A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
As clássicas sombrinhas de chocolate da Regina, marca da Imperial
© DRAs clássicas sombrinhas de chocolate da Regina, marca da Imperial

A maior fabricante de chocolates em Portugal foi vendida à espanhola Chocolates Valor

A Imperial, fábrica de chocolates de Vila do Conde com marcas emblemáticas como a Regina, Jubileu, Pantagruel e Pintarolas, foi vendida a uma empresa espanhola.

Por Ana Patrícia Silva
Publicidade

Em 1932, a Imperial nasceu no centro histórico de Vila de Conde, estabelecendo-se como a maior fabricante de chocolates a nível nacional. É detentora de marcas emblemáticas como a Regina, Jubileu, Pintarolas e Pantagruel, exportando para dezenas de países nos cinco continentes. O cacau, oriundo de países como o Uganda e Costa do Marfim, é transformado em chocolate de diversos sabores e formatos – desde as tradicionais tabletes às clássicas sombrinhas.

Esta quarta-feira, foi anunciado que a Imperial foi vendida pelo fundo Vallis ao grupo espanhol Chocolates Valor. A Vallis tinha adquirido a chocolateira vilacondense ao Grupo RAR em 2015, igualmente por um montante publicamente desconhecido. A transacção está ainda sujeita à aprovação das autoridades. Até lá, a fábrica continuará a operar como habitualmente.

"A aquisição da Imperial é um momento importante para nós, é a concretização de um sonho", afirma Pedro López, presidente executivo da Chocolates Valor, citado em comunicado. "A Imperial enquadra de forma perfeita todos os requisitos que procurávamos: é uma empresa especialista em chocolate, muito querida e enraizada em Portugal, com marcas de qualidade e tradição, com sabores únicos, com uma sólida estrutura de fabrico, uma boa abordagem ao mercado e com um portfólio complementar ao da Chocolates Valor.”

“O nosso objectivo é estimular o desenvolvimento dos negócios de ambas as empresas, dentro e fora das suas fronteiras naturais, fortalecendo e valorizando as suas marcas e história, com grande capacidade de adaptação às culturas e hábitos dos distintos consumidores, e maximizando as sinergias de ambas as empresas especializadas como a Chocolates Valor e a Imperial”, acrescenta o presidente executivo da Valor.

A Chocolates Valor apresenta-se como líder em chocolate amargo, chocolate de amêndoa, chocolate sem açúcar e chocolate quente. Esta é a primeira operação internacional da empresa espanhola, que visa reforçar a expansão que começou há décadas. Neste momento, está presente com os seus produtos em mais de 60 países, incluindo Portugal.

+ Os melhores chocolates do Porto

+ Leia aqui a edição gratuita da Time Out Portugal desta semana

Últimas notícias

    Publicidade