Orquestra Sinfónica: Mendelssohn, Mozart, Sibelius

Música, Clássica e ópera
Benjamin Schmid
©DR Benjamin Schmid

Embora tenha ficado na história como pianista de génio, Mozart era também
 um competente violinista, o que não é de estranhar, dado que o pai, Leopold, era um reputado violinista e pedagogo e autor do Tratado Sobre os Princípios Fundamentais da Técnica Violinística (1755). Ignora-se o que terá levado Mozart a compor, no ano de 1775 (tinha 19 anos), cinco concertos para violino de uma assentada. Se as obras foram estreadas em Salzburgo, é possível que o solista tenha sido Antonio Brunetti, um virtuoso italiano ao serviço da corte do príncipe-arcebispo. Neste programa da Orquestra Sinfónica, com direcção de Arvo Volmer, o Concerto para violino n.º 3 terá como solista o vienense Benjamin Schmid (na foto), que possui vasta discografia nas editoras Oehms, Ondine e Arte Nova
e cuja especialidade são os compositores austríacos (Berg, Goldamrk, Korngold, Kreisler, Mozart, Schoenberg, Webern). O programa inclui a Abertura Sonho de uma Noite de Verão, uma obra-prima composta por Mendelssohn aos 17 anos, e a Sinfonia n.º 5, de Sibelius, que foi encomendada para celebrar o 50.º aniversário do compositor, a 8 de Dezembro de 1915.

Por José Carlos Fernandes

Publicado:

LiveReviews|0
1 person listening