Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Se não podemos ir ao teatro, o Teatro Viriato vem até nós
 © Teatro Viriato
© Teatro Viriato

Se não podemos ir ao teatro, o Teatro Viriato vem até nós

Publicidade

Teatro Viriato vai ver o pôr-do-sol, levar canções à janela, partilhar palavras e uma teatro-chamada e até ensinar a cometer o crime perfeito para quem está farto dos seus vizinhos. O Consultório Vizinho é a quarta série do festival telefónico que, pela primeira vez, acontece também através de performances porta-a-porta, de bilhetes, de cartas e na plataforma Zoom, entre 8 e 10 de Maio.

Patrícia Portela, a directora artística do Teatro Viriato, vai convidar artistas para criarem peças para este palco telefónico e para desafiarem o seu conceito. Os artistas associados do Teatro Viriato e um artista vizinho juntam-se assim para propor uma série de eventos inusitados.

Ao estilo one-woman-band, Ana Bento vai levar à porta ou à janela dos seus vizinhos em Viseu músicas repletas de histórias. Graeme Pulleyn e Rafaela Santos convocam os seus vizinhos para uma assembleia geral extraordinária de condóminos na Zoom. A performance terá como ordem de trabalhos um novo plano de repovoamento de Portugal e a organização dos preparativos para as celebrações pós-pandemia.

Ao telefone, Leonor Barata ensaia versos com os vizinhos, incentivando a partilha de novas palavras que se possam tornar novas acções. Nuno Veiga oferece um serviço de consultadoria telefónica para matar o vizinho mais indesejado, uma performance ficcionada que promete sobretudo matar com eficácia o mau humor.

Romulus Neagu apela a que o ajudem a reavivar a memória do seu amigo bailarino Baryshnikov, num desafio que passa por replicar movimentos coreográficos fundamentais. A actriz Sónia Barbosa partilhará a sua história e o pôr-do-sol com os seus vizinhos à distância de uma chamada, como se estivessem sentados, lado a lado, num banco de jardim.

O dramaturgo Fernando Giestas sugere uma peça de teatro que se centra no poder da partilha que o telefone permite entre duas pessoas. Já no campo da literatura, Ricardo Fonseca Mota quer perceber o que nos separa dos nossos vizinhos, e a partir das respostas irá proporcionar encontros e, quiçá, trocas de limões.

As marcações para as diferentes performances devem ser feitas através do email bilheteira@teatroviriato.com ou do número 924 454 409, todos os dias entre as 13.00 e as 19.00.

Leia aqui a edição desta semana da Time In Portugal

+ Programa InResidence atribui bolsas de residência artística a oito espaços do Porto

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email.

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade