A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

  • Museus
  • Belém
  1. MAAT
    Fotografia: Arlindo Camacho
  2. Maat open day
    ©DR
  3. MAAT
    Fotografia: Arlindo Camacho
Publicidade

A Time Out diz

Um projecto da Fundação EDP, o Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia já está mais do que consagrado nas iniciais MAAT. As suas formas arquitectónicas marcaram o ano de 2016 na cidade, justificando frutíferas romarias à zona de Belém. Afinal, mais que não fosse, aquela estrutura assinada pela britânica Amanda Levete e o por-do-sol em fundo ficam mesmo a matar numa foto para partilhar nas redes. Claro que a visita não deve terminar aqui, recomendando-se que consulte as exposições programadas na agenda. 

Detalhes

Endereço
Central Tejo
Avenida de Brasília
Lisboa
1300-598
Transporte
BUS 714, 727, 751. Eléctrico 15
Preço
5€
Horário
Qua-Seg 11.00-19.00

Novidades

O Barco/The Boat

  • Arte contemporânea

Grada Kilomba inaugura esta obra com uma performance que contará com a produção musical de Kalaf Epalanga e várias gerações das comunidades afrodescendentes como protagonistas. Composta por 140 blocos, que formam a silhueta do fundo de uma nau e desenham minuciosamente o espaço criado para acomodar os corpos de milhões de africanos, escravizados pelos impérios europeus, a instalação de grande escala da escritora e artista multidisciplinar estará patente de 3 de Setembro a 17 de Outubro, na Praça do Carvão do Maat. Estendendo-se junto ao rio por 32 metros de comprimento, Barco/Boat convida o público a entrar num jardim da memória, que reflecte e questiona “um dos mais longos e horrendos capítulos da humanidade”. Este evento também está integrado na BoCA.

DIA

Nascido em 1961 em Bruxelas, filho de alemães, Carsten Höller licenciou-se em Fitopatologia e especializou-se em Ecologia Química, antes de se dedicar exclusivamente à arte. O seu trabalho explora e vira do avesso o conhecimento científico, reflectindo-se em instalações de grande escala, muitas vezes com recurso à tecnologia. Esta exposição monográfica – DIA de Carsten Höller – reúne uma vasta série de obras que produzem luz e escuridão. Esculturas com lâmpadas, projecções e elementos arquitectónicos, que abrangem um período que vai de 1987, altura em que Höller ainda trabalhava como cientista, até aos dias de hoje.

Publicidade
Também poderá gostar