A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Feira do Livro do Porto
© Filipa Brito / Câmara Municipal do PortoFeira do Livro do Porto

Uma Feira do Livro cheia de mulheres e de estímulos sonoros

A Feira do Livro do Porto regressa aos jardins do Palácio de Cristal entre 28 de Agosto e 13 de Setembro, com entrada livre. Conheça o programa.

Por Mariana Duarte
Publicidade

Num ano em que vários eventos culturais da cidade foram cancelados ou adiados, a Feira do Livro escapou à desordem dos dias e mantém o seu lugar. De 28 de Agosto a 13 de Setembro, regressa aos jardins do Palácio de Cristal para mais uma edição onde os livros partilham espaço com conversas, leituras, música, cinema, performances e oficinas para crianças. Apesar de a programação deste ano ser mais contida do que as anteriores, devido às contingências decorrentes do contexto pandémico, não faltará escolha no que toca à compra de livros: estão confirmados 119 pavilhões (menos 11 do que no ano passado), nos quais estarão representadas 80 entidades, de editoras a alfarrabistas, de livreiros a distribuidores. As entradas e saídas de público vão ser controladas, haverá álcool gel com fartura e limpezas frequentes do recinto.

Esta edição intitula-se, muito propositadamente, Alegria para o fim do mundo, numa referência à obra homónima da poeta portuense Andreia C. Faria (n.1984), e homenageia outra poeta do Porto, de outra geração: Leonor de Almeida (1909-1983), escritora nascida na freguesia de Santo Ildefonso e nome pouco conhecido, quase enigmático, da literatura portuguesa. A ela será dedicada uma das sessões especiais da Feira do Livro, dia 29 de Agosto, com a presença de Cláudia Clemente, cineasta, autora e artista que mais tem contribuído para tirar da invisibilidade a vida e a obra da poeta. Há ainda uma segunda homenagem, também a uma mulher: Maria de Sousa, imunologista e poeta que faleceu recentemente, vítima de Covid-19.

As vozes femininas são, aliás, um dos destaques deste ano. Num conjunto de “lições”, marcadas para sábados e domingos às 12.00, escritoras e professoras como Ana Luísa Amaral, Matilde Campilho, Joana Matos Frias e Hélia Correia vão analisar personagens femininas da literatura, principais e secundárias, de Lady Macbeth a Anna Karenina. Já a sessão das Quintas de Leitura propõe um “percurso poético” de quase cem anos pelas palavras de trinta poetas de diferentes gerações, de Florbela Espanca (n.1894) até Francisca Camelo (n.1990). No departamento do cinema, haverá um ciclo dedicado à artista e cineasta americana Lynn Hershman.

Com coordenação de Nuno Faria, director artístico do Museu da Cidade, a programação desta edição ficou a cargo de uma equipa de programadores dedicados às várias áreas artísticas, a quem se juntaram dois curadores convidados: Anabela Mota Ribeira e José Eduardo Agualusa, que delinearam a secção dos debates, onde estarão presentes nomes como João Tordo, Yara Monteiro, Sobrinho Simões, Gonçalo M. Tavares ou Richard Zimler. Foi ainda lançado um convite ao Maus Hábitos para programar os Concertos de Bolso, que vão contar com artistas do circuito de música independente português de vários géneros, do hip-hop à electrónica, da música experimental ao rock: Carol, João Pais Filipe, Angélica Salvi, Keso, White Haus, Sunflowers ou Peixe, entre muitos outros.

A vertente sonora é, de resto, outra das âncoras desta Feira do Livro. Além dos concertos – o encerramento ficará a cargo de uma actuação de Pedro Burmester e Mário Laginha –, haverá um programa de leituras em diálogo com a Biblioteca Sonora e também a Rádio Estação, que vai emitir conteúdos produzidos em directo para o evento, entre paisagens sonoras e rubricas de entrevistas. Não se esqueça de levar máscara.

+ Leia aqui a nova edição digital e gratuita da Time Out Portugal

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a newsletter e receba as notícias no email.

Últimas notícias

    Publicidade