A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Praia do Tamariz
Fotografia: Inês Calado Rosa

Comer, comprar e passear: as melhores coisas para fazer no Estoril

Das lojas às mesas, ponha-se na linha e siga as nossas coordenadas. Descubra as melhores coisas para fazer no Estoril

Escrito por
Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Aqui mesmo ao lado de Lisboa, do monte até ao mar, o Estoril tem muito para descobrir, seja qual for a estação do ano. Escondido entre Cascais e a Parede, durante anos foi a estância balnear mais luxuosa da Linha – sem esquer São Pedro do Estoril e São João do Estoril, também com muito para fazer. Comer, comprar, passear: eis as melhores coisas para fazer no Estoril, sozinho, com amigos ou em família. Siga o nosso roteiro, para uma passagem por um destino intemporal. Vá por nós, uma escapadinha na Linha sabe sempre bem.

O melhor do Estoril

  • Restaurantes
  • Mexicano
  • Cascais
  • preço 2 de 4

Fica em São Pedro do Estoril e é fiel à comida mexicana. Há botanas para partilhar, dois ceviches, tostadas (e aqui é preciso desde já aceitar que se vai sujar as mãos – e vai ser bom) – são tortilhas crocantes, fritas, com tudo no topo: tanto podem ser de atum fresco, como de frango desfiado. Por fim, os clássicos tacos, servidos em doses de dois e com livro de instruções na mesa a indicar como os deve comer. São todos feitos com tortilhas de milho azul (não estranhe a cor). Atenção às malaguetas e bota abaixo com uma margarita de manga. Ou um shot de Mezcal, que a dona, mexicana, diz que não faz ressaca como a tequilla.

  • Restaurantes
  • Comida

Depois de ter ganho casa própria na Alameda, a taqueria ao domicílio de Pedro Leitão ganhou um novo irmão temporário no Estoril. O restaurante pop-up, que é como quem diz a carrinha de street food do El Taco Chingón, está estacionado num jardim e vai funcionar até Outubro de 2019 com tacos, cocktails e música para embalar. Os sombreros continuam a fazer parte do cenário, agora em modo festa mexicana não em casa, mas no Jardim Chingón – como anuncia o cartaz à entrada do portão.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Vegetariano
  • Cascais
  • preço 2 de 4

Ganha o prémio de restaurante com o maior nome da Linha – Água da Cascata Vai Correndo na Ribeira e Acaba no Mar. Funcionava noutro espaço em São Pedro do Estoril, até se mudar em Julho para este maior, na Rua Nunes dos Santos, onde se sentam entre 60 a 70 pessoas. Espere sushi, comida vegan e vegetariana e uma decoração repleta de plantas e com o chão pintado com flores. Tatakis, niguiris, chamuças vegetarianas, poké bowls e taças de açaí, há um pouco de tudo, desde que seja saudável. Quanto ao nome é um haiku japonês que fazia sentido no espaço antigo, inaugurado em 2016, e perto de uma ribeira.

  • Saúde e beleza
  • Manicure
  • Cascais
No coração de Manhattan, no cruzamento da Madison Avenue com a 65th Street, uma loja da marca de vernizes Essie recebe clientes com chá ou café em enormes poltronas, cada uma com o seu tablet. No Estoril, mesmo em frente ao Casino, a Madison & 65th faz exactamente o mesmo. Os cadeirões cinzentos são tão confortáveis como parecem à primeira vista, com uma almofada em forma de triângulo para amparar os braços e uma gaveta de onde sai um apoio acolchoado para os pés. Enormes lâmpadas penduradas num fio cor-de-rosa forte iluminam o espaço amplo, com paredes inteiras em vidro viradas para a rua. Cada pessoa tem direito a um tablet e uma caneta de touchscreen, não vá uma unha estragar-se enquanto vê os e-mails ou lê uma revista online. Há centenas de cores à escolha (literalmente: 80 cores de verniz normal, 50 de gelinho e quatro tons especiais para cada estação do ano). Para marcações online: pt.zappysoftware.com/madison
Publicidade
  • Hotéis
  • Hotéis de luxo
  • Cascais

Mais do que uma viagem ao glorioso passado da Linha de Cascais, este clássico soube sobreviver com charme até aos dias de hoje. Os jardins, os quartos românticos, as zonas comuns imponentes, decoradas com fotografias da realeza emolduradas, lustres e até um piano de cauda, continuam a deslumbrar mesmo quem já se converteu ao minimalismo nórdico tão em voga nos novos hotéis de luxo. O pequeno-almoço é um rival à altura do que se serve a poucos passos, na afamada Pastelaria Garrett (há quem garanta até que os pastéis de nata do hotel batem aos pontos os de Belém) e a piscina, por onde passou o elenco do filme 007 - Ao Serviço de sua Majestade, aqui hospedado, uma tentação mesmo para quem pensava passar os dias estendido nos areais do Estoril. 

  • Compras
  • Boutiques
  • Cascais

A Cura é pequena mas está bem recheada de marcas minimalistas, para homens e para mulheres. Tem Komono, Stutterheim, Clae, +351, Cinco, Comodoro, Matt&Nat e Ucon Acrobatics. A dona disto tudo é Mafalda Amaral, também responsável pela Breed, outra concept store no Chiado. Agora resolveu ter um projecto só seu, a 500 metros de casa.

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Cascais

A famosa piscina do Tamariz, a funcionar desde os anos 60, foi remodelada em 2016 e reabriu em Junho desse ano com outro nome: agora chama-se Reverse Pool & Beach Lounge e é uma boa alternativa às praias concorridas da Linha. Há duas piscinas com água salgada, uma para adultos com bastante espaço para nadar e um bar dentro de água ao estilo resort, e outra mais pequena, para crianças. À volta da piscina, conte com camas espaçosas e confortáveis – o único problema é terem pouca sombra, mas nada que um mergulho refrescante não resolva. A piscina tem também um restaurante.

Praia das Moitas
Fotografia: Arlindo Camacho

Praia das Moitas

Na fronteira entre Cascais e
o Estoril, junto à estação do Monte Estoril, a Praia das Moitas também ganha a bela designação de Praia da Rata. A grande atracção da praia, além das enormes tostas do Baiuka Grill, o bar da praia, é a piscina oceânica Alberto Romano, à direita de quem está virado para o mar, uma piscina ideal para os miúdos onde a água está sempre mais quente. Não dizemos que é ideal para quem não gosta de areia, porque o fundo da piscina está quase sempre coberto de areia.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Português
  • Cascais
  • preço 2 de 4

Pode ser difícil escolher uma
 das esplanadas do paredão 
para um almoço, mas se optar pela esplanada do Jonas ficará satisfeito. Mais em cima do mar só se estivesse na areia. E não julgue o restaurante pelo aspecto da esplanada, um pouco caótica, com mesas e cadeiras da Super Bock, e um menu com fotografias da comida. É um bom sítio para repor energias depois de uma caminhada ou de um passeio de bicicleta (as da Câmara custam 3,9€/dia), com gigantes saladas em tachos de barro e uma cerveja bem fresca.

Piscina Oceânica do Estoril
Fotografia: Manuel Manso

Piscina Oceânica do Estoril

Se não está disposto a pagar para se refrescar numa piscina, tem bom remédio. É mergulhar de cabeça (pergunte aos miúdos que todo o dia treinam saltos acrobáticos para o mar qual o melhor sítio para se atirar) na piscina oceânica do Estoril, mesmo na Praia do Tamariz. Há vários blocos de pedra no meio do mar com escadas e o único problema da piscina projectada nos anos 50 talvez seja a falta de manutenção, a fazer com que escorregadelas sejam frequentes. Ainda assim pode ser um bom sítio para dar umas braçadas e tentar ver peixes.

Publicidade
  • Atracções
  • Praias
  • Cascais

Uma das boas praias para fugir ao vento, é um verdadeiro postalinho da região. Protegida por uma rocha, onde assentam grandes casarões e palmeiras, é tão pequena que enche rápido. Tem umas rochas na ponta direita (de quem olha para o mar), ideais para fingir que está na Croácia. Já não encontrará figuras ao nível de Bino, velho pescador e nadador-salvador conhecido por untar as costas das raparigas com creme, mas outras personagens andarão pelo famoso solário natural. 

  • Restaurantes
  • Pastelarias
  • Cascais
  • preço 2 de 4

Vale a pena o desvio do mar para se abastecer na pastelaria Garrett, uma das mais emblemáticas do Estoril, a funcionar desde 1934. Difícil será recomendar-lhe
um só bolo. Das bolas de Berlim aos jesuítas, dos queques aos quindins, tudo se recomenda e certamente desaparecerá no caminho para a praia. No Natal, as filas para o bolo-rei já fazem parte da tradição da pastelaria. Agora no Verão, é esquecer dietas e entregar-se aos doces.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Petiscos
  • Cascais
  • preço 1 de 4

Um clássico para petiscar com minis à frente, o Boteco da Linha reúne tudo o que fica bem em cima da mesa: pica-pau, tiras de choco-frito com picante, saladinha de polvo, percebes, “o melhor hambúrguer da rua” e o “bitoque na Linha”, tudo a preços razoáveis.

  • Restaurantes
  • Chinês
  • Cascais
  • preço 3 de 4

Localizado no Casino Estoril, é a aposta mais segura. E é, sem rodeios, um dos melhores restaurantes chineses da Grande Lisboa, uma presença assídua no Top 20 Restaurantes do guia da Time Out Lisboa. Não saia daqui sem provar um pato à Pequim fora de série ou o melhor dim sum do país, servido só aos almoços.

Publicidade
Espaço Memória dos Exílios
  • Museus
  • História
  • Cascais
Portugal não participou na II Guerra Mundial, mas Cascais e o Estoril foram terra de exílio de reis e aristocratas e zona de cruzamento de espiões. Esses anos estão documentados em fotografias e documentos, em exposição no segundo andar da Estação de Correios do Estoril. A cereja em cima do bolo é que este edifício datado de 1942 é da autoria do arquiteto modernista Adelino Nunes, especializado em edifícios dos CTT, onde era funcionário, como o da Central Telegráfica e Telefónica de Lisboa (na Praça D. Luís I, no Cais do Sodré), hoje conhecido por 8 Building e ocupado por apartamentos de luxo. Mas isso é outra história.
  • Compras
  • Decoração
  • Cascais
  • preço 3 de 4

O império Viterbo já nós conhecemos e não é de agora. Mas a nova Cabinet of Curiosities, um paraíso com curadoria de Gracinha Viterbo, é um novo capítulo na história da marca. Parte do encanto deste novo espaço está na quantidade de pequenas salas. Ao percorrê-las, percebemos que formam uma espécie de país das maravilhas, onde podemos encontrar tudo e mais alguma coisa, mas sempre peças que não se encontram aí ao virar da esquina. Móveis, almofadas, candeeiros, quadros, tapetes, tudo muito em bom. Pelo meio, há também moda, flores frescas e os famosos chocolates da Mast Brothers.

Publicidade
  • Desporto
  • Autodefesa
  • Cascais
  • preço 3 de 4
Fica numa zona residencial do Estoril, mas é um verdadeiro retiro espiritual. Para dormir há quartos na casa principal e em dois bungalows, entre a decoração étnica e contemporânea, mas no Lucky's é possível ter aulas de muay thai, boxe ou kickboxe. O professor é Nuno Neves, campeão em qualquer uma destas modalidades e que emprestou o nome ao negócio que criou com a sócia Maria Vilar: Nuno é conhecido como Lucky Luke e empresta o seu talento no ginásio da casa, uma espécie de aquário, espaçoso e cheio de luz, que convida ao exercício físico. E mental.
Parque das Gerações
  • Coisas para fazer
  • Cascais

Aqui a coragem conta. O Parque das Gerações é procurado por aqueles que querem viver a vida com mais adrenalina. E não interessa se não tem experiência, porque neste skate parque tanto andam os grandes atletas sobre rodas aos mais novinhos, que ainda mal se equilibram em cima da tábua. 

Publicidade
  • Atracções
  • Praias
  • Cascais

É rochosa quanto baste, os acessos implicam alguma paciência, nada friendly para miúdos, mas no fim de contas é bem capaz de agradecer a viagem (desde que a maré cheia não tenha comido todo o areal, claro). É ideal para ir a solo e se pertence ao leque de banhistas para quem praia é sinónimo de esplanada, insira aqui o estado “sinto-me agradecido”. A da Bafureira, dividida entre três andares (há sushi, hambúrgueres e muito mais), é uma hipótese feliz, mais que não seja para assegurar a fotossíntese diária. 

  • Coisas para fazer
  • Cascais

Era no Forte de Santo António da Barra que Salazar passava férias em Agosto – e foi num quarto deste forte que terá acontecido a tal queda da cadeira. Aliás, há quem conheça o sítio por Forte Salazar e saiba de cor o caminho para a praia semi-secreta que se esconde lá em baixo (perfeita na maré vazia, é descer com cuidado). O forte seiscentista abriu finalmente portas ao público, com entrada gratuita aos fins-de-semana e feriados. Lá dentro, os graffiti e tags que decoravam o forte nos últimos anos foram removidos e o painel de azulejos foi restaurado.

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Eventos desportivos
  • Cascais

Muito mais do que uma escola de surf, a The Blue Room é uma casa para aficionados das ondas. Um dos sócios é o campeão Frederico Morais, aka Kikas, que se juntou aos amigos José Celestino da Costa e João Murjal para criar um conceito que vai muito além das aulas. Na sala azul, há espaço para estudar e esperar pelos pais e uma televisão para ver os circuitos internacionais de surf.  

  • Restaurantes
  • Cascais

No restaurante de Mariana Pessanha não entra nada com glúten, lactose, corantes, conservantes, açúcares ou alimentos processados. Tudo é pensado ao pormenor para lhe fazer bem à saudinha.

Publicidade
  • Compras
  • Joalharia
  • Cascais

Os antigos joalheiros da coroa Leitão e Irmão não abriam uma loja nova desde 2005 mas no fim de 2016 resolveram modernizar-se. Escolheram as Arcadas do Parque do Estoril para acrescentar nova loja ao portefólio e com uma decoração diferente: as paredes são amarelas e contrastam com a prata brilhante. Esta loja tem também o serviço de oficina e a oferta, essa, é igual à das outras três lojas (no Chiado, no hotel Ritz e no Bairro Alto).

  • Compras
  • Cascais

De Blumarine a Alberta Ferretti, de Christophe Sauvat a Isabel Marant. O Espace Canelle vale, pelo menos, uma passagem mais demorada pela montra neste clássico da Avenida Clotilde, cujo conceito multimarca hiper elegante remonta a 1989. 

Ali à beira

  • Coisas para fazer

Cascaos. As últimas notícias sobre o número de turistas na vila apontam nessa direcção. Mas dizemos-lhe nós que por lá andamos muito em expedição que o cenário é diferente. Afinal, desde o primeiro dia que nos sentimos confortáveis na vila como na cidade, desde o ínicio Cascais é um ponto cardeal na atenção da Time Out. Procuramos estar atentos a tudo o que por aqui nasce. E a verdade é que às idílicas praias junta-se uma agenda de eventos preenchida, restaurantes fantásticos, imenso espaço para fazer desporto e, claro, carradas de novidades.

  • Atracções
  • Praias

Já se sabe que Sintra guarda os seus caprichos, portanto não estranhe se estiver um calor intenso em Lisboa e precisar de uma malha por estas bandas. É um clássico, na verdade. Nunca sabemos muito bem como estará o tempo em Sintra, mas seja qual for o cenário, os índices de beleza prometem compensar todos os banhistas sem excepção, tanto os que se aventuram nas águas frias como os que não arredam pé do conforto da esplanada. 

Publicidade
  • Coisas para fazer

A história de amor e desamor (todos os bons namorados têm os seus arrufos) entre Brasil e Portugal tem mais de quatro séculos e as notícias dos últimos dias dão conta de que há cada vez mais brasileiros a mudar-se de lá para cá. No consulado de Portugal em São Paulo, os pedidos de cidadania confirmam a nova tendência. Embora ainda não se saiba quantos já cruzaram o oceano, sabemos que são mais de 35 mil a residir em Lisboa; e a procura de moradias na linha de Cascais também não pára de aumentar. 

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade