A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
  1. Caximar
    ©João SaramagoCaximar
  2. Ostras & Coisas
    ©João SaramagoOstras & Coisas

Os melhores restaurantes de peixe e marisco no Porto e arredores

Sente-se à mesa dos melhores restaurantes de peixe e marisco no Porto e arredores e faça uma refeição com sabor a mar.

Escrito por
Editores da Time Out Porto
Publicidade

Do peixe grelhado ao peixe ao sal, passando pelo arroz de marisco ou pelo marisco cozido, nestes restaurantes há alternativas para todos os gostos. Temos espaços clássicos, onde é sempre bom voltar, e restaurantes mais modernos, onde fazem brilhar os produtos do mar com recurso a novas técnicas e empratamentos. Seja para um jantar romântico, quase em cima das rochas, para um almoço no centro da cidade ou para uma petiscada com os amigos, depois de um valente dia de praia, nesta lista estão reunidas as coordenadas para chegar a bom porto. Bom apetite.

Recomendado: Os 44 melhores restaurantes do Porto

 

Os melhores restaurantes de peixe e marisco no Porto e arredores

  • 4/5 estrelas
  • Restaurantes
  • Leça da Palmeira
  • preço 4 de 4
  • Recomendado

Entrar numa casa de frente para a Praia de Leça da Palmeira desenhada por Álvaro Siza já seria motivo suficiente para marcar uma mesa na Casa de Chá da Boa Nova. Mas ainda há as duas estrelas Michelin, conquistadas pelo aclamado chef Rui Paula (agora também residente no Time Out Market Porto, em nome próprio), que faz uma inspiradora ode à cozinha de mar portuguesa, bem representada pelo marisco e peixe locais. O menu de degustação muda consoante as temporadas. Entre os tacos de frutos do mar e o peixe galo com lingueirão e quinoa, tudo parece saber melhor com a maresia que invade as grandes janelas projectadas pelo primeiro Pritzker português.

  • Restaurantes
  • Porto

Num país em que o bacalhau, mais do que um produto, é uma espécie de culto, um restaurante disposto a celebrá-lo parece um conceito óbvio. Mas é sem qualquer obviedade que Rui Martins conduz a cozinha deste charmoso espaço instalado no novo (velho) Bolhão: do rissol de bacalhau com maionese de fiolho ao arroz de bacalhau com ostras, o chef tempera todos os pratos com um bocado de ousadia, criando sabores novos até mesmo para receitas já conhecidas. E ainda tira vantagem do peixe-símbolo nacional também nas sobremesas, como no caso do mil-folhas de bacalhau com creme de ovos moles e gelado de baunilha. Noutras paragens, há vegetais (como as saborosas bimis na brasa com vinagrete), polvo à lagareiro e arroz de costela mendinha. 

Publicidade
  • Restaurantes
  • Santa Catarina

Está em plena Rua de Santa Catarina, uma das mais frenéticas do Porto, mas os desavisados podem passar pela porta sem se dar conta de que há ali um restaurante em que os peixes e mariscos da costa portuguesa são tratados com o maior respeito e dedicação por uma equipa quase totalmente formada por mulheres. Talvez seja esse o maior trunfo do Gruta, projecto iniciado pela chef Rafaela Louzada (que agora pode encontrar em nome próprio no Time Out Market Porto): ser um refúgio de boa gastronomia para turistas e locais. O restaurante tem um menu enxuto, mas bem executado, com receitas como um guloso arroz de mar, uma versão da moqueca brasileira, e carabineiros com mil-folhas de mandioca. Da focaccia sempre quentinha ao brigadeiro de erva-príncipe que acompanha o café, tudo é cuidado ao detalhe. 

  • Time Out Market
  • São Bento

Rafaela, ou Rafa para os amigos, é uma inspiração para as mulheres que trabalham na sua cozinha (e fora dela também). Cem por cento feminina, é nela que fazem pratos que transpiram sabor, leveza e frescura. Além do trabalho que Rafa tem desenvolvido em prol da valorização das mulheres dentro do círculo gastronómico, a chef brasileira preocupa-se também em apresentar uma cozinha sustentável com peixes e mariscos da nossa costa. E se estes já eram as grandes estrelas do seu restaurante Gruta, em Santa Catarina, aqui brilham com o mesmo fulgor. Experimente a moqueca de gambas, aquele clássico; e os dadinhos de bacalhau, uma receita autoral que a chef criou de propósito para este espaço e que resulta da junção do bolinho de bacalhau com os dadinhos de tapioca brasileiros.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Matosinhos

A Rua Heróis de França, em Matosinhos, cheira a peixe na brasa – ou às festas de santos populares, comuns em Junho: por isso, ali, a impressão é de que é sempre Verão. É ali que estão grande parte dos restaurantes da cidade que grelham robalos, douradas e linguados em grelhas montadas na rua para servir os clientes. O Meia-Nau é um dos símbolos da recente revolução da restauração local. Começou como uma oficina e transformou-se num dos bons spots da zona da lota, servindo amêijoas à Bulhão Pato, lulas salteadas, petinga frita ou mexilhões à Meia-Nau. Entre os principais, claro, um peixe na boa grelha, levemente beijado pelo calor, a ponto de manter a humidade da carne. Pelo horário estendido entre almoço e jantar, é boa opção para horas à mesa – ou uma petiscada antes da noite chegar. 

  • Restaurantes
  • Flores

Ceviche de corvina com leite de tigre e batata doce, tentáculos de polvo com molho verde, lombo de bacalhau com cebolada, ou filetes de peixe-galo com arroz de tomate e tempura frita são só alguns dos pratos a saber a mar que vai poder provar neste restaurante na Mouzinho da Silveira, onde o peixe e o marisco são reis. Atire-se também às sobremesas, bastante gulosas, como o banoffee com gelado de caramelo salgado ou o brownie de avelã com gelado de iogurte. Para refrescar a garganta, têm vinhos de pequenos produtores, sobretudo orgânicos e frescos, com pouca intervenção humana e alguns de séries limitadas.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Frutos do mar
  • Matosinhos
  • preço 1 de 4

É um dos restaurantes mais adorados das ruas matosinhenses e um sítio onde é sempre bom ir, quer pelo atendimento caloroso, quer pelo bom peixe ou pelos pratos tradicionais que ali se servem. Da sardinha assada às pataniscas com arroz de feijão, do arroz de polvo com filetes do mesmo à caldeirada de peixe, passando pelo peixe do dia, sempre fresquinho, que pode ser grelhado ou frito, há motivos de sobra para lá ir. O leite-creme para sobremesa e os preços muito em conta também fazem parte da lista de atractivos.

  • Restaurantes
  • Frutos do mar
  • Matosinhos
  • preço 3 de 4

É uma das casas mais famosas de Matosinhos, sempre com matéria-prima de qualidade no balcão. Camarão da costa, lagostins, lagosta e ostras são alguns dos mariscos frescos que pode comer por lá, mas também há pratos imperdíveis. Exemplos? O arroz caldoso de lavagante, a paella de lagosta nacional, o arroz ou a açorda de marisco ou os camarões tigre grelhados. Se preferir peixe, atire-se ao rodovalho, ao robalo ou aos filetes de pescada, que também vai bem servido. 

Publicidade
  • Restaurantes
  • Grande Porto
  • preço 2 de 4

Comer peixe fresco, com vista para a Praia da Aguda, é o que pode fazer se reservar mesa no restaurante Zizi, em Vila Nova de Gaia. Entre as especialidades da casa estão o arroz de robalo com coentros, os lombos de bacalhau à Zizi e o polvo assado no forno. Todos os dias está ainda disponível uma boa variedade de mariscos, como mexilhões, amêijoas, camarões e percebes. E de sobremesas, como baba de camelo, leite-creme queimado caseiro, natas do céu, pudim abade de Priscos, rabanadas...

  • Restaurantes
  • Matosinhos
  • preço 3 de 4

Espumantes, mariscos e pão-de-ló: eis a tríade para uma refeição perfeita. O Gaveto, restaurante de Matosinhos com 40 anos de serviço, é um dos mais conhecidos do Grande Porto e exímio na arte da confecção destes frutos do mar. Da santola recheada às amêijoas à Bulhão Pato, passando por travessas de camarão tigre grelhado e pelos percebes fresquinhos, há muito para petiscar neste espaço bem perto da praia – o mar fica a cerca de 300 metros. Peça uma cerveja gelada ou uma garrafa de espumante, se estiver com tempo, e remate a refeição com uma fofa fatia de pão-de-ló.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Restaurantes
  • Ribeira
  • preço 2 de 4

Com três restaurantes espalhados pelo Porto, o grupo Casa Coelho – que inclui a Adega São Nicolau e a Taberna dos Mercadores – é também responsável pelo Terreiro, onde pode provar uma grande variedade de produtos do mar. Escolha a esplanada com vista para a Ribeira e aposte em entradas como as costelinhas de petinga ou a salada de polvo. Para prato principal, vá pelos filetes de pescada com arroz de berbigão, pela açorda de marisco ou pelo polvo à Taberna. Há também sempre uma opção de peixe do dia. Para rematar, toucinho do céu e mousse de chocolate são as opções.

  • Restaurantes
  • Restaurantes
  • Grande Porto
  • preço 2 de 4

Instalado numa casinha com paredes de pedra, com vista para a Praia de Angeiras, este é o restaurante ideal para terminar os dias mais quentes de Verão, acompanhado da família e dos amigos. O menu da Casa Guripa dá destaque ao melhor que vem do mar, como os cornetos de sapateira, os tártaros de bacalhau, os pica-paus de atum com batata-doce e molho cítrico, as saladinhas de polvo ou as amêijoas à Bulhão Pato. E isto são só as entradas, para partilhar. Se procura pratos mais robustos, também os há. Do arroz do mar com tamboril, raia, camarões e bivalves, aos frescos peixes grelhados.

 

Publicidade
  • Restaurantes
  • Leça da Palmeira

A poucos metros do mar, este pequeno restaurante tem uma carta curta, pensada e executada pelo chef André Pinto Baptista, e muito focada no que o oceano oferece. Há pratos que vale a pena provar, como o carolino do mar com camarão, amêijoa e mexilhão num caldo de cataplana, e que está em permanência no menu, dada a adesão da clientela. Mas o mais comum é ter sempre pratos diferentes à sua espera, uma vez que o chef vai mudando a carta com frequência – de quatro em quatro meses para sermos mais concretos. Os ceviches e os tártaros (que podem ser de peixe ou carne) também brilham no menu. “Costumo dizer que Lessa is more. São pratos simples, mas com combinações muito interessantes”, atira o chef.

  • Restaurantes
  • Frutos do mar
  • Matosinhos
  • preço 2 de 4

Começou por ser um restaurante destinado à “malta trabalhadora”, que ia lá comer marisco e beber uns copos. Hoje, com mais de 60 anos de vida, é um sítio para toda a gente. Há sempre marisco fresco – camarões, búzios, lavagantes e outros, vendidos a peso –, peixe na brasa e um arroz de marisco que é a especialidade lá do burgo. No interior há menos lugares, mas, em contrapartida, a esplanada aumentou, por isso não há desculpas para não ir. Ainda por cima, uma refeição sai, em média, a 20-25€.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Galerias
  • preço 3 de 4

Apesar de não haver mar por perto, na Baixa do Porto também se come bom marisco e peixe fresco. O Ostras & Coisas que o diga. A especialidade da casa está no nome: as ostras nacionais que são servidas de diferentes formas – ao natural, ao vapor, com manteiga ou em tempura. O menu conta ainda com opções como creme de marisco, sapateira recheada, petinga frita com limão ou amêijoa branca em cebolada. Também pode pedir marisco ao quilo. Navalheiras, lavagantes e lagostas estão à sua espera. Fresquinhas, fresquinhas.

  • Restaurantes
  • Grande Porto

É uma instituição. Um sítio onde se reúnem famílias para almoços e jantares, e amigos para mariscadas e cervejas frescas. Com bastantes lugares no interior e com várias dezenas na esplanada, O Filipe de Angeiras é conhecido pelo peixe grelhado e marisco fresco. Percebes, camarão da costa, sapateira, amêijoas e navalheira são alguns dos que costumam brilhar no balcão, mas tudo depende do que vier nos barcos, o melhor selo de qualidade.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Português
  • Ribeira
  • preço 2 de 4

Um restaurante pequeno e uma carta curta mas recheada de produtos e de pratos de qualidade. No Terra Nova, na Ribeira, as ostras e o bacalhau são as especialidades, por isso, atire-se a elas. Comece pelas ostras ao natural e siga para a massada de bacalhau, um prato imperdível. Este é feito com massa fresca caseira e o bacalhau é cozinhado a baixa temperatura. À sobremesa, prove o brownie de chocolate e nozes com caramelo salgado.

  • Restaurantes
  • Grande Porto
  • preço 3 de 4

Referência incontornável no roteiro gastronómico da cidade, o Caximar, mesmo em cima da praia, é forte nos peixes e mariscos e num atendimento à moda antiga. Na carta brilham os peixes que podem ser escolhidos da vitrina – robalo, rodovalho, linguado, dourada – ou os mariscos pedidos ao quilo. Da sapateira ao camarão tigre, passando pelas lagostas e pelos lavagantes que nadam no aquário deste restaurante com uma bonita vista sobre o mar. Se lhe apetecer provar um pouco de tudo, tem bom remédio: peça um dos mistos da casa. No fim, não deixe escapar o carrinho das sobremesas, um clássico que já não se vê em muitos sítios. Vem recheado de coisas boas, como salada de fruta, toucinho do céu, bolo de chocolate brigadeiro, pudim, bolo de bolacha, pão-de-ló burguês, que leva merengue por cima, e as famosas rabanadas poveiras, feitas com pão bijou e uma calda com canela, açúcar, licor e uma boa dose de segredo.

Publicidade
  • Restaurantes
  • Matosinhos
  • preço 2 de 4

A Marisqueira de Matosinhos é um daqueles clássicos que resulta sempre. É bom para ir com amigos, em família, nos anos do avô, ao almoço, ao lanche ou ao jantar. Tudo porque serve, desde que abriu em 1978, muito bom peixe e marisco. Aqui trabalha-se com robalos, chernes e linguados, mas o marisco é, sem dúvida, o que mais sai. Há lavagante, santola, sapateira, camarão, lagostins, percebes, ostras, camarão, canilhas, búzios...

Mais mar

  • Coisas para fazer

Corremos o país de norte a sul para lhe trazer as melhores praias de Portugal. De alto a baixo, são 850 quilómetros de areal. Não o corremos todo de uma vez. Fomos correndo. Mas reunimos todos esses quilómetros de areia, sol e sal neste guia pensado para o orientar à beira-mar, de norte a sul de Portugal. Pelo meio, descubra ainda os restaurantes e bares de praia para se pôr à sombra a petiscar e a beber um copo. Recomendado: Novos hotéis de norte a sul de Portugal

  • Coisas para fazer

Areais de perder de vista, bares com bons comes e bebes, muitas ondas e muito vento, claro, um bom aliado para quem pratica windsurf, por exemplo. Agora que o Verão está instalado, fizemos-lhe uma compilação das melhores praias do Minho para que possa aproveitar esta época balnear ao máximo. Damos-lhe sugestões do que ver e fazer nas redondezas, o que comer nos restaurantes e como chegar aos sítios sem dramas ou complicações. Pegue na toalha, no protector solar e nesta lista, e faça-se à estrada. Boas férias. Recomendado: As melhores praias fluviais no Porto e arredores

Publicidade
  • Coisas para fazer

Está calor e quer ir dar um mergulho para refrescar? Nós dizemos-lhe onde estão as melhores praias no Porto e arredores. E como gostamos muito de si, dizemos-lhe ainda qual a distância desde o centro da cidade até lá, bem como algumas curiosidades pelo meio. Tudo para que tenha um belo dia passado na praia, estendido de perna ao sol.

  • Coisas para fazer

As opções são tantas, que escolher o melhor sítio para estender a toalha e tomar uns banhos de sol torna-se uma tarefa difícil. Para lhe simplificar a vida, fizemos esta lista com as melhores praias de Aveiro. Nela dizemos-lhe tudo o que precisa de saber sobre cada uma e temos sugestões para agradar a gregos e troianos. Prefere uma praia situada em plena Reserva Natural com dunas a marcarem presença? Check. Gosta de um areal generoso e boas ondas para surfar? Check também. Da nossa parte, o trabalho está feito. Agora, é consigo.  Recomendado: As melhores praias do Porto e arredores

Recomendado
    Também poderá gostar
    Também poderá gostar
    Publicidade