Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Há 31 sobreiros em risco de abate no Porto
sobreiro
© DR O sobreiro é a Árvore Nacional de Portugal

Há 31 sobreiros em risco de abate no Porto

Publicidade

A associação Campo Aberto denuncia que foi autorizado pelo Ministério do Ambiente o abate de 31 sobreiros na zona da Asprela, perto da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. O abate insere-se num projecto de construção de uma residência de estudantes. 

O despacho, publicado no Diário da República, "autoriza condicionadamente o abate de 31 sobreiros adultos na área do referido empreendimento", localizado na Rua da Azenha e estendendo-se até à Rua do Carriçal, na freguesia de Paranhos. Em comunicado, a associação ambiental Campo Aberto referiu que a autorização dada pelo Ministério, através da Secretaria de Estado da Conservação da Natureza, Florestas e Ordenamento do Território, é "paradoxal, porque emana de um órgão cuja missão é a conservação da natureza".

A associação acrescenta que este abate é "bárbaro", uma vez que o sobreiro é "uma árvore protegida em Portugal". Em resposta à Campo Aberto, o município refere que está a "avaliar as soluções disponíveis no sentido da mitigação da destruição deste património natural, designadamente actuando junto do promotor com vista à introdução de eventuais alterações ao projecto que minimizem o impacto sobre o coberto vegetal, de forma a salvaguardar os sobreiros existentes".

O sobreiro é uma espécie protegida pela legislação portuguesa desde 2001. Foi eleito Árvore Nacional de Portugal desde 2011, devido à grande importância económica, social e ambiental que representa para o país, nomeadamente através da exploração sustentável da cortiça e por contribuir para a preservação da biodiversidade.

Leia aqui a edição desta semana da Time In Portugal

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade