• Notícias
  • Tecnologia

A melhor tese de doutoramento da Europa é de uma investigadora do Porto

A melhor tese de doutoramento da Europa é de uma investigadora do Porto
© Louis Reed/ Unsplash O prémio atribuído à melhor tese de doutoramento da Europa, na área da investigação operacional, foi lançado em 2003

“Computation of equilibria on integer programming games”, tese escrita por Margarida Carvalho - cujas conclusões têm um potencial prático no âmbito da saúde, com aplicações em casos de transplante renal -, levou esta investigadora do Porto a alcançar uma distinção até agora nunca conseguida por um português: o EURO Doctoral Dissertation Award (EDDA), prémio atribuído à melhor tese de doutoramento da Europa, na área da investigação operacional.

No trabalho, produzido no âmbito do doutoramento em Ciências dos Computadores da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), formula-se, pela primeira vez, um jogo para modelar programas de trocas de rins envolvendo hospitais de vários países.

A investigação permitiu concluir que “o jogo tem boas propriedades do ponto de vista do bem-estar social”, de acordo com Margarida Carvalho, antiga colaboradora do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC) e actual docente na Universidade de Montreal (Canadá), citada pelo Viva Porto.

Mas o que quer isto dizer? Ainda segundo a investigadora, isto significa que “quando as entidades se comportam de forma mais racional, ou seja, concentrando-se apenas no seu benefício individual, o número de pacientes com insuficiência renal que recebe um transplante é maximizado”.

O EURO Doctoral Dissertation Award foi lançado em 2003 e avalia, não só a originalidade e novidade do tema da tese, mas também aspectos como a importância para a área de investigação operacional, a profundidade e amplitude dos resultados, e as contribuições práticas e teóricas. Premeia trabalhos de estudantes de doutoramento ou cientistas com menos de dois anos de experiência, após a conclusão do doutoramento na área da investigação operacional.

+ Investigadores do Porto criam produto para combater doenças em peixes de aquacultura

+ Cortiça e plantas podem ser a solução para remover poluentes do Porto de Leixões

+ Ovnis e pega-monstros em Matosinhos para mais uma edição 'Brincar com a Ciência'

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments