Ingolf Wunder

Música, Clássica e ópera
Ingolf Wunder
©Patrick Walter Ingolf Wunder

Em ano em que a Áustria é o país-tema da Casa da Música, regressa Ingold Wunder, pianista austríaco que já aqui tinha estado em 2015, com um programa que contempla obras de Mozart – um austríaco de gema – e Beethoven – um austríaco adoptivo. Do primeiro ouvir-se-á a Sonata no 12 K.332, que foi composta durante o Verão de 1778, em Paris, sob a influência de Johann Christian Bach e Johann Schobert. Do segundo ouvir-se-á a célebre Sonata
no 23 op.57 Appassionata, publicada em Viena em 1807, uma obra de grande exigência técnica e carácter arrebatado.

Wunder é um especialista em Chopin: foi medalha de prata do concurso Chopin de Varsóvia em 2010 e gravou para a Deutsche Grammophon um Chopin Recital e os concertos de Chopin, o no 2 acompanhado pela Filarmónica de Varsóvia (faz parte do CD Chopin &
 Liszt in Warsaw) e o n.º 1 pela Filarmónica de São Petersburgo e Vladimir Ashkenazy). Há, pois, grandes expectativas para o resto do recital de Wunder, com algumas das mais célebres obras do compositor polaco:
 os Nocturnos op.9, a Polonaise op.53 e a Polonaise-Fantaisie op.61.

Por José Carlos Fernandes

Publicado:

LiveReviews|0
1 person listening