Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Festivais de música proibidos até 30 de Setembro
NOS Primavera Sound
© DR

Festivais de música proibidos até 30 de Setembro

Publicidade

Na reunião do Conselho de Ministros desta quinta-feira, ficou decidido que não vai haver festivais de música em Portugal até 30 de Setembro. No Norte, o prazo estipulado pelo Governo atinge não só os festivais que mantinham as datas originalmente previstas (Paredes de Coura, Vilar de Mouros e Marés Vivas, entre outros), como também o Primavera Sound, que fora adiado para 3 a 5 de Setembro.

“Impõe-se a proibição de realização de festivais de música, até 30 de Setembro de 2020, e a adopção de um regime de carácter excepcional dirigido aos festivais de música que não se possam realizar no lugar, dia ou hora agendados, em virtude da pandemia”, pode ler-se no comunicado do Conselho de Ministros. A proposta de lei foi aprovada e vai ser submetida à apreciação da Assembleia da República.

Esta medida afecta os festivais que iam acontecer até ao final de Setembro, como o NOS Primavera Sound, NOS Alive, Vodafone Paredes de Coura, EDP Vilar de Mouros, MEO Sudoeste, Bons Sons, MEO Marés Vivas, EDP Cool Jazz, NEOPOP ou a Galp Beach Party.

O comunicado esclarece ainda que quem comprou bilhetes para os espectáculos (e não só os festivais) agendados entre o período de 28 de Fevereiro de 2020 e 30 de Setembro de 2020, que não sejam realizados devido à Covid-19, terá os seus direitos de consumidor protegidos, prevendo-se a "emissão de um vale de igual valor ao preço do bilhete de ingresso pago".

Leia aqui a edição desta semana da Time In Portugal

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email.

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade