Restaurantes

Críticas de restaurantes, as últimas notícias, novos restaurantes e os melhores restaurantes no Porto

Sítios escondidos: cinco novas esplanadas no Porto
Restaurantes

Sítios escondidos: cinco novas esplanadas no Porto

Não há ninguém que conjugue o verbo "esplanadar" tão bem quanto nós, mestres em cruzar a perna, bebericar finos e trincar tremoços. Nestas cinco novas esplanadas no Porto, escondidas da multidão e dos olhares alheios, há alternativas para todos os gostos: sol e sombra, comida e bebida, de dia ou de noite, no centro da cidade ou mais perto do mar. Se está curioso, espreite esta lista o quanto antes e aproveite cada dia de Verão como se fosse o último. Com a família, com os amigos, ou sozinho na companhia de um bom livro. Recomendado: As melhores esplanadas no Porto

As 20 melhores pizzas no Porto
Restaurantes

As 20 melhores pizzas no Porto

Quem é que resiste a uma pizza feita com bons ingredientes e acabada de sair do forno, ainda a fumegar? Ninguém, lá está. Regada com azeite de trufas ou apenas com mozzarella, molho de tomate e manjericão, de massa fina e estaladiça ou de bordas grossas, ao estilo napolitano, nesta lista com as 20 melhores pizzas no Porto há versões para agradar a todas as bocas. Junte os amigos e a família (as crianças não resistem a esta especialidade italiana) ou sente-se sozinho, e sem culpas, à mesa de um destes restaurantes. Recomendado: Os melhores restaurantes italianos no Porto

As 12 melhores tascas no Porto
Restaurantes

As 12 melhores tascas no Porto

Há dias em que apetece abusar do sal e da gordura e deixar os vegetais na gaveta do frigorífico. Quando isto acontece, o melhor é não contrariar a sua vontade e dirigir-se até uma das 12 melhores tascas no Porto. Nestes espaços a tradição mantêm-se e come-se bom e barato. Seja ao almoço, a meio da tarde ou no fim de um dia de trabalho, peça um fino e deixe que os petiscos se acomodem no estômago. Só mais uma coisa: se a sua dieta não aguentar este artigo, a culpa não é nossa.  Recomendado: Dez restaurantes com menus de almoço no Porto a menos de 10€

As melhores bowls para comer no Porto
Restaurantes

As melhores bowls para comer no Porto

De taças está o Porto cheio (isto não é um comentário futebolístico) e anda toda a gente com vontade de lhes deitar a mão. Saborosas e fotogénicas, descubra as melhores bowls para comer no Porto.

As melhores francesinhas no Porto
Restaurantes

As melhores francesinhas no Porto

A Francesinha merece todas as homenagens possíveis. Este prato típico da Invicta, criado nos anos 50, conquista os corações e as barrigas dos portuenses todos os dias, e nem os turistas lhe resistem. Espalhadas pela cidade, há exemplares de francesinhas para todos os gostos e até variações menos tradicionais, como as vegetarianas ou as que levam frango em vez de carne vermelha. Gulosos como somos, assumimos a tarefa árdua de descobrir as melhores francesinhas no Porto.

As nossas sugestões: os melhores restaurantes no Porto

Os 12 melhores restaurantes vegetarianos no Porto
Restaurantes

Os 12 melhores restaurantes vegetarianos no Porto

Não, no Porto não existe só comida pesada, e os espaços que dão primazia ao reino vegetal têm cada vez clientes mais fiéis. Há pratos única e exclusivamente vegetarianos, opções vegan e menus que respeitam a sazonalidade dos ingredientes, muitas vezes de origem biológica ou de pequenos produtores locais. É isto que temos à mesa nos melhores restaurantes vegetarianos no Porto. Recomendado: Os melhores restaurantes saudáveis no Porto

Os 20 melhores restaurantes com esplanada no Porto
Restaurantes

Os 20 melhores restaurantes com esplanada no Porto

Quando está bom tempo ninguém gosta de estar fechado em casa ou no escritório, por isso, aproveite o sol e vá almoçar aos melhores restaurantes com esplanada no Porto. Enquanto come boa comida, faz a fotossíntese necessária depois de tantos meses de frio. Nesta lista temos restaurantes com menus diferentes e para todos os gostos, que vão dos petiscos à cozinha internacional. 

Os melhores restaurantes de peixe no Porto e arredores
Restaurantes

Os melhores restaurantes de peixe no Porto e arredores

Grelhado, em arroz, ao sal e por aí fora: nos melhores restaurantes de peixe no Porto e arredores, há alternativas para todos os gostos.

Os melhores restaurantes saudáveis no Porto
Restaurantes

Os melhores restaurantes saudáveis no Porto

Nesta lista há saladas, açaí e tapiocas. Mas também há tostas, pizzas, wraps e generosas taças de arroz. Para beber, não faltam os sumos de fruta, os de detox e as águas aromatizadas. Encha-se de saúde e conheça os melhores restaurantes saudáveis no Porto.

Os melhores restaurantes do mundo no Porto
Restaurantes

Os melhores restaurantes do mundo no Porto

Itália, EUA, Israel, China, México e Índia são alguns dos países representados (e bem) nesta lista. Faça check-in nestas mesas e mude de ares nos melhores restaurantes do mundo no Porto.

Para os amantes de um bom pequeno-almoço

Os melhores brunches no Porto
Restaurantes

Os melhores brunches no Porto

O Porto é conhecido pela boa comida mas não se fica só pelos pratos tradicionais. Também somos mestres na arte de dominar ovos, panquecas, tostas e bebidas de café. Tudo o que pode ser incluído nos melhores brunches no Porto. Amém.  

Os melhores pequenos-almoços no Porto
Restaurantes

Os melhores pequenos-almoços no Porto

Desengane-se quem pensa que a primeira refeição do dia se resume a pão com manteiga e café. No Porto há uma imensidão de sugestões, provadas e aprovadas pela equipa da Time Out. Mas por favor, não lamba o ecrã ao ver os melhores pequenos-almoços no Porto.

Oito sítios para tomar um pequeno-almoço saudável no Porto
Restaurantes

Oito sítios para tomar um pequeno-almoço saudável no Porto

É a refeição mais importante do dia e, se for recheada de coisas boas, como açaí, smoothie bowls, tapiocas e papas de aveia, melhor ainda. Nesta lista, tem oito sítios para tomar um pequeno-almoço saudável no Porto. Bom apetite.

As melhores panquecas no Porto
Restaurantes

As melhores panquecas no Porto

Tornaram-se moda nos brunches mas não podem nem devem ficar confinadas a uma só refeição. Ao pequeno-almoço, almoço (sim, há panquecas salgadas), brunch ou lanche, há panquecas incríveis para provar na cidade.

Os melhores brunches de hotel no Porto
Hotéis

Os melhores brunches de hotel no Porto

Somos pessoas de acordar tarde e raramente nos apetece um pequeno-almoço banal ao fim-de-semana. Ainda bem que existem bons brunches de hotel no Porto para nos satisfazer as vontades e não contrariar a preguiça. Para qualquer um deles, o conselho é o mesmo: reserve antes. Só para não acabar com os planos furados.

Três sítios para comer bagels no Porto
Restaurantes

Três sítios para comer bagels no Porto

Com recheios doces ou salgados, ao pequeno-almoço, lanche ou a qualquer hora do dia, estes pães são bonitos e bem bons de se comer. Descubra três sítios para comer bagels no Porto.

Três sítios para comer...

Três sítios para comer salada de polvo no Porto
Restaurantes

Três sítios para comer salada de polvo no Porto

Fresca, leve e saborosa, esta é uma boa alternativa para começar a refeição. Como é também um bom petisco para comer a meio da tarde (ou a qualquer hora do dia). Sozinho ou para partilhar com os amigos, nesta lista encontra três sítios para comer salada de polvo no Porto. Recomendado: Três sítios para comer gaspacho no Porto

Três sítios para comer gaspacho no Porto
Restaurantes

Três sítios para comer gaspacho no Porto

Nos dias quentes de Verão, esta sopa fria é uma boa opção para forrar o estômago. Conheça três sítios para comer gaspacho no Porto.

Três sítios para comer guacamole no Porto
Restaurantes

Três sítios para comer guacamole no Porto

Seja para mergulhar os totopos ou rechear uma tosta fotogénica num brunch, já ninguém resiste a esta pasta mexicana. Nesta lista encontra três sítios para comer guacamole no Porto.

Três sítios para comer pudim Abade de Priscos no Porto
Restaurantes

Três sítios para comer pudim Abade de Priscos no Porto

Se é um apreciador da doçaria tradicional portuguesa, porque não deixar-se levar por este doce bracarense? Com esta lista, pode descobrir três sítios para comer pudim Abade de Priscos no Porto.

Comer e beber nestas ruas

Os melhores sítios para comer e beber na Rua de Ceuta
Restaurantes

Os melhores sítios para comer e beber na Rua de Ceuta

Petiscos, bons cortes de carne, cocktails, cerveja e gelados: isto tudo e mais para provar nos melhores sítios para comer e beber na Rua de Ceuta.

Os melhores sítios para comer e beber na Rua de Cedofeita
Restaurantes

Os melhores sítios para comer e beber na Rua de Cedofeita

Pão fresco, cereais, panquecas, pãezinhos de Taiwan cozinhados a vapor, sushi, comida portuguesa, cerveja e vinho – é só escolher. Os melhores sítios para comer e beber na Rua de Cedofeita estão nesta lista. Aproveite-a.

Os melhores sítios para comer e beber na Rua do Bonjardim
Restaurantes

Os melhores sítios para comer e beber na Rua do Bonjardim

Comida tradicional e do mundo, petiscos, francesinhas, sobremesas e alguns espaços ao ar livre para aproveitar os dias soalheiros que aí vêm – os melhores sítios para comer e beber na Rua do Bonjardim estão nesta lista. 

Os melhores sítios para comer e beber na Rua Senhora da Luz
Restaurantes

Os melhores sítios para comer e beber na Rua Senhora da Luz

Numa via de comércio por excelência, há boas desculpas para encher o estômago enquanto descansa das compras. Os melhores sítios para comer e beber na Rua Senhora da Luz estão nesta lista.

Os melhores sítios para comer e beber na Rua do Passeio Alegre
Restaurantes

Os melhores sítios para comer e beber na Rua do Passeio Alegre

Tostas, petiscos, pizzas e pratos tradicionais portugueses são algumas das especialidades dos melhores sítios para comer e beber na Rua do Passeio Alegre, uma das mais procuradas da cidade quando chega o bom tempo.

Críticas de restaurantes

Panca - Cevicheria & Pisco Bar
Restaurantes

Panca - Cevicheria & Pisco Bar

Como diz a minha mãe, tudo o que é demais é erro. Também diz outras coisas como: “Quem muito se baixa, o rabo lhe aparece”. Foi sempre muito próspera em ditados populares, esta mulher. E isto porquê? Porque fui almoçar ao Panca de Vasco Mourão e do chef chileno Camilo Jaña (responsáveis por restaurantes como o Cafeína e o Terra) e saí a achar que tinha atracado num admirável mundo novo. E não no bom sentido. Bem sei que quanto mais genuíno um restaurante parecer, melhor é a experiência para o cliente. Mas quando o esforço se torna evidente, a coisa roça o exasperante. Depois de 20 minutos a torrar debaixo do sol na esplanada, e de uns quantos agitares de braços no ar, como dois náufragos a quem só faltou aparecer escorbuto à conta
 da carência de comida, lá conseguimos que uma das meninas que serviam às mesas neste restaurante, com uma carta inspirada na gastronomia da América do Sul, nos desse um pouco de atenção. A primeira abordagem foi feita em inglês (nervos), depois percebemos que só falava castelhano, e de seguida que não nos entendia, nem nós a ela. Senti-me o Colombo. E o pior é que pela hora avançada já devia estar a pagar um balúrdio pelo estacionamento da nau. Pedir duas entradas e dois pratos demorou perto de dez vagarosos minutos. Atrapalhada com tudo, mostrou um desconhecimento total da carta. Perguntei o que levava o ceviche Mariscal Puro, Mar Adentro. Não sabia. Pedi para perguntar na cozinha. Ignorou. Ora, se eu fosse alérgico a algum ingrediente, a esta

A Time Out diz
3 /5 estrelas
Gion
Restaurantes

Gion

Há quem dobre a roupa interior por cores, ou esfregue os dentes 37 vezes de cada lado. Em cima e em baixo. O meu transtorno obsessivo-compulsivo não é tão minucioso mas é a fraqueza perfeita para me tornar o alvo de chacota da Rita, a minha mulher, que, mal entrou no Gion, não perdeu a oportunidade. “Tens a certeza de que queres comer aqui? Não te vais sentir mal? Se calhar era melhor fazeres jejum. Não te fazia mal nenhum fazeres jejum.” As mesas estavam enviesadas em relação à parede e, adepto da simetria, não suporto coisas que não estejam paralelas. Suei frio enquanto descia as escadinhas (dissimuladamente, claro, para não dar parte de fraco), e as mesas desalinhadas (para que coubessem mais porque o espaço é pequeno) foram rapidamente esquecidas à conta do bom atendimento. Rápido, atencioso e informado, foi dos melhores nos últimos tempos. Uma espécie de amuse-bouche (não pedido mas cobrado) chega sob a forma de pequenos cubos de peixe branco e salmão fritos, marinados em molho togarashi, uma mistura de especiarias (2€). Ao mesmo tempo, pousam duas cervejas japonesas, uma Asahi e uma Kirin, bem frescas (ambas a 2,80€).
 A saborosa panqueca okonomiaki vem bem servida de camarão e polvo, com alface e lascas de bonito que se agitam no prato em contacto com o calor. Por cima, uma maionese de ostras (10€). Um prato pelo qual o chef Bruno Cardoso, ex-Terra, se apaixonou quando foi ao Japão. Depois, seguiram-se outros mais leves e frescos, bem cuidados, como as fatias de s

A Time Out diz
4 /5 estrelas
Toca d'Avenida
Restaurantes

Toca d'Avenida

Por menos de 20€, nesta tasquinha, com vista para a Casa da Música, três pessoas ficam bem aviadas. E se a isto somarmos um atendimento simpático, uma pessoa até trabalha melhor durante da tarde. Uns rissóis de leitão bem recheados de carne, com esta a saber bem a molho de pimenta, e uma dose de rojões tenros e húmidos, até fazem esquecer umas pataniscas massudas e com pouco bacalhau, e duas sandes, uma de presunto e outra de alheira com ovo, que, apesar de terem enchido a barriga, não eram nada de especial. *As críticas da Time Out dizem respeito a uma ou mais visitas feitas pelos críticos da revista, de forma anónima, à data de publicação em papel. Não nos responsabilizamos nem actualizamos informações relativas a alterações de chef, carta ou espaço. Foi assim que aconteceu.

A Time Out diz
3 /5 estrelas
Pedro Limão
Restaurantes

Pedro Limão

Há uns anos, à saída de um restaurante com estrela Michelin, perguntei ao chef, que se despedia dos clientes à porta, se ele tinha deitado MDMA na comida. O meu estado de excitação e de alegria era tal que ponderei seriamente a hipótese de me terem drogado a refeição. A resposta foi um não, obviamente, portanto atribuí a felicidade que sentia ao incrível menu de degustação dessa noite e à brilhante harmonização que o escanção fizera com os pratos. Desde então já me sentei à mesa de muitos
 e bons restaurantes, que me serviram coisas incríveis e que me ensinaram outras tantas. Em quase todos sabia ao que ia, por isso, a surpresa era expectável. Mas numa destas sextas-feiras quentes à noite, e sem ter dado um aviso prévio ao meu sentido retronasal, fui jantar a um simpático restaurante, com poucas mesas,
 ali para os lados do Bonfim, e saí de lá como se tivesse embarcado numa bela trip. Um óptimo pão de fermentação lenta com massala, cuja acidez provocava uma sensação agradável na boca, vinha acompanhado por um pouco de azeite acidulado, que prolongava esse sabor, e uma boa manteiga aromatizada com especiarias de Goa. Ao lado, um copo de Alvarinho fresco. Bela maneira de começar, pensei. Seguiu-se uma espuma de mexilhão (raramente uma espuma marca pontos comigo, acho-as desinteressantes), com percebes (um deles ainda inteiro e a precisar de ser descascado, com pouco sabor e com muita areia, infelizmente) e ainda umas chips de salsa, o elemento mais interessante do conjunto. O

A Time Out diz
4 /5 estrelas
Mais críticas de restaurantes