Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right A maioria das pessoas com Covid-19 não tem sintomas, revela estudo da U.Porto
© DR
© DR

A maioria das pessoas com Covid-19 não tem sintomas, revela estudo da U.Porto

Pessoas assintomáticas têm maior proporção de testes positivos.

Publicidade

A maior proporção de testes positivos de Covid-19 tem ocorrido entre pessoas que nunca chegaram a manifestar qualquer sintoma. Esta é uma das mais recentes conclusões da investigação que está a ser conduzida pelo Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) e pelo INESC TEC, em parceria com o jornal Público

Desde 23 de Março até ao dia 21 de Abril, foi possível perceber que a maior proporção de testes positivos ocorreu em pessoas assintomáticas e que não tiveram qualquer contacto com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19. Verificou-se ainda que as pessoas que realizam mais testes têm profissões ligadas à saúde e ao apoio social, apesar de serem os que apresentaram menos testes positivos para a infecção. Tal pode significar que, “mesmo perante situações de maior risco, o conhecimento e a aplicação das medidas de prevenção levam a um risco menor de adquirir a infecção”, lê-se no relatório citado no site da Universidade do Porto.

Participaram neste estudo 11.125 indivíduos, que responderam a 127.744 questionários. A investigação "Diários de uma pandemia" teve início no dia 23 de Março e está a convidar os cidadãos a responderem diariamente a um conjunto de perguntas, que visam ajudar a compreender a evolução da vida dos portugueses, ao longo da pandemia de Covid-19. Pode participar no estudo e consultar os resultados de semanas anteriores.

+ Leia aqui a edição desta semana da Time In Portugal

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a newsletter e receba as notícias no email.

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade