A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Jerry Seinfeld
Photograph: Courtesy CC/Flickr/Anirudh Koul

O melhor de Jerry Seinfeld na televisão e no cinema

Aproveitando a estreia na Netflix de 'Jerry Seinfeld: 23 Hours to Kill', passámos em revista o melhor que o comediante fez em TV e cinema.

Escrito por
Eurico de Barros
Publicidade

Jerry Seinfeld tem um novo espectáculo de comédia na Netflix, intitulado Jerry Seinfeld: 23 Hours to Kill, onde até se dá ao luxo de gozar com James Bond. Fomos olhar para a sua já longa carreira, que prosperava mesmo antes da lendária série com o seu nome ter aparecido na televisão e feito história deste meio, e escolhemos uma amostragem de vários dos seus momentos maiores. Que além, e obviamente, de Seinfeld, incluem espectáculos como Jerry Seinfeld: Stand-Up Confidential, a longa-metragem animada A História de Uma Abelha ou a originalíssima série da Net Comedians in Cars Getting Coffee.

Recomendado: As 25 melhores séries de comédia

O melhor de Jerry Seinfeld na televisão e no cinema

1. ‘Jerry Seinfeld: Stand-Up Confidential' (1987)

Jerry Seinfeld era já um cómico consagrado e especializado em comédia stand-up, antes de ter feito a lendária série com o seu nome. Este programa produzido para a HBO, e composto por um espectáculo de stand-up convencional combinado com sketches filmados, conheceu um tal sucesso que contribuiu de forma muito importante para que a série de televisão tivesse luz verde por parte dos executivos da NBC. Dois anos depois, Seinfeld surgia nos pequeno ecrãs, e o resto é história da televisão, e da comédia.

2. ‘Seinfeld’ (1989-1998)

Se Jerry Seinfeld não tivesse feito absolutamente mais nada senão esta série, o seu nome teria entrado na mesma para os anais da televisão e da comédia. Criada por Seinfeld e Larry David, e famosa por ser, segundo estes, “uma série sobre nada” (nada mais enganador), Seinfeld passa-se em Nova Iorque e centra-se num cómico de stand-up chamado Jerry Seinfeld e em três dos seus amigos, Kramer (Michael Richards), George (Jason Alexander) e Elaine (Julia-Louis Dreyfus), que se envolvem nas mais disparatadas, embaraçosas e estrambólicas situações, sempre por culpa própria, e com as quais não aprendem absolutamente nada nem se corrigem. Em 2010, foi feita uma curta-metragem em que o quarteto se reencontra, incluída na série Curb Your Enthusiasm, de e com Larry David, e que pode ser vista no YouTube.

Publicidade

3.  ‘Jerry Seinfeld: I’m Telling You For the Last Time’ (1998)

Filmado ao vivo no ano em que Seinfeld teve a sua última temporada (e após Seinfeld e Larry David terem recusado uma oferta multimilionária para a prolongarem por mais um ano), este espectáculo de stand-up na Broadway, composto por material inteiramente novo de sua autoria, marcou o regresso, em grande estilo, de Jerry Seinfeld aos palcos. Paul Reiser, Garry Shandling, Jay Leno, Ed McMahon, Alan King ou George Carlin estão entre os nomes que também aparecem neste “especial” que foi nomeado aos Emmys e aos American Comedy Awards, entre outros prémios.

4. ‘A História de Uma Abelha’, de Simon J. Smith e Steve Hickner (2007)

Jerry Seinfeld adaptou a sua persona cómica e o seu tipo de humor à figura de uma abelha nesta longa-metragem animada (que esteve inicialmente para ser um filme de imagem real). Seinfeld, que também foi um dos autores do argumento, dá voz a Barry B. Benson, uma abelha-macho que decide conhecer o mundo que existe para lá da colmeia e da floresta, vai parar a Manhattan, fica amigo de uma florista, descobre que os humanos consomem o mel que as abelhas produzem, fica chocado e decide processar a humanidade.

Publicidade

5. ‘Comedians in Cars Getting Coffee’ (2012)

Nesta série produzida para a Internet, criada há oito anos e que continua em exibição na Netflix, Jerry Seinfeld convida colegas de ofício cómico para darem uma volta num carro clássico – em geral, da sua enorme colecção –, tomarem café com ele e falarem sobre humor, comédia, riso e assuntos correlativos. Larry David e vários dos membros do elenco de Seinfeld já participaram em Comedians in Cars Getting Coffee, sendo que Jason Alexander e Wayne Knight apareceram interpretando as suas respectivas personagens, o irascível e volúvel George Costanza, e Newman, o carteiro e vizinho de Seinfeld, e seu principal inimigo.

