Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Muti

Muti

Restaurantes, Pizza Baixa
4 /5 estrelas
Muti
1/3
© Cátia da CostaMuti
Muti
2/3
© Cátia da CostaA Margherita do Muti
Muti
3/3
©Cátia da CostaMuti

A Time Out diz

4 /5 estrelas

Vivi em Itália e por lá ficaria se não gostasse tanto de cá estar. Ainda não encontrei povo tão parecido connosco como aquele. Somos todos demasiado burocráticos, intrometidos na vida alheia e epicuristas por natureza, sobretudo quando o assunto é comida. Em suma, somos iguais. Por isso, uma tábua de queijos e enchidos para começar a refeição é sempre uma boa aposta. Aqui ou na terra do Papa. A de tamanho pequeno veio para a mesa com rodelas de salame picante, salame de Nápoles, presunto de Parma, mais queijo parmesão, pecorino e provolone (14€). Uns DOP, outros não. Tudo bom e acompanhado por um atendimento atencioso e vinho branco a copo.

Ainda antes da pizza, um dos pratos do dia: raviólis de abóbora (17€). A massa estava al dente, cozinhada no ponto e, presumo, era caseira, dada a grossura. Um pouco mais fina, ficava melhor. Senti falta de mais recheio, soube pouco a abóbora, contudo, o molho de natas e manteiga, carregado de pimenta preta, estava bom, assim como a bresaola, uma espécie de carne seca bovina que abrilhantava o prato e equilibrava o doce com o salgado. O azeite de trufa por cima era desnecessário, o prato estava bem composto, mas pode sempre funcionar como sugestão à parte.

Depois, uma bonita pizza, 
a da casa, com o mesmo nome (15€). Branca (ou seja, sem molho de tomate), tinha fior di latte, manjericão, uma burrata pornográfica, que se desfez ao toque e cuja languidez leitosa se misturou muito bem com
a salga do presunto de Parma bio com uma cura de 24 meses (o mesmo servido na entrada), e pimenta rosa a adocicar. Napolitana, com as bordas altas, ligeiramente tostadas, chegou-nos com o centro mal cozido. Os 60 segundos no forno a 400 graus não foram suficientes.

Um pouco mais e sai perfeita. Um bom tiramisù, leve e fofo, onde sobressaía o sabor a café e a queijo mascarpone – que pode muito bem entrar na categoria dos melhores que já comi – rematou uma refeição que, afinada, tem tudo para ser daqui (rodar o indicador na bochecha). Nós puxamos pelo lóbulo da orelha, os italianos fazem isto.

*As críticas da Time Out dizem respeito a uma ou mais visitas feitas pelos críticos da revista, de forma anónima, à data de publicação em papel. Não nos responsabilizamos nem actualizamos informações relativas a alterações de chef, carta ou espaço. Foi assim que aconteceu.

Por Dulce Dantas Marinho

Publicado:

Detalhes

Endereço Rua da Picaria, 55
Porto
4050-477
Preço Até 20€
Contato
Horário Qua-Seg 12.00-15.00, 19.00-01.00
É o proprietário deste estabelecimento?

A vossa opinião

LiveReviews|0
1 person listening