A Time Out na sua caixa de entrada

Calções Deeply
© Deeply

Estes calções são feitos com plástico recolhido do oceano

Por Ana Patrícia Silva
Publicidade

A nova colecção de calções da marca portuguesa Deeply é feita a partir de plástico recolhido do oceano. Cada par de calções equivale a dez garrafas de plástico retiradas do mar e das praias.

A marca de surf de Matosinhos assinala o Dia Mundial dos Oceanos com a apresentação de novos calções sustentáveis de praia. Os calções Voley são produzidos em Portugal com SEAQUAL® YARN, 100% a partir de plástico recolhido pela Seaqual, uma iniciativa que tem trabalhado com ONGs, pescadores, comunidades, autoridades, indústria e marcas para ajudar a limpar o lixo dos nossos oceanos. Por cada par de calções Voley produzidos, a Seaqual reúne o equivalente a dez garrafas de plástico do mar e das praias. 

Há cinco modelos de calções disponíveis a preços entre 40-45€, que podem ser comprados online. Para além da sustentabilidade, a Deeply está também atenta à estética e funcionalidade. O tecido proporciona um toque confortável tipo pele de pêssego no exterior e um acabamento macio no interior. Os calções têm dois bolsos laterais com forro em rede para libertar a água e a areia, um bolso de vivo com velcro e porta-chaves elástico no interior. 

Deeply
© Deeply

Leia aqui as edições digitais e gratuitas da Time In Portugal

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a newsletter e receba as notícias no email.

Últimas notícias

    Publicidade