A Cara da Morte Estava Viva

Teatro
A Cara da Morte Estava Viva
©DR A Cara da Morte Estava Viva

A Time Out diz

Partindo da música do cantor e compositor Cazuza, um dos muitos artistas atingidos pela epidemia do HIV na década de 80, João Miguel Mota cria e interpreta um solo que evoca lugares, autores, memórias e experiências de corpos queer. Uma estreia em parceria com o Teatro Experimental do Porto.

Por Editores da Time Out Porto

Publicado:

Detalhes

A vossa opinião

0 comments