A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Alfândega do Porto

  • Coisas para fazer
  • Miragaia
Alfandega do Porto
© DRAqui decorrerá o festival em Outubro de 2020
Publicidade

A Time Out diz

É neste centro de congressos que muitos eventos da cidade acontecem. Desde exposições a festivais de vinhos, é só estar atento à agenda do espaço.

Detalhes

Endereço
Alfândega do Porto
Rua Nova da Alfândega
Porto
4050-430

Novidades

Frida Kahlo, A Vida de um Ícone

  • Digital e interactivo

“Frida Kahlo, A Vida de um Ícone” é a nova experiência imersiva e interactiva da Immersivus Gallery, um convite para conhecer ao pormenor uma das artistas mais influentes de todos os tempos. De 10 de Março a 30 de Junho, na Alfândega do Porto, vai poder descobrir a biografia da artista mexicana com recurso a colecções de fotografias históricas, filmes originais, instalações artísticas e música, que vão reproduzir os momentos mais relevantes da sua vida.

Dinosauria Experience

A exposição “Dinosauria Experience”, uma colecção de dinossauros animatrónicos, dispositivos robóticos que simulam o aspecto e o comportamento destes extintos animais, vai estar na Alfândega do Porto de 14 de Abril a 20 de Maio. Esta colecção sobre a Pré-História, que aborda o período do Cretáceo, que se deu há cerca de 66 milhões de anos, já percorreu várias cidades do mundo. Pertence à família Cujean-Durand, que se dedica desde os anos 70 à produção de exposições sobre répteis, tendo uma das maiores colecções da Europa. 

Banksy: Genius or Vandal?

O Centro de Congressos da Alfândega do Porto recebe, a partir de dia 23 de Abril, a exposição “Banksy: Genius or Vandal?”. Esta contará com mais de 70 obras originais do artista britânico cuja identidade permanece desconhecida. Peças originais, esculturas, instalações, vídeos e fotografias, pertencentes a colecções particulares, poderão ser visitadas até dia 4 de Setembro. Por lá vão poder ser também encontradas algumas pistas sobre o “misterioso artista”; um enquadramento da sua carreira e episódios mais polémicos; bem como serão postas em destaque algumas das suas peças mais importantes, como uma serigrafia original da série Menina com um Balão. 

JN North Festival

Ornatos Violeta, Linda Martini, PAUS, GNR, Capicua e Capitão Fausto. Estas são algumas das bandas e artistas portugueses que vão actuar no JN North Festival, na Alfândega do Porto, de 26 a 28 de Maio. O cartaz está fechado e conta com música portuense, rock nacional e nomes sonantes internacionais. A abrir o primeiro dia, celebram-se os 30 anos de carreira dos Ornatos Violeta. Juntam-se depois à festa os Linda Martini, que vão apresentar novos temas do seu mais recente álbum “Errôr”; o quarteto PAUS; a banda portuense ZEN e ainda Paraguaii, Pedro da Linha, S. Pedro e Riot. A música electrónica preenche o segundo dia do JN North Festival, com as actuações de Don Diablo, produtor musical holandês, considerado o sétimo melhor DJ do mundo, Capicua, Domingues, T-Rex, Cassete Pirata, Throes + The Shine, Mark Vedo, entre outros. A encerrar a festa, no dia 28 de Maio, celebra-se um outro aniversário. Vão soprar-se as velas aos 40 anos da histórica banda de rock portuense, os GNR. Assiste-se ainda à reunião do Conjunto Cuca Monga e às actuações de The Jesus and Mary Chain, The Waterboys ou Keep Razors Sharp. 

North Music Festival

  • Festivais de música

Tendo o rio Douro como cenário, o North Music Festival vai proporcionar três dias de música. Para já, estão confirmados os Ornatos Violeta, Linda Martini, Zen, Paus, Paraguaii e Pedro da Linha.

Ornatos Violeta

  • Rock e indie

No primeiro dia do JN North Festival todas as expectativas estão legitimamente viradas para os Ornatos Violeta que sobem ao palco da Alfândega para celebrar 30 anos de carreira intermitente (há que descontar uma década de inactividade que durou até 2012). A banda de Manel Cruz é cabeça de cartaz de um dia inteiramente dedicado ao rock nacional. Juntam-se depois à festa os Linda Martini, que vão apresentar novos temas do seu mais recente álbum Errôr; o quarteto PAUS; a banda portuense ZEN e ainda Paraguaii, Pedro da Linha, S. Pedro e Riot.

Don Diablo / Robin Schulz / Capicua

O segundo dia do JN North Fest dedica-se à música electrónica, com um cartaz encabeçado pelo holandês (perdão: neerlandês) Don Pepijn Schipper, de seu nome artístico Don Diablo. Aos 42 anos, soma quatro álbuns de estúdio, muito trabalho como produtor (Madonna, Dua Lipa, Justin Bieber, Ed Sheeran ou Coldplay, entre outros), é tido como um dos pioneiros do future house, e é hoje um dos DJs mais populares do mundo (a revista DJ Mag coloca-o na 7.ª posição do seu ranking). Como cartão de visita, Don Diablo apresenta êxitos como “Chemicals” (com Tiësto) e “Survive” (com Emeli Sandé e Gucci Mane).  Destaque depois para o alemão Robin Schulz, DJ de tropical house que começou a dar nas vistas em 2014, quando fez um remix de “Waves”, de Mr. Probz, e criou um hit à escala global. Actuam ainda Capicua, que celebra ainda o álbum Madrepérola, além de Domingues, T-Rex, e Cassete Pirata. Completam o programa Throes + The Shine, Mark Vedo, e Peace Maker! e Zanova.

GNR / The Jesus and Mary Chain/ The Waterboys

O pretexto começou por ser a comemoração dos 40 anos. Agora são os 41. A efeméride, celebrada em casa, merece que se destaque o acontecimento no meio de um cartaz cheio de apostas no último dia do JN North Fest. Os GNR regressam a palco com a promessa de um novo espetáculo, "com visual renovado e tendo como ponto de partida as canções de sempre. Ao que sabemos, a banda chega com o formato que adoptou pouco antes da pandemia e que chegou a figurar no palco do Coliseu Porto Ageas. Os três oficiais – Rui Reininho (voz), Tóli César Machado (guitarra) e Jorge Romão (baixo) – decidiram mexer na estética musical e abdicar das guitarras de Tiago Maia e das teclas de Paulo Borges (o baterista Samuel Palitos mantém-se), para dar lugar aos sintetizadores de Rui Maia (X-Wife) e montar um novo espectáculo.  No mesmo palco, no mesmo dia, mais dois nomes de peso. Primeiro, os escoceses The Jesus and Mary Chain, que na bagagem trazem ainda Damage and Joy, álbum lançado em 2017, ao fim de 19 anos sem novidades de estúdio. Depois, com os irlandeses The Waterboys, que culminam este dia de forte revivalismo dos anos 80 e 90, e que nos trazem Mike Scott com uma formação renovada já neste século. Acrescente-se David Fonseca, Keep Razors Sharp, Moullinex & Xinobi e DJ Vibe e temos um dia de cartaz bastante promissor. Para rematar, assiste-se ainda à reunião do Conjunto Cuca Monga, surgido durante o confinamento, que conta com os Capitão Fausto, Ganso, Luís Severo, Rapaz Ego e Zarco.

Publicidade
Também poderá gostar