Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Kind kitchen

Kind kitchen

Restaurantes, Vegano Aliados
Escolha dos críticos
4 /5 estrelas
Kind Kitchen
1/4
© João SaramagoKind Kitchen
Kind Kitchen
2/4
©João SaramagoKind Kitchen
Kind Kitchen
3/4
©João SaramagoKind Kitchen
Kind Kitchen
4/4
©João SaramagoKind Kitchen

A Time Out diz

4 /5 estrelas

Há cada vez mais restaurantes veganos na cidade e o Kind Kitchen, um projecto de duas irmãs que praticam este tipo de alimentação, é um dos mais recentes. Há falafel, bowls e saladas, mas também há hambúrgueres, nachos e outra junk food onde a proteína animal não entra.

Crítica

Dizer-me que estou a ficar gordo é prática corrente cá por casa, isto enquanto me afaga os desmaiados abdominais, agora sob uma leve camada adiposa, na tentativa de diminuir o rombo que a observação fez na minha auto-estima. Não acho que fosse caso para tanto. Ainda tento argumentar que carrego umas belas love handles para ela apertar, mas a Rita não está para gracinhas. Finda a depreciação, o meu ego está achincalhado e ela suspira pelos cantos.

Sugeri-lhe uma visita ao Kind Kitchen, um restaurante vegan com comida feita de raiz e ingredientes vindos de produtores locais, segundo anunciam as duas irmãs, Ana e Eva, à frente do projecto na Rua do Bonjardim. Depois da sobejidão de peixe, carne e doces, deglutidos freneticamente durante as festas, uma refeição sem animais à mistura até cairia bem. Mas o cheiro do molho das bifanas da Conga, a dois passos da porta de entrada deste paraíso verde – com uma cozinha aberta e o tecto cheio de desenhos – quase me fez vacilar. Mas permaneci estóico. Pela Rita e pelos meus abdominais desalentados.

Primeiro, falafel (3,50€). Estas bolinhas do Médio Oriente (na street food de todo o lado) chegaram quentes e estaladiças, com uma boa consistência e com um twist que fugia ao tradicional. No interior aglutinavam-se, como deve ser, o grão de bico, o alho, os coentros e o forte sabor a cominhos. Mas um zest de limão dava outra graça ao preparado. Ao lado, “iogurte” – sim, com aspas, vou usá-las muito – de soja, adocicado mas estranhamente coerente, e com ervas. Seguiram-se, depois, os nachos (uma pena serem de pacote, 6€), com feijão preto básico e um molho de tomate apurado, do qual resultou um sabor agridoce que foi equilibrado pelo creme de abacate picado grosseiramente com cebola e regado com gotas de lima. Por cima, “queijo” (eu avisei) cheddar, que não o sendo disfarçava bem. Era um daqueles pratos a que chamo de paradoxos de Schrödinger: são (uma gulodice), mas também não são. Podiam, mas não. Ficam assim numa espécie de limbo gastronómico.

Guloso era o arroz basmati de coco que sustentava a bowl thai (7,50€), um dos pratos principais, muito bom e saboroso. Doce e de textura suave, vinha acompanhado por manga madura fatiada, batata doce assada, cenoura ralada, folhas verdes, amendoins e molho de amendoim satay (também bastante doce, talvez à conta do leite de coco), a ligar tudo e a conferir um exotismo comedido à comida. Deste prato também faziam parte pedaços de tofu, mas não consigo descrever a que sabe um marshmallow que ficou uma noite inteira à chuva e depois inchou. A tosta aberta (6,50€) com pão de levedação natural biológico também estava bastante agradável, ornamentada com uma pasta de hummus, de onde era possível sentir o sabor ácido do tahini, com cogumelos tenros salteados em molho de soja e cebola caramelizada.

Devia ter terminado a refeição por aqui, mas a Rita pediu um brownie com uma manteiga de amendoim tão sedosa e doce – que devia ser proibida – que o meu corpo começou, subitamente, a queixar-se de hipoglicemia. A Rita revirou-me os olhos e eu mandei vir, pouco importado, o bolo de coco com “leite condensado”, este bem mais leve e menos intenso do que o original (ambos a 2,50€/fatia). Os toppings estavam óptimos, mas à textura dos bolos faltava humidade. Ainda está para nascer quem destrone um reinado destes: ovos e manteiga.

Este Kind Kitchen é bonito, tem comida agradável e bem servida (saí de lá com um único abdominal, todo ele uniforme e saliente) e barato. Duas entradas, dois pratos, duas sobremesas e duas bebidas resultaram em 33€.

*As críticas da Time Out dizem respeito a uma ou mais visitas feitas pelos críticos da revista, de forma anónima, à data de publicação em papel. Não nos responsabilizamos nem actualizamos informações relativas a alterações de chef, carta ou espaço. Foi assim que aconteceu.

Por Ricardo Capitão

Publicado:

Detalhes

Endereço Rua do Bonjardim, 302
Baixa
Porto
4000-114
Preço Até 20€
Contato
Horário Ter-Sáb 12.00-22.30
É o proprietário deste estabelecimento?

A vossa opinião

0 comments
Também poderá gostar
    Últimas notícias