Café Progresso

Restaurantes, Cafés Baixa
0 Gostar
Guardar
Café Progresso
1/2
Café Progresso
Mesa comunitária - Café Progresso
2/2
Café Progresso

Progresso foi tudo o que eu esperei deste café que se intitula o mais antigo do Porto, nascido botequim no final
do século XIX. Fui lá quando reabriu, em Setembro do ano passado, com nova carta, nova cara e nova gerência, mas saí de boca amarga. O atendimento não foi dos mais afáveis, a comida não foi das mais saborosas, e a conta foi demasiado alta para a experiência.

Ainda assim, voltei, muito recentemente e mais do que uma vez, porque não devemos condenar um restaurante à nascença só porque a primeira impressão não foi das mais amistosas. Quatro meses depois, pensei, já teriam tido tempo para afinar a carta e o pessoal.

Ao pequeno-almoço correu tudo bem. Bom café 100% arábica, vindo de países como
o Brasil e a Guatemala, torrado numa Probat, uma espécie de Lamborghini entre as máquinas utilizadas para este efeito. A acompanhar, um dos queques gulosos e amanteigados da dona Odete, que já os fazia para o estabelecimento anterior.

Ao almoço a história foi outra. Pedimos, de entrada, uns ovos revueltos (porque não mexidos?) com ricota, espinafres e tomate seco. Ignorando o facto de terem sido mais poupados com o tomate seco do que o tio Patinhas com as suas moedas de ouro, pergunto- me se o sal e a pimenta também estariam assim tão caros (FYI, um quilo de sal no Continente custa 0,19€).

O que poderia ter sido uma entrada simples mas saborosa, tornou-se num prato enfadonho e sensaborão (6,50€).

Depois, uma salada tailandesa (11€). O tofu não estava temperado, os pickles de couve roxa não tinham acidez (limitaram-se a mergulhar a couve em água, talvez), um monte de cenoura ralada (!), uma curgete aos cubinhos maçadora e sem piada, uns amendoins picados e um minúsculo bocado de manteiga de amendoim. Meus caros, se isto é uma salada tailandesa, eu vou ali e já venho.

A pizza média (15€) safou-me de ter que ir comer a outro lado. Quem me conhece sabe o quão picuinhas sou com as massas das pizzas. Não foi a minha preferida, mas não estava má, com presunto de Parma, mozzarella, cogumelos, rúcula e queijo Grana Padano, mas não foi suficiente para apagar a amargura deixada desde Setembro.


*As críticas da Time Out dizem respeito a uma ou mais visitas feitas pelos críticos da revista, de forma anónima, à data de publicação em papel. Não nos responsabilizamos nem actualizamos informações relativas a alterações de chef, carta ou espaço. Foi assim que aconteceu.

Por Ricardo Capitão

Publicado:

Nome do local Café Progresso
Contato
Endereço Rua Actor João Guedes, 5
Porto
4050-310
Horário Ter-Qui 08.00-00, Sex-Sáb 08.00-02.00, Dom 08.00-23.00
Preço Até 25€
É o proprietário deste estabelecimento?

You may be interested in:

LiveReviews|0
0 people listening