A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Luísa e Salvador Sobral
© Força de ProduçãoDetalhe do cartaz com Luísa e Salvador Sobral

Luísa e Salvador Sobral vão revisitar a infância em espectáculo inédito

“O Nosso Concerto” terá cinco datas: três em Lisboa, no Teatro Maria Matos, e duas no Porto, no Teatro Sá da Bandeira. Os irmãos Sobral prometem “uma viagem no tempo”.

Por
Hugo Torres
Publicidade

Luísa e Salvador Sobral já se juntaram em palco várias vezes, uma das quais perante dezenas de milhões de espectadores de todo o mundo, na final de 2017 da Eurovisão, que venceram com “Amar pelos dois”. Mas nunca haviam feito um espectáculo partilhado. Até agora. A 7 de Dezembro, com a estreia de “O Nosso Concerto” no Teatro Maria Matos, em Lisboa, os irmãos actuam pela primeira vez em conjunto… no mundo dos adultos, visto que o alinhamento será uma revisitação das canções que entoavam na infância.

“Sempre soubemos que este dia ia chegar, o dia do nosso concerto, mas quisemos fazê-lo quando fez sentido para nós”, escrevem Luísa e Salvador Sobral num texto assinado por ambos, citado pela promotora do espectáculo, a Força de Produção. “Este espectáculo vai ser uma viagem no tempo onde, através de canções e histórias, o público vai poder conhecer a nossa vida musical e fraternal mais a fundo. Vamos tocar aquelas canções que foram importantes para nós e que trazem memórias no avesso. Na verdade, vamos tocar tudo aquilo que nos apetecer porque vamos finalmente fazer O Nosso Concerto.”

Os irmãos Sobral vão fazer uma sequência de três noites no Maria Matos, de 7 a 9 de Dezembro. Duas semanas depois, subirão ao Porto, para duas datas no Teatro Sá da Bandeira – a 21 e 22 de Dezembro. Um total de cinco noites para regressar à infância e ao início do percurso destes dois cantores. “As nossas vozes foram durante anos o eco uma da outra. Cantamos juntos desde que nos lembramos de cantar e a nossa infância foi passada a aperfeiçoar a arte das harmonias e de ‘colar’ as vozes ao ponto de parecerem uma só”, recordam no mesmo texto. Depois, foram “crescendo e cada um foi trilhando o seu próprio caminho musical”. “Fomos fazendo parte desse caminho um do outro, participando em concertos, fazendo letras e gravando temas juntos.” Faltavam os espectáculos conjuntos. 

O alinhamento ainda não é conhecido, tão-pouco se haverá banda de apoio e, havendo, quem dela fará parte. Por ora, além do texto de Salvador e Luísa Sobral, só mesmo o cartaz com uma fotografia dos dois, ainda imberbes. E os bilhetes, que vão custar entre 10 e 20€ e já foram postos à venda (vale a pena lembrar que, dadas as restrições impostas pela pandemia, a lotação será inferior ao que seria normal para ambas as salas).

Leia aqui a edição online e gratuita da Time Out Portugal

Últimas notícias

    Publicidade