A Time Out na sua caixa de entrada

Companhia Paulo Ribeiro
Joaquim Leal / Companhia Paulo Ribeiro

‘Step Forward’: três performances de dança para ver no Estoril

É uma criação da Companhia Paulo Ribeiro, residente na Academia de Artes do Estoril. A Time Out falou com o coreógrafo sobre o espectáculo três em um.

Escrito por
Ricardo Farinha
Publicidade

Três obras de dança contemporânea num só espectáculo. Step Forward é o que a Companhia Paulo Ribeiro apresenta esta sexta-feira e sábado, 23 e 24 de Fevereiro, no Auditório Carlos Avilez, na Academia de Artes do Estoril, onde são uma das estruturas residentes.

O coreógrafo Paulo Ribeiro mergulha no passado para recuperar dois trabalhos. Encantados de Servi-lo, de 1991, foi originalmente coreografada para a companhia Nederlands Dans Theater e mais tarde interpretada pelo Ballet Gulbenkian. Só quatro anos depois é que Paulo Ribeiro fundaria a sua própria companhia.

A segunda é Comédia Off, uma peça de 1996 que foi interpretada pelo Ballet Gulbenkian e que se passa nos “interstícios de uma comédia musical”. Voltam agora a palco em modo tríptico, juntando-se a uma nova obra, Summer’s Almost Gone, “uma ideia divertida” inspirada pelo paredão que liga São João do Estoril a Cascais e na sua “fauna humana”, como descreve Paulo Ribeiro em declarações à Time Out, ele que cresceu ali mesmo.

Companhia Paulo Ribeiro
Joaquim Leal/Companhia Paulo Ribeiro

“O repertório das companhias é importante, o trabalho que está para trás”, explica, sobre a relevância de repôr espectáculos antigos como forma de preservar a memória e o legado. “Normalmente estamos sempre a pensar no novo.”

Assim, permite reflectir-se sobre estas peças que mantêm uma pertinência muito própria. “É bom poder olhar para as coisas que foram sendo feitas e que deram corpo a esta nova dança portuguesa. Defendo que o repertório seja revisitado e revisto, já fiz estas incursões com outras duas peças que fiz, e é muito interessante ver como, apesar de terem 20 ou quase 30 anos, mantêm uma actualidade. Temos que saber olhar para trás, com algo palpável, para percebermos melhor o presente e para nos projectarmos para a frente. E foi por isso que surgiu a terceira peça. Se temos duas peças distintas, de tempos diferentes, faltava pegar nesta que tem a ver com o momento presente. Acho que há aqui muitos olhares que se podem cruzar e que podem ser muito interessantes para o público.”

O novo espectáculo, Summer’s Almost Gone,  pede emprestado o título a uma canção dos The Doors, que acompanharam a adolescência de Paulo Ribeiro e fazem parte da banda sonora bem como os Supertramp. “É uma criação desapegada, descomprometida, no sentido em que me apetecia brincar um pouco com estas dinâmicas, estas personagens todas que habitam e desfilam constantemente neste paredão com uma intensidade enorme, seja Verão ou Inverno.”

Companhia Paulo Ribeiro
Joaquim Leal/Companhia Paulo Ribeiro

Embora a escolha musical na qual se baseia a performance não seja propriamente contemporânea, a narrativa está relacionada com a actualidade. “Gosto de ter sempre uma pequena acutilância política, um pequeno olhar em relação à realidade. E isso tem muito a ver com o presente, porque no fundo estamos assoberbados por um presente que não é dos mais felizes. Estamos aqui a falar de duas coisas que se confrontam, é quase um tempo feliz que passou e um presente que infelizmente... Mas este paredão continua suspenso, como se estivesse fora do tempo.”

As três peças, sintetiza, reúnem “muita vida”. Paulo Ribeiro destaca a exigência e complexidade para os seis jovens intérpretes que têm de transitar ao longo de três narrativas durante o espectáculo. “Na dança somos sacudidos por sensações e emoções, é muito sensorial. Esta dinâmica toda leva-nos para algo que é celebratório, dinâmico, que é contagiante no sentido da vontade do fazer, do estar presente... São peças que contagiam com uma alegria de viver e de estar aqui.”

Academia de Artes do Estoril (antigo Edifício Cruzeiro). Avenida das Acácias, 2, Estoril. 23 de Fevereiro 21.00; 24 de Fevereiro 19.00. 10€

+ O que há de novo em Cascais

+ Coisas para fazer em Fevereiro em Cascais

Últimas notícias

    Publicidade