6. ‘Jerry Before Seinfeld’ (2017)

Foi no The Comic Strip Club, em Nova Iorque, que Jerry Seinfeld se iniciou na comédia, e em 2017, regressou a esta mesma sala para dar este espectáculo, em que recorda a sua vida e conta como foi a sua carreira antes de ter criado (com Larry David) e protagonizado a genial série de televisão com o seu nome. Seinfeld revisita rábulas antigas e piadas do seu reportório, e Jerry Before Seinfeld inclui ainda material nunca visto, como vídeos do cómico quando era criança ou a colecção de blocos, sempre iguais, em que escreve as suas piadas e textos desde 1975.

Mais para ver

  • Filmes

Começou timidamente em Portugal, com uma mão cheia de bons conteúdos e algumas apostas menos conseguidas. Com o passar dos anos, ganhou terreno, fez muitos de nós trocar as noitadas na rua pelas noites no sofá e na cama, e é difícil imaginar a vida sem saber que a temos ali. Filmes, séries, documentários, docusséries, há muito material para ver e fazer verdadeiras maratonas visuais sem sair de casa (e mesmo se o quiser fazer, é só levá-la no telefone). Junte-se à febre do streaming e conheça as melhores séries para ver na Netflix. Recomendado: As 25 melhores séries de comédia

  • Filmes

Há cada vez mais e melhores séries de super-heróis na televisão. Dos personagens da DC no chamado Arrowverse do canal CW – Arrow, The Flash, Legends of Tomorrow e Supergirl – à comitiva da Marvel na Netflix – Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage, Punho de Ferro, Os Defensores e O Justiceiro –, passando pelos inúmeros vigilantes (e não só) que se desdobram por outros canais e plataformas, sem se inserirem num complexo universo partilhado, com Watchmen da HBO à cabeça. Mas não é de agora que há super-heróis na televisão: há uma ou outra velha série que merece ser revista. A começar pelos desenhos animados de Batman dos anos 90. Recomendado: 12 grandes filmes de piratas

Publicidade
  • Filmes

Ter menos coisas é sinónimo de mais tempo e liberdade para fazer o que lhe dá prazer. Mas ser minimalista não significa abdicar de todas as suas posses materiais nem deixar de consumir. Significa, sim, livrar-se do que não é essencial e aprender a consumir melhor. Para o ajudar a pôr a vida em ordem, reunimos duas séries e dois documentários sobre o poder do menos. Desde Joshua Fields Millburn e Ryan Nicodemus, do movimento The Minimalists, até à guru da organização Marie Kondo, estes são os professores e as lições de que precisa para aprender mais sobre minimalismo, organização, casas pequenas e desperdício zero. Recomendado: Três documentários sobre sustentabilidade para ver em casa

  • Filmes

Há qualquer coisa de fantástico que nos faz inclinar para a frente sempre que o assunto são piratas. Talvez assim não fosse para todos aqueles que sofreram abordagens à lei da espada – e da bala –, mas quando o assunto é aventura e pilhagens em alto mar, a curiosidade dispara, e a imaginação segue-lhe o caminho. O imaginário da pirataria conquistou a humanidade pelos livros desde o seu começo, e mais tarde, foi o cinema a seguir-lhe o rasto e a transportar aos olhos tudo o que as letras já haviam descrito. Douglas Fairbanks, Errol Flynn, Burt Lancaster, Gene Kelly, Robert Shaw, Johnny Depp e até actrizes como Jean Peters, Genevieve Bujold e Geena Davis interpretam as personagens que nos deliciaram. E estes são os 12 grandes filmes de piratas que o comprovam. Recomendado: Os melhores filmes de luta no cinema

Publicidade
  • Filmes

A exemplo do western, o filme musical é um género clássico cuja morte é regularmente anunciada. Mas a verdade é que continuam a ser feitos musicais nos Estados Unidos e também, a espaços, na Europa. Certo é que a força não é a mesma que fez de títulos como O Feiticeiro de Oz ou Serenata à Chuva pedaços inesquecíveis de cinema, mas se as grandes produções dentro do género continuam a levar gente às salas de cinema e, mais tarde, aos sofás de casa, é um claro sinal de que alguma coisa continua a ser bem feita. Na lista que se segue encontra alguns desses exemplos; cinema bem feito, com um toque fresco, com uma visão diferente, com uma prestação memorável. São os melhores filmes musicais deste século. Recomendado: Os melhores e os piores filmes da Marvel

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade