A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Curtas
DR

O Curtas Vila do Conde faz 30 anos

Começa este sábado mais um Curtas Vila do Conde, que sopra 30 velas no bolo de aniversário e vai decorrer até ao próximo dia 17.

Escrito por
Eurico de Barros
Publicidade

O Curtas 2022 abre com Alcarràs, da espanhola Carla Simón, realizadora em foco este ano, tal como Chema García Ibarra. Na Competição Internacional deste ano destacam-se os novos filmes do romeno Radu Jude, The Potemkinists, de Tsai Ming-Liang, The Night, ou do islandês Hlynur Pákmason, The Nest. Na Competição Nacional de Curtas passam, entre vários outros, alguns títulos que se estrearam em festivais como Cannes ou Berlim: Aos Dezasseis, de Carlos Lobo, Ice Merchants, de João Gonzalez, Garrano, de David Doutel e Vasco Sá, Skola di Tarafe, de Sónia Vaz Borges e Filipa Serra, O Teu Peso em Ouro, de Sandro Aguilar, ou , de Margarida Vila-Nova. Fora de competição, veremos curtas como O Homem do Lixo, de Laura Gonçalves, ou By Flávio, de Pedro Cabeleira.

Também fora dos programas competitivos, na secção Da Curta à Longa, estreiam-se os portugueses Fogo Fátuo, de João Pedro Rodrigues, O Joelho de Ahed, de Nadav Lapid e Saudade do Futuro, de Anna Azevedo Gomes. Os três realizadores estarão em Vila do Conde para apresentarem as sessões e conversarem com os espectadores. A secção New Voices destaca a cineasta francesa Céline Devaux, da qual é exibido, entre outros, Toda a Gente Gosta de Jeanne, co-produção portuguesa rodada em Lisboa e que esteve no Festival de Cannes.

A Competição Experimental terá 19 filmes em estreia nacional e esta 30ª edição do festival propõe também um programa especial para jovens e para as famílias (Curtinhas e My Generation), a competição Take One!, com filmes de escola, e uma selecção de curtas feita pela European Film Academy. Ao Stereo, programa sobre o cruzamento entre cinema e música, foi acrescentado Agora e Para Sempre, documentário sobre os Da Weasel. Haverá um programa expositivo e cinematográfico, numa parceria com a Temporada Portugal-França 2022, da responsabilidade de Marie Losier e David Legrand, e o Cinema Revisitado vai centrar-se nas obras de António Campos, Alain Resnais e François Reichenbach. A mostra Curtas, 30 Anos Exposição Documental, contará a história e a evolução do festival através de folhetos, cartazes, catálogos, livros e outras publicações.

Programa completo e todas as informações aqui.

Últimas notícias

    Publicidade