Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Mesas Bohemia: a melhor cozinha da Beira Baixa instala-se no Porto

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Mesas Bohemia
© DR Cabrito estonado da Adega dos Apalaches

Mesas Bohemia: a melhor cozinha da Beira Baixa instala-se no Porto

A iniciativa que colocou o melhor da gastronomia portuguesa em viagem por todo o país está de volta à Invicta entre 10 a 12 de Maio

Por Time Out em associação com Bohemia
Publicidade

A grande cozinha portuguesa vale sempre a viagem. Por exemplo, a Adega dos Apalaches, em Oleiros, ali junto a Castelo Branco, merece cada um dos 215 km que a separam do Porto. São duas horas e qualquer coisa a andar de carro que se justificam sem dificuldade quando nos encontramos perante o incrível cabrito estonado que deu fama à casa. O que não se justifica é perder a oportunidade de provar o melhor da gastronomia da Beira Baixa sem ter de vencer toda esta lonjura. Ora, é precisamente isso que lhe é proposto em mais uma edição das Mesas Bohemia, o evento que lhe vai trazendo o melhor da gastronomia de todo o país até ao Porto. Sempre num casamento perfeito entre a grande cozinha e a grande cerveja.

Antes de viajar da Beira Baixa para o Porto, o cabrito estonado conta a história de viagem bem maior. O prato tem origem nos relatos de António de Andrade, um padre e explorador natural de Oleiros que foi o primeiro ocidental a escalar os Himalaias e a chegar ao Tibete, corria o ano de 1624. Quando por lá andava, António de Andrade reparou que os nativos comiam os animais mesmo com a pele chamuscada. E daí trouxe a ideia que serve de base ao prato que, quatro séculos mais tarde, o chef André Ribeiro recria com um toque especial. Antes de receber o cabrito, o forno de lenha é previamente perfumado com um entrançado de louro e alecrim. O resultado? Um sabor fumado e um cheiro inigualáveis. Para o acompanhar, recomenda-se uma bebida também especial: a Bohemia Bock, uma cerveja preta, encorpada e de aroma tostado.

Enquanto espera que o cabrito chegue, pode contar com mexido de enchidos regionais e com sopa de peixe do Zêzere. Ambos os pratos são, obviamente, acompanhados por uma Bohemia escolhida a dedo. A viagem à Beira Baixa termina com sobremesas típicas: a Tigelada, uma espécie de leite-creme, e as Papas de Carolo, semelhantes ao arroz doce, mas feitas com milho. Duas delícias.

A experiência gastronómica custa 30€ e inclui entrada, três pratos e três cervejas Bohemia, sobremesa, café e água de Luso. O nosso conselho é que reserve mesa antes que os lugares esgotem - pode fazê-lo aqui ou através do 962 220 155. Bom apetite e boa viagem.

Mesas Bohemia: a melhor cozinha da Beira Baixa instala-se no Porto

Mesas Bohemia
Mesas Bohemia
© DR

Mexido de enchidos regionais

Os enchidos são ingredientes centrais na gastronomia da Beira Baixa. Aqui são refogados com alho, cebola e louro e servidos com a Bohemia original. Uma combinação de conforto para a barriga e a alma.

Mesas Bohemia
Mesas Bohemia
© DR

Sopas de peixe do Zêzere

Pescados no rio Zêzere, o Achigã e o Barbo, chegam à mesa com pão frito e ovo escalfado. A acompanhar estes dois peixes do rio, a frescura e o amargor da Bohemia Puro Malte.

Publicidade
Mesas Bohemia
Mesas Bohemia
© DR

Cabrito Estonado

As notas torradas da Bohemia Bock são ideais para acompanhar o sabor do fogo deste prato. Assado em forno de lenha aromatizado com louro e alecrim, o cabrito é particularmente suculento e saboroso.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade