Karlowicz, Moniuszko, Tchaikovsky

Música, Clássica e ópera
Stefan Blunier
©Veerle Vercauteren Stefan Blunier

A Time Out diz

A Orquestra Sinfónica do Porto, dirigida por Stefan Blunier, propõe um programa com dois notáveis compositores românticos polacos. Stanislaw Moniuszko (1819-1872) desfruta, na Polónia, do estatuto de herói nacional e
 é considerado como “o pai da ópera polaca” – compôs 24, muitas delas inspiradas em histórias polacas e recorrendo
 a melodias e ritmos do país.
 Da mais famosa, Halka (1847), ouvir-se-á a abertura.

Mieczyslaw Karlowicz (1876- 1909) é o maior compositor polaco entre as gerações de Chopin e Moniuszko e a de Szymanowski. Compôs música orquestral inspirada por Tchaikovsky, entre a qual está o poema sinfónico Stanislaw e Anna de Oswiecim, inspirado numa lenda de um amor trágico entre um irmão e uma irmã na cidade de Oswiecim – que, no século XX, protagonizaria um momento negro da História, embora sob o seu topónimo germânico: Auschwitz.

O programa inclui a Sinfonia n.o 3 de Tchaikovsky, dita “Polaca”, título atribuído após
a morte do compositor e que resulta de o seu V andamento ter a indicação “Tempo alla polaca”. A escolha justifica-se também por Tchaikovsky ter sido um modelo para Karlowicz.

Por José Carlos Fernandes

Publicado:

Detalhes

A vossa opinião

LiveReviews|0
1 person listening