A Time Out na sua caixa de entrada

Tiago Stock
D.R.

Entre sol e tubos, o prémio da 10ª edição do Capítulo Perfeito ficou em Carcavelos

Cedo começa o dia – eis o lema dos surfistas que participaram no último desafio do Capítulo Perfeito powered by Billabong. O sol brilhava, a água estava fresquinha e os tubos encurvavam-se perfeitamente, como dita a tradição.

Escrito por
Time Out e Visit Cascais
Publicidade

Domingo, 18 de Fevereiro, bem cedo. A multidão começava a encher a praia de Carcavelos, com grupos de amigos e famílias a partilhar toalhas, cadeiras e até binóculos – os olhos não fazem zoom como as câmaras e valia a pena ver como as ondas se enrolavam na perfeição. Às 10.00 da manhã, o entusiasmo no ar já era palpável, com os fãs à espera, ansiosamente, para saber quantos pontos o seu surfista favorito arrecadava em cada bateria. 

Como o nome do evento manda, tudo tinha de estar perfeito. E estava mesmo, com temperaturas a fazer lembrar o Verão, apesar de estarmos em pleno Inverno – os mais ousados aproveitaram e vieram de calções de banho ou biquini para dar um avanço no bronze. O alinhamento para os que entraram na água, actualizado por causa de duas desistências, foi Anthony Walsh, Aritz Aranburu, Balaram Stack, Bruno Santos, Dylan Graves, Francisca Veselko, João Maria Mendonça, Lucas Chianca, Nathan Hedge, Nic von Rupp, Pedro Boonman, Rob Machado, Salvador Vala, Tiago Pires, Tiago Stock e William Aliotti. 

Praia Carcavelos
D.R.

Durante a manhã, houve várias rondas com heats que serviam para ir eliminando atletas, até se chegar aos quatro que iam à final. Enquanto muitos se despediam de um sonho, outros sonhavam cada vez mais alto. “A maioria dos campeonatos, você vai compete e vai embora. Aqui é toda uma experiência, além do campeonato tem todo esse contacto com a cultura portuguesa que o Capítulo está a mostrar”, descreve Bruno Santos, campeão do Capítulo Perfeito em 2015 e semifinalista na edição de 2024.  

As temperaturas subiam e o nível de exigência também. O mar estava forte – houve até baixas no departamento das pranchas, com algumas partidas a vir dar à beira-mar –, os sets das ondas chegaram aos dois metros e o vento offshore garantiu pelo menos um bom tubo em cada heat. Não faltou espectáculo de surf para entreter o público o dia todo.

Surf na areia

Surf na areia
D.R.

Nem só de ondas se fez o Capítulo Perfeito na praia de Carcavelos. Para momentos entre baterias ou para quem estivesse farto de estar estendido no areal a apanhar sol, a Go Chill preparou uma oportunidade de apanhar ondas sem se molhar – mas não prometia que os participantes não fizessem figuras à frente dos amigos ou de uma praia inteira. A diversão valia o risco, e a fila que se acumulou ali à volta passou a mensagem: estavam prontos para mostrar que uma prancha mecânica não os ia derrubar. Miúdos e graúdos, todos queriam deixar o seu nome na história do surf, mesmo que fosse na areia e não na água, num dia tão importante como este.

A vitória

O pódio
D.R.

O dia chegou ao fim, com a última bateria terminada, e os resultados que toda a gente aguardava foram finalmente revelados. 

O prémio ficou em casa: o vencedor foi o jovem de 18 anos Tiago Stock, natural de Carcavelos. A praia ficou ao rubro, ouviram-se palmas e felicitações: “Isto é uma sensação que não dá para descrever, tem de ser vivida no momento. E é o que eu estou a fazer”, disse Tiago à Time Out. Entre ser levantado em braços pelos colegas e amigos, abraçar os familiares e cumprimentar os colegas que enfrentou, ainda afirmou: “Sinto que é onde eu pertenço, faço parte disto. Provei a toda a gente o que consigo fazer e, principalmente, a mim mesmo e a não duvidar e acreditar.”

Desde o momento em que ganhou até subir ao pódio, nem o entusiasmo do público nem o do vencedor arrefeceram: a intensidade com que todos viveram aqueles momentos foi única. A competição do Capítulo Perfeito deu oportunidade ao surfista de estar lado a lado com lendas do surf como Rob Machado. Este é um ponto muito importante para o organizador Rui Costa: unir gerações do mundo do surf. No final da noite, foi ele quem fez um balanço da décima edição: “Estamos todos muito felizes. Acho que é um marco, celebrar 10 anos com uma praia como estava”. O areal de Carcavelos recebeu mais de 20 mil pessoas no dia 18 de Fevereiro, que se juntaram para ver a história deste capítulo que chegou ao fim com uma vitória portuguesa.

+ Golfe, ténis, equitação, surf, boxe... O que interessa é mexer

+ As melhores praias da Linha de Cascais

Últimas notícias

    Publicidade