Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Restaurantes

Restaurantes

Críticas de restaurantes, as últimas notícias, novos restaurantes e os melhores restaurantes no Porto

Os 21 melhores brunches no Porto e arredores
Restaurantes

Os 21 melhores brunches no Porto e arredores

O Porto é conhecido pela boa comida, mas não se deixa ficar apenas pelos pratos tradicionais. Também somos mestres na arte de dominar ovos, panquecas, tostas e bebidas de café de especialidade. E tudo isto está incluído nesta lista com os 21 melhores brunches no Porto e arredores. Seja num hotel boutique de cinco estrelas ou num espaço cultural, durante a semana ou nos dias de descanso, há duas coisas que estão garantidas: mesas fartas e comida boa e muito fotogénica. Se nunca sabe onde ir, aqui vai encontrar as respostas. De nada. Recomendado: Oito sítios para tomar um pequeno-almoço saudável no Porto

México todos os dias
Restaurantes

México todos os dias

Não se deixe intimidar pelo nome; aqui o killer contratado é o chef Carlos Mañé (MX) e o único alvo a abater é a sua curiosidade pelo admirável universo gastronómico do México. O ambiente descomprometido e de cores neutras, deixa brilhar os apontamentos hipercoloridos, emblemáticos da cultura mexicana. Elementos do décor, como caveiras, máscaras cravadas a missangas ou as ilustrações do universo folclórico mexicano, pelos olhos da ilustradora Helena Rocio Janeiro, tornam a atmosfera vibrante e divertida. A música, bem animada como se espera, também ajuda. Com o lema mi casa es tu casa sempre presente, não há grandes cerimónias: a carta apresenta sugestões sem pretensões. Autênticas, deliciosas, caseiras. Pegar no simples e tradicional e fazê-lo bem. Muito bem. Uma experiência 100% mexicana, com comida que viaja por todas as coordenadas do país. E que, sobretudo, é pensada para ser comida de conforto, para todos os dias, como aquela que se comia na casa da avozinha. Ou antes, na casa de la abuela.

Conteúdo patrocinado

As 10 melhores marisqueiras no Porto e arredores
Restaurantes

As 10 melhores marisqueiras no Porto e arredores

Qualquer altura é boa para comer marisco, é certo, mas com a aproximação do Verão e com cervejas e praia à mistura, o programa é ainda mais irresistível. Se quer aproveitar o tempo livre para fazer um rally pelas melhores marisqueiras no Porto e arredores, este artigo é para si. Desde ostras, lavagantes, lagostas, percebes, lagostins, mexilhões, amêijoas, gambas e até zamburinas da Galiza, vai poder provar isto tudo à beira mar, em Vila do Conde, Póvoa de Varzim ou Matosinhos, ou até mesmo em terra, no Porto. Marisqueiras, por aqui, não faltam. Relacionados: Os melhores restaurantes de peixe no Porto e arredores

Seis pratos surf and turf que tem de provar no Porto
Restaurantes

Seis pratos surf and turf que tem de provar no Porto

A barriga de porco, raviólis e amêijoas da Esquina do Avesso, a curva da truta no Pinhão do The George Restaurant & Terrace e a salada de tataki de lombo de boi, gambas e lulas da Casa de Pasto da Palmeira estão entre os seis pratos surf and turf que tem de provar no Porto, cujos preços variam entre os 8€ e os 22€. Se, como nós, também apoia a integração e quer evitar o drama da escolha entre o peixe e a carne, estas especialidades são ideais para si. Recomendado: Dez pratos de bacalhau para provar no Porto

Os melhores restaurantes de comida tradicional no Porto
Restaurantes

Os melhores restaurantes de comida tradicional no Porto

Hoje em dia não é difícil experimentar pratos de outros cantos do mundo na cidade mas, verdade seja dita, poucas coisas sabem melhor que uma refeição de comida caseira, temperada no ponto e servida em doses generosas. Nesta lista, com os melhores restaurantes de comida tradicional no Porto, há pratos para todos os gostos, do cozido à portuguesa ao galo à bordalesa, passando pelos filetes de pescada e pelas sardinhas fritas com arroz de feijão. Se não troca a comida da avó e da mãe por nada, leia o que se segue. Recomendado: Os melhores sítios para comer cabrito no Porto e arredores

As nossas sugestões: os melhores restaurantes no Porto

Os 12 melhores restaurantes vegetarianos no Porto
Restaurantes

Os 12 melhores restaurantes vegetarianos no Porto

Não, no Porto não existe só comida pesada, e os espaços que dão primazia ao reino vegetal têm cada vez clientes mais fiéis. Há pratos única e exclusivamente vegetarianos, opções vegan e menus que respeitam a sazonalidade dos ingredientes, muitas vezes de origem biológica ou de pequenos produtores locais. É isto que temos à mesa nos melhores restaurantes vegetarianos no Porto. Recomendado: Os melhores restaurantes saudáveis no Porto

Os 20 melhores restaurantes com esplanada no Porto
Restaurantes

Os 20 melhores restaurantes com esplanada no Porto

Quando está bom tempo ninguém gosta de estar fechado em casa ou no escritório, por isso, aproveite o sol e vá almoçar aos melhores restaurantes com esplanada no Porto. Enquanto come boa comida, faz a fotossíntese necessária depois de tantos meses de frio. Nesta lista temos restaurantes com menus diferentes e para todos os gostos, que vão dos petiscos à cozinha internacional. 

Os melhores restaurantes de peixe no Porto e arredores
Restaurantes

Os melhores restaurantes de peixe no Porto e arredores

Grelhado, em arroz, ao sal e por aí fora: nos melhores restaurantes de peixe no Porto e arredores, há alternativas para todos os gostos.

Os melhores restaurantes saudáveis no Porto
Restaurantes

Os melhores restaurantes saudáveis no Porto

Nesta lista há saladas, açaí e tapiocas. Mas também há tostas, pizzas, wraps e generosas taças de arroz. Para beber, não faltam os sumos de fruta, os de detox e as águas aromatizadas. Encha-se de saúde e conheça os melhores restaurantes saudáveis no Porto.

Os melhores restaurantes do mundo no Porto
Restaurantes

Os melhores restaurantes do mundo no Porto

Itália, EUA, Israel, China, México e Índia são alguns dos países representados (e bem) nesta lista. Faça check-in nestas mesas e mude de ares nos melhores restaurantes do mundo no Porto.

Para os amantes de um bom pequeno-almoço

Os melhores brunches no Porto
Restaurantes

Os melhores brunches no Porto

O Porto é conhecido pela boa comida mas não se fica só pelos pratos tradicionais. Também somos mestres na arte de dominar ovos, panquecas, tostas e bebidas de café. Tudo o que pode ser incluído nos melhores brunches no Porto. Amém.  

Os melhores pequenos-almoços no Porto
Restaurantes

Os melhores pequenos-almoços no Porto

Desengane-se quem pensa que a primeira refeição do dia se resume a pão com manteiga e café. No Porto há uma imensidão de sugestões, provadas e aprovadas pela equipa da Time Out. Mas por favor, não lamba o ecrã ao ver os melhores pequenos-almoços no Porto.

Oito sítios para tomar um pequeno-almoço saudável no Porto
Restaurantes

Oito sítios para tomar um pequeno-almoço saudável no Porto

É a refeição mais importante do dia e, se for recheada de coisas boas, como açaí, smoothie bowls, tapiocas e papas de aveia, melhor ainda. Nesta lista, tem oito sítios para tomar um pequeno-almoço saudável no Porto. Bom apetite.

As melhores panquecas no Porto
Restaurantes

As melhores panquecas no Porto

Tornaram-se moda nos brunches mas não podem nem devem ficar confinadas a uma só refeição. Ao pequeno-almoço, almoço (sim, há panquecas salgadas), brunch ou lanche, há panquecas incríveis para provar na cidade.

Os melhores brunches de hotel no Porto
Hotéis

Os melhores brunches de hotel no Porto

Somos pessoas de acordar tarde e raramente nos apetece um pequeno-almoço banal ao fim-de-semana. Ainda bem que existem bons brunches de hotel no Porto para nos satisfazer as vontades e não contrariar a preguiça. Para qualquer um deles, o conselho é o mesmo: reserve antes. Só para não acabar com os planos furados.

Três sítios para comer bagels no Porto
Restaurantes

Três sítios para comer bagels no Porto

Com recheios doces ou salgados, ao pequeno-almoço, lanche ou a qualquer hora do dia, estes pães são bonitos e bem bons de se comer. Descubra três sítios para comer bagels no Porto.

Três sítios para comer...

Três sítios para comer carbonara no Porto
Restaurantes

Três sítios para comer carbonara no Porto

A essência da gastronomia italiana está na simplicidade das confecções e na combinação dos ingredientes mais frescos. Uma pasta à carbonara é feita com ovos (sim, isso mesmo que leu), guanciale, um tipo de bacon usado em Itália retirado das bochecas do porco, pimenta preta e queijo. Apenas isto. Não há natas nem outras invenções na receita original. Infelizmente, na maioria dos restaurantes que há por estas bandas, preferem inventar. Ao contrário destes três sítios para comer carbonara no Porto, onde o prato italiano é feito como manda a sapatilha. Bom apetite, caro leitor. Recomendado: Os melhores restaurantes italianos no Porto

Três sítios para comer salada de polvo no Porto
Restaurantes

Três sítios para comer salada de polvo no Porto

Fresca, leve e saborosa, esta é uma boa alternativa para começar a refeição. Como é também um bom petisco para comer a meio da tarde (ou a qualquer hora do dia). Sozinho ou para partilhar com os amigos, nesta lista encontra três sítios para comer salada de polvo no Porto. Recomendado: Três sítios para comer gaspacho no Porto

Três sítios para comer gaspacho no Porto
Restaurantes

Três sítios para comer gaspacho no Porto

Nos dias quentes de Verão, esta sopa fria é uma boa opção para forrar o estômago. Conheça três sítios para comer gaspacho no Porto.

Três sítios para comer guacamole no Porto
Restaurantes

Três sítios para comer guacamole no Porto

Seja para mergulhar os totopos ou rechear uma tosta fotogénica num brunch, já ninguém resiste a esta pasta mexicana. Nesta lista encontra três sítios para comer guacamole no Porto.

Comer e beber nestas ruas

Os melhores sítios para comer e beber na Rua de Ceuta
Restaurantes

Os melhores sítios para comer e beber na Rua de Ceuta

Petiscos, bons cortes de carne, cocktails, cerveja e gelados: isto tudo e mais para provar nos melhores sítios para comer e beber na Rua de Ceuta.

Os melhores sítios para comer e beber na Rua de Cedofeita
Restaurantes

Os melhores sítios para comer e beber na Rua de Cedofeita

Pão fresco, cereais, panquecas, pãezinhos de Taiwan cozinhados a vapor, sushi, comida portuguesa, cerveja e vinho – é só escolher. Os melhores sítios para comer e beber na Rua de Cedofeita estão nesta lista. Aproveite-a.

Os melhores sítios para comer e beber na Rua do Bonjardim
Restaurantes

Os melhores sítios para comer e beber na Rua do Bonjardim

Comida tradicional e do mundo, petiscos, francesinhas, sobremesas e alguns espaços ao ar livre para aproveitar os dias soalheiros que aí vêm – os melhores sítios para comer e beber na Rua do Bonjardim estão nesta lista. 

Os melhores sítios para comer e beber na Rua Senhora da Luz
Restaurantes

Os melhores sítios para comer e beber na Rua Senhora da Luz

Numa via de comércio por excelência, há boas desculpas para encher o estômago enquanto descansa das compras. Os melhores sítios para comer e beber na Rua Senhora da Luz estão nesta lista.

Os melhores sítios para comer e beber na Rua do Passeio Alegre
Restaurantes

Os melhores sítios para comer e beber na Rua do Passeio Alegre

Tostas, petiscos, pizzas e pratos tradicionais portugueses são algumas das especialidades dos melhores sítios para comer e beber na Rua do Passeio Alegre, uma das mais procuradas da cidade quando chega o bom tempo.

Críticas de restaurantes

Flor de Lis
Restaurantes Reservar online

Flor de Lis

Depois de oito anos ao leme da cozinha do restaurante Palco, no Hotel Teatro, na Baixa, o chef Arnaldo Azevedo fez-se ao mar (e ao que dele vem), na Foz. É, desde Maio de 2019, o comandante dos dois restaurantes do Vila Foz, hotel num palacete do final do século XIX em plena Avenida Montevideu. O Flor de Lis (a figura heráldica está presente em alguns elementos decorativos originais da mansão) tem 55 lugares e uma carta com pratos de época e forte influência portuguesa, a preços mais acessíveis. “É um restaurante para o cliente do dia-a-dia”, explica o chef. Crítica Às vezes tenho uma grande urgência em comer. Em comer pratos bons, consistentes, bem pensados e estruturados, com bons produtos frescos, que sejam de fácil digestão e com uma longa perduração na memória. Estava curioso em relação aos restaurantes do Vila Foz Hotel & Spa (o Flor de Lis e o Vila Foz), com o chef Arnaldo Azevedo na cozinha de ambos. Depois de oito anos no restaurante Palco, do Hotel Teatro, Arnaldo (a meu ver) parece ter sido seduzido com a promessa de lhe darem tudo quanto precisasse para conquistar uma estrela Michelin para este novo empreendimento hoteleiro, instalado à beira-mar. Não faltou nada nesta refeição, é certo, que só não chegou à quinta estrela da minha parte por um bocadinho de nada: senti falta de arrojo e surpresa. Fica para a próxima. Num sábado à noite peguei na minha mulher e fomos jantar. Quando os portões e a fachada do Vila Foz Hotel surgiram no pára-brisas, começaram as rec

A Time Out diz
4 /5 estrelas
Reservar
Panda
Restaurantes

Panda

Em 2013, Pedro Moura Bessa abriu o Munchie e pôs toda a cidade a adorar hambúrgueres. Seis anos depois abre as portas do Panda, um restaurante com pratos para partilhar, no antigo armazém da Velo Invicta Capas Peneda, a loja de bicicletas mais antiga do Porto. Críticas Não há mal nenhum em um artesão aprimorar a sua técnica num ofício só. Um sapateiro que trabalhe toda a vida a remendar solas e a fazer moldes, será, à priori, mais eficaz do que um outro que também se dedique a fazer meias. A ânsia de chegar a todo o lado e de querer dominar todas as coisas nem sempre traz os melhores resultados. Pedro Moura Bessa, dono deste Panda, é um jovem chef com uma carreira já promissora na cidade. Em 2013 abria o Munchie, a hamburgueria que deixou os portuenses em polvorosa à conta dos seus avantajados hambúrgueres. Conquistaram muitas barrigas, à conta, lá está, da tal experiência. E estava tudo bem só pelo simples facto de o Pedro fazer hambúrgueres. Mas o Pedro não quis ser “só” um sapateiro experiente (e ainda bem), quis mais. Mas fez mais do mesmo e foi uma pena. Este seu Panda tem canas de bambu e bonitas cestas pelas paredes. Mas também tem plantas de plástico e um panda de peluche absurdamente gigante e desnecessário a acumular pó. O espaço é bonito, mas sem alma. É uma espécie de pessoa encantadora mas com amnésia. O Pedro quis ser como os outros, quis apanhar um barco da moda como os outros, quando teria sido melhor ter ficado a vê-lo passar. À conta disso serviu-me o me

A Time Out diz
3 /5 estrelas
Fava Tonka
Restaurantes

Fava Tonka

A geração millennial não sabe muito bem o que há-de fazer com a vida. Anda assim para o descompensado. Pelo menos uma parte, aquela parte que sonha em ir viver para o campo e deixar de arrendar a casa, partilhada com desconhecidos, por um valor que há muito se tornou insuportável. Aquela parte que até gostaria de ter uma horta biológica no jardim, mas que por enquanto vai buscar um cabaz, por 3,50€, à Fruta Feia. Aquela que come menos carne vinda dos supermercados e que fica com pesadelos à noite à conta de documentários como o Cowspiracy. A que apoia a Greta e odeia o Trump. Do outro lado do balcão – um robusto, maciço e centenário tronco de árvore – está Nuno Castro, um desses millennials que parecem tão bem inserir-se naquele grupo de pessoas cheias de vontade de mudar o mundo. É o chef ao leme de uma cozinha aberta sobre uma bonita e acolhedora sala forrada a vegetação suspensa, ferro e madeira. No Verão de 2018, e
 depois de convencer Ricardo Rodrigues (o restaurateur 
por excelência em Leça da Palmeira, também dono do Esquina do Avesso, mesmo 
ao lado, e do Terminal 4450
 a poucos metros), de que o vegetarianismo era o caminho, o Fava Tonka abria as portas 
e posicionava-se, quase de imediato, na pole position. A ideia era ser, em pouco tempo, um dos melhores restaurantes do género no Grande Porto.
E apresentou-se como um espaço de matriz vegetariana, com uma forte aposta em produtos orgânicos e sazonais. A refeição começou, portanto, com um apetitoso couvert que seg

A Time Out diz
5 /5 estrelas
Tasca Vasco
Restaurantes

Tasca Vasco

Lembra-se da comida sul-americana do Panca? O conceito mudou e agora, este restaurante na Baixa tem uma carta virada para os pratos portugueses. Mão de vitela com grão, moelas estufadas e picadinho de carapau são alguns dos pratos que pode experimentar. Crítica: O portuense anda assustado com as rendas altas que não consegue pagar; anda aborrecido porque não consegue contornar as enchentes de turistas que formam filas nos passeios e impedem um fluxo pedonal tranquilo; anda esfomeado porque os restaurantes da Baixa parecem só responder a um outro sotaque. Aquela Rua de Sá de Noronha era um desses casos. Era. Em menos de um ano fecharam dois espaços. O Café Progresso, mesmo na esquina, em cuja parede pode ler- -se ostensivamente “O Café Mais Antigo do Porto” e que, apesar do grande investimento inicial na reabilitação do espaço, não passou de uma armadilha para turistas, com comida bastante fraca para o que seria de esperar. E, depois, o Panca Cevicheria & Pisco Bar, que apostou num atendimento mais virado para quem nos visitava, esquecendo-se de que por muito boa que seja a comida, um restaurante não vive só disso. O primeiro transformar-se-á em Cafeína Downtown e ficará nas mãos de José Avillez – aliás, o grupo do chef lisboeta comprou o grupo de Vasco Mourão, dono do extinto Panca. E o Panca transformou-se há uns meses na Tasca Vasco, também nas mãos do grupo de Vasco Mourão (está a conseguir acompanhar o enredo?). Esta, faz hoje uma agradável simbiose entre os petis

A Time Out diz
4 /5 estrelas
Mais críticas de restaurantes