que os miúdos saiam de lá a fazer airwalks em rampas ou halfpipes, mas garantem um bom equilíbrio em cima do skate. Ou tábua, se quiser parecer mesmo fixe ao pé dos mais novos.

Lx Skate: www.lxskate.com. 91 420 7115. Sáb e Dom todo o dia. Preços: 1 aula 15€; 4 aulas (pacote 1 mês) 50€; 8 aulas (pacote 2 meses) 90€.

Ser um b-boy

Ser um b-boy

O breakdance é o remédio ideal para miúdos com bicho carpinteiro, daqueles que fazem o pino por tudo e por nada e que passam os dias a cantar Beyoncé. Só precisam de um fato de treino largo e uns ténis da moda. E, claro, boa disposição e energia. A dança mistura hip-hop com acrobacias, num festival de saltos, rodopios no chão e até batalhas de dança. Promove o espírito de equipa e entreajuda e acaba com qualquer criança – no bom sentido. Depois de uma aula desta modalidade, que nasceu nas ruas de Nova Iorque nos anos 70, os miúdos vão finalmente sossegar. A Jazzy tem turmas para crianças dos 7 aos 9 anos e dos 10 aos 12 anos. A primeira aula, para experimentar, é grátis. As aulas avulso custam 20€ e a mensalidade (uma aula por semana) é de 30€.

Jazzy: www.jazzy.ptRua da Cintura do Porto, Armazém J (Santos). Sáb 10.30 (dos 10 aos 12 anos) e 11.30 (dos 7 aos 9).

Jogar padel

Jogar padel

Antes que pergunte: não, não é aquele desporto com prancha e remos, praticado na água. Esse chama-se paddle. Falamos de padel, prática desportiva que inclui bolas e uma raquete, mas não é ténis nem squash. Enquanto os pais aproveitam a esplanada no jardim do Campo Grande, os miúdos batem bolas. Além de gastarem energia, aprendem o que é o espírito de equipa e, claro, convivem à grande. A Padel Kids Class paga-se mensalmente (23€) e inclui quatro aulas por semana.

Padel Campo Grande: www.campogrande.padellisboa.com. Jardim do Campo Grande. 21 130 9260 / 91 400 7300. Sáb 10.00 e 11.00.

Comentários

1 comments
Laura S
Laura S

O mais importante é fazê-los gastar energia antes de vir para casa!
Obrigada Time Out pelas sugestões \0/