Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Restaurantes

Restaurantes

Críticas de restaurantes, as últimas notícias, novos restaurantes e os melhores restaurantes no Porto

Os 21 melhores brunches no Porto e arredores
Restaurantes

Os 21 melhores brunches no Porto e arredores

O Porto é conhecido pela boa comida, mas não se deixa ficar apenas pelos pratos tradicionais. Também somos mestres na arte de dominar ovos, panquecas, tostas e bebidas de café de especialidade. E tudo isto está incluído nesta lista com os 21 melhores brunches no Porto e arredores. Seja num hotel boutique de cinco estrelas ou num espaço cultural, durante a semana ou nos dias de descanso, há duas coisas que estão garantidas: mesas fartas e comida boa e muito fotogénica. Se nunca sabe onde ir, aqui vai encontrar as respostas. De nada. Recomendado: Oito sítios para tomar um pequeno-almoço saudável no Porto

As 10 melhores marisqueiras no Porto e arredores
Restaurantes

As 10 melhores marisqueiras no Porto e arredores

Qualquer altura é boa para comer marisco, é certo, mas com a aproximação do Verão e com cervejas e praia à mistura, o programa é ainda mais irresistível. Se quer aproveitar o tempo livre para fazer um rally pelas melhores marisqueiras no Porto e arredores, este artigo é para si. Desde ostras, lavagantes, lagostas, percebes, lagostins, mexilhões, amêijoas, gambas e até zamburinas da Galiza, vai poder provar isto tudo à beira mar, em Vila do Conde, Póvoa de Varzim ou Matosinhos, ou até mesmo em terra, no Porto. Marisqueiras, por aqui, não faltam. Relacionados: Os melhores restaurantes de peixe no Porto e arredores

Seis pratos surf and turf que tem de provar no Porto
Restaurantes

Seis pratos surf and turf que tem de provar no Porto

A barriga de porco, raviólis e amêijoas da Esquina do Avesso, a curva da truta no Pinhão do The George Restaurant & Terrace e a salada de tataki de lombo de boi, gambas e lulas da Casa de Pasto da Palmeira estão entre os seis pratos surf and turf que tem de provar no Porto, cujos preços variam entre os 8€ e os 22€. Se, como nós, também apoia a integração e quer evitar o drama da escolha entre o peixe e a carne, estas especialidades são ideais para si. Recomendado: Dez pratos de bacalhau para provar no Porto

Os melhores restaurantes de comida tradicional no Porto
Restaurantes

Os melhores restaurantes de comida tradicional no Porto

Hoje em dia não é difícil experimentar pratos de outros cantos do mundo na cidade mas, verdade seja dita, poucas coisas sabem melhor que uma refeição de comida caseira, temperada no ponto e servida em doses generosas. Nesta lista, com os melhores restaurantes de comida tradicional no Porto, há pratos para todos os gostos, do cozido à portuguesa ao galo à bordalesa, passando pelos filetes de pescada e pelas sardinhas fritas com arroz de feijão. Se não troca a comida da avó e da mãe por nada, leia o que se segue. Recomendado: Os melhores sítios para comer cabrito no Porto e arredores

Os 50 melhores restaurantes no Porto
Restaurantes

Os 50 melhores restaurantes no Porto

O Porto é para se viver de garfo e faca na mão. Porque não queremos que lhe dê a fraqueza enquanto percorre os quatro cantos da cidade, aqui tem uma lista feita à sua medida. Estes são os 50 melhores restaurantes no Porto, escolhidos a dedo pelos críticos e especialistas em Comer e Beber desta revista. E vai encontrar um pouco de tudo por aqui. Temos restaurantes com comida tradicional e outros com pratos de autor. Uns mais virados para a carne e outros mais orientados para a comida saudável. Em suma, um resumo do melhor que se faz na restauração portuense. Aproveite. Bom apetite. Recomendado: Os melhores bares no Porto

As nossas sugestões: os melhores restaurantes no Porto

Os 12 melhores restaurantes vegetarianos no Porto
Restaurantes

Os 12 melhores restaurantes vegetarianos no Porto

Não, no Porto não existe só comida pesada, e os espaços que dão primazia ao reino vegetal têm cada vez clientes mais fiéis. Há pratos única e exclusivamente vegetarianos, opções vegan e menus que respeitam a sazonalidade dos ingredientes, muitas vezes de origem biológica ou de pequenos produtores locais. É isto que temos à mesa nos melhores restaurantes vegetarianos no Porto. Recomendado: Os melhores restaurantes saudáveis no Porto

Os 20 melhores restaurantes com esplanada no Porto
Restaurantes

Os 20 melhores restaurantes com esplanada no Porto

Quando está bom tempo ninguém gosta de estar fechado em casa ou no escritório, por isso, aproveite o sol e vá almoçar aos melhores restaurantes com esplanada no Porto. Enquanto come boa comida, faz a fotossíntese necessária depois de tantos meses de frio. Nesta lista temos restaurantes com menus diferentes e para todos os gostos, que vão dos petiscos à cozinha internacional. 

Os melhores restaurantes de peixe no Porto e arredores
Restaurantes

Os melhores restaurantes de peixe no Porto e arredores

Grelhado, em arroz, ao sal e por aí fora: nos melhores restaurantes de peixe no Porto e arredores, há alternativas para todos os gostos.

Os melhores restaurantes saudáveis no Porto
Restaurantes

Os melhores restaurantes saudáveis no Porto

Nesta lista há saladas, açaí e tapiocas. Mas também há tostas, pizzas, wraps e generosas taças de arroz. Para beber, não faltam os sumos de fruta, os de detox e as águas aromatizadas. Encha-se de saúde e conheça os melhores restaurantes saudáveis no Porto.

Os melhores restaurantes do mundo no Porto
Restaurantes

Os melhores restaurantes do mundo no Porto

Itália, EUA, Israel, China, México e Índia são alguns dos países representados (e bem) nesta lista. Faça check-in nestas mesas e mude de ares nos melhores restaurantes do mundo no Porto.

Para os amantes de um bom pequeno-almoço

Os melhores brunches no Porto
Restaurantes

Os melhores brunches no Porto

O Porto é conhecido pela boa comida mas não se fica só pelos pratos tradicionais. Também somos mestres na arte de dominar ovos, panquecas, tostas e bebidas de café. Tudo o que pode ser incluído nos melhores brunches no Porto. Amém.  

Os melhores pequenos-almoços no Porto
Restaurantes

Os melhores pequenos-almoços no Porto

Desengane-se quem pensa que a primeira refeição do dia se resume a pão com manteiga e café. No Porto há uma imensidão de sugestões, provadas e aprovadas pela equipa da Time Out. Mas por favor, não lamba o ecrã ao ver os melhores pequenos-almoços no Porto.

Oito sítios para tomar um pequeno-almoço saudável no Porto
Restaurantes

Oito sítios para tomar um pequeno-almoço saudável no Porto

É a refeição mais importante do dia e, se for recheada de coisas boas, como açaí, smoothie bowls, tapiocas e papas de aveia, melhor ainda. Nesta lista, tem oito sítios para tomar um pequeno-almoço saudável no Porto. Bom apetite.

As melhores panquecas no Porto
Restaurantes

As melhores panquecas no Porto

Tornaram-se moda nos brunches mas não podem nem devem ficar confinadas a uma só refeição. Ao pequeno-almoço, almoço (sim, há panquecas salgadas), brunch ou lanche, há panquecas incríveis para provar na cidade.

Os melhores brunches de hotel no Porto
Hotéis

Os melhores brunches de hotel no Porto

Somos pessoas de acordar tarde e raramente nos apetece um pequeno-almoço banal ao fim-de-semana. Ainda bem que existem bons brunches de hotel no Porto para nos satisfazer as vontades e não contrariar a preguiça. Para qualquer um deles, o conselho é o mesmo: reserve antes. Só para não acabar com os planos furados.

Três sítios para comer bagels no Porto
Restaurantes

Três sítios para comer bagels no Porto

Com recheios doces ou salgados, ao pequeno-almoço, lanche ou a qualquer hora do dia, estes pães são bonitos e bem bons de se comer. Descubra três sítios para comer bagels no Porto.

Três sítios para comer...

Três sítios para comer carbonara no Porto
Restaurantes

Três sítios para comer carbonara no Porto

A essência da gastronomia italiana está na simplicidade das confecções e na combinação dos ingredientes mais frescos. Uma pasta à carbonara é feita com ovos (sim, isso mesmo que leu), guanciale, um tipo de bacon usado em Itália retirado das bochecas do porco, pimenta preta e queijo. Apenas isto. Não há natas nem outras invenções na receita original. Infelizmente, na maioria dos restaurantes que há por estas bandas, preferem inventar. Ao contrário destes três sítios para comer carbonara no Porto, onde o prato italiano é feito como manda a sapatilha. Bom apetite, caro leitor. Recomendado: Os melhores restaurantes italianos no Porto

Três sítios para comer salada de polvo no Porto
Restaurantes

Três sítios para comer salada de polvo no Porto

Fresca, leve e saborosa, esta é uma boa alternativa para começar a refeição. Como é também um bom petisco para comer a meio da tarde (ou a qualquer hora do dia). Sozinho ou para partilhar com os amigos, nesta lista encontra três sítios para comer salada de polvo no Porto. Recomendado: Três sítios para comer gaspacho no Porto

Três sítios para comer gaspacho no Porto
Restaurantes

Três sítios para comer gaspacho no Porto

Nos dias quentes de Verão, esta sopa fria é uma boa opção para forrar o estômago. Conheça três sítios para comer gaspacho no Porto.

Três sítios para comer guacamole no Porto
Restaurantes

Três sítios para comer guacamole no Porto

Seja para mergulhar os totopos ou rechear uma tosta fotogénica num brunch, já ninguém resiste a esta pasta mexicana. Nesta lista encontra três sítios para comer guacamole no Porto.

Comer e beber nestas ruas

Os melhores sítios para comer e beber na Rua de Ceuta
Restaurantes

Os melhores sítios para comer e beber na Rua de Ceuta

Petiscos, bons cortes de carne, cocktails, cerveja e gelados: isto tudo e mais para provar nos melhores sítios para comer e beber na Rua de Ceuta.

Os melhores sítios para comer e beber na Rua de Cedofeita
Restaurantes

Os melhores sítios para comer e beber na Rua de Cedofeita

Pão fresco, cereais, panquecas, pãezinhos de Taiwan cozinhados a vapor, sushi, comida portuguesa, cerveja e vinho – é só escolher. Os melhores sítios para comer e beber na Rua de Cedofeita estão nesta lista. Aproveite-a.

Os melhores sítios para comer e beber na Rua do Bonjardim
Restaurantes

Os melhores sítios para comer e beber na Rua do Bonjardim

Comida tradicional e do mundo, petiscos, francesinhas, sobremesas e alguns espaços ao ar livre para aproveitar os dias soalheiros que aí vêm – os melhores sítios para comer e beber na Rua do Bonjardim estão nesta lista. 

Os melhores sítios para comer e beber na Rua Senhora da Luz
Restaurantes

Os melhores sítios para comer e beber na Rua Senhora da Luz

Numa via de comércio por excelência, há boas desculpas para encher o estômago enquanto descansa das compras. Os melhores sítios para comer e beber na Rua Senhora da Luz estão nesta lista.

Os melhores sítios para comer e beber na Rua do Passeio Alegre
Restaurantes

Os melhores sítios para comer e beber na Rua do Passeio Alegre

Tostas, petiscos, pizzas e pratos tradicionais portugueses são algumas das especialidades dos melhores sítios para comer e beber na Rua do Passeio Alegre, uma das mais procuradas da cidade quando chega o bom tempo.

Críticas de restaurantes

Namban Oporto Kitchen Café
Restaurantes

Namban Oporto Kitchen Café

A simpatia de Miguel Cunha e a mão para a cozinha de Sako Arao são os melhores trunfos deste bonito recanto
 na Rua dos Bragas. A dupla maravilha mudou-se para aqui, recentemente, depois de ter conquistado muitas barrigas nas Galerias Lumière, espaço que se tornou pequeno para tanta fama e já só funcionava mediante reserva. Numa ardósia na parede apresentam as sugestões do dia e há muitas opções para
 o pequeno-almoço. Chamam à atenção, por exemplo, as torradas de pão de arroz de fermentação lenta e as panquecas de trigo sarraceno, ambas servidas com feijão azuki doce e manteiga de coco ou com creme de soja e compota fermentada. Como chegámos pela hora de almoço, coube-nos em sorte um outro panorama. Para começar a refeição, serviram-nos um caldo fino e saboroso, bem aromático, muito leve e muito fresco, apropriado para um dia de Verão (assim pode sempre comer sopa durante o estio sem suar as estopinhas). Na sua composição? Uma receita simples com ingredientes despretensiosos, abrilhantada por curgetes, ervilhas de quebrar, grão de bico, menta e raspas de limão. Estes dois últimos a dar aquele toque fresco e cítrico que muda tudo. Passámos, depois, para o prato principal, em que uma concha de sticky rice, um arroz glutinoso morno, apareceu mergulhado num caril japonês espesso, engrossado por lentilhas e outros legumes. Carregado de especiarias, de onde sobressaía fortemente o aroma a pimenta e a cominhos, era bastante guloso. Ainda dentro do prato 
– este numa versão vegan

A Time Out diz
4 /5 estrelas
O Carniceiro
Restaurantes

O Carniceiro

É tramado quando temos amigos um bocado metafísicos, com uma sensibilidade artística de tal forma apurada que se estende dos olhos ao palato e que conseguem ver num prato de atum um quadro de Kandinsky. Do outro lado da mesa fiz uma tentativa de imaginar um Rembrandt, olhando atentamente para a luz que incidia sobre os rabos de porco desfeitos numa moleza boa de carne, gordura e cartilagens, com muitos cominhos à mistura (5€). Mas lembraram-me mais uma pintura de Pollock, um tanto desajeitada, e desisti. A piada deste prato estava na simplicidade. Não são muitos os restaurantes que apostam em partes menos nobres dos animais – talvez com medo que
a clientela torça o nariz (coisa que está a mudar e ainda bem) –, mas os rabos de porco acompanhados por um creme de amêndoa, pickles de couve flor e crocantes de amêndoa (havia doçura, sal e crocância, só senti falta de um elemento mais fresco para contrabalançar), foi um começo com graça. Menos engraçados foram os cornetos de carne maturada (5€). Esta carne é uma das especialidades deste restaurante, inserido no ZERO, o alojamento que o grupo lisboeta Mainside abriu na Rua do Ateneu Comercial do Porto. Dentro deste espaço desafogado de estilo retro-industrial há ainda um cofre, que deu assistência ao Banco Mello e à União de Bancos, que ali funcionaram, forrado 
a carpetes que custaram os olhos da cara, segundo o funcionário que nos atendeu. Voltando aos cornetos, uma ideia já gasta, a carne pecou pela falta de tempero, e a massa,

A Time Out diz
4 /5 estrelas
Muti
Restaurantes

Muti

Vivi em Itália e por lá ficaria se não gostasse tanto de cá estar. Ainda não encontrei povo tão parecido connosco como aquele. Somos todos demasiado burocráticos, intrometidos na vida alheia e epicuristas por natureza, sobretudo quando o assunto é comida. Em suma, somos iguais. Por isso, uma tábua de queijos e enchidos para começar a refeição é sempre uma boa aposta. Aqui ou na terra do Papa. A de tamanho pequeno veio para a mesa com rodelas de salame picante, salame de Nápoles, presunto de Parma, mais queijo parmesão, pecorino e provolone (14€). Uns DOP, outros não. Tudo bom e acompanhado por um atendimento atencioso e vinho branco a copo. Ainda antes da pizza, um dos pratos do dia: raviólis de abóbora (17€). A massa estava al dente, cozinhada no ponto e, presumo, era caseira, dada a grossura. Um pouco mais fina, ficava melhor. Senti falta de mais recheio, soube pouco a abóbora, contudo, o molho de natas e manteiga, carregado de pimenta preta, estava bom, assim como a bresaola, uma espécie de carne seca bovina que abrilhantava o prato e equilibrava o doce com o salgado. O azeite de trufa por cima era desnecessário, o prato estava bem composto, mas pode sempre funcionar como sugestão à parte. Depois, uma bonita pizza,
a da casa, com o mesmo nome (15€). Branca (ou seja, sem molho de tomate), tinha fior di latte, manjericão, uma burrata pornográfica, que se desfez ao toque e cuja languidez leitosa se misturou muito bem com
a salga do presunto de Parma bio com uma cura de 24 m

A Time Out diz
4 /5 estrelas
Tapisco
Restaurantes

Tapisco

O meu primeiro contacto com a vizinha Espanha (do qual me recordo), foi através da minha avó que, volta e meia, gulosa como só ela, ia a Vigo comprar caramelos. Foi à conta de um desses caramelos que a Filosofia surgiu de rompante na minha vida e, com ela, a inevitabilidade de que não se pode ter tudo e que, por vezes, acabamos mesmo sem nada. Lembro-me de como aquela pasta de açúcar dura e cozinhada industrialmente se agarrou a um molar de leite periclitante. Nesse momento deu-se uma espécie de paradoxo de Schrödinger – já não era um dente, mas um dente com caramelo. Mas também não era bem um caramelo, era uma coisa repugnante cheia de cavidades enterrada em algo que era bom. Resultado? Um caramelo incomestível e uma miúda desdentada e inconsolável. Não me caiu nenhum dente quando fui ao Tapisco, o primeiro espaço de Henrique Sá Pessoa no Porto – que conjuga petiscos portugueses com tapas espanholas –, mas caiu-me o queixo porque estava à espera de melhor. Afinal, trata-se de uma carta pensada por um chef que conquistou, há uns anos, uma estrela Michelin para o seu Alma, em Lisboa. Ainda antes de avançar com esta crítica, é preciso fazer uma referência a Rui Sanches, também responsável pelo projecto e a máquina que põe a funcionar o império Multifood, que detém dezenas de restaurantes, como as cadeias Honorato e Vitaminas, e restaurantes de topo, como o Alma. Não sendo uma grande apreciadora de paelhas, levei comigo uma expert no assunto. Uma portuguesa com uma data de cos

A Time Out diz
3 /5 estrelas
Mais críticas de restaurantes