A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Aris Quartett
© DRAris Quartett

Casa da Música promove Festival Rising Stars com concertos online

As transmissões acontecem a partir desta terça-feira, 26 de Janeiro, e até ao final do mês, sempre às 19.30.

Por Raquel Dias da Silva
Publicidade

O cartaz do Festival Rising Stars, que se realiza todos os anos desde 1995, conta com “alguns dos mais promissores e premiados intérpretes da actualidade”, que, além de receberem formação, são lançados numa digressão por várias salas europeias, inclusive em Portugal. Este ano, na impossibilidade de serem apreciados ao vivo, os concertos vão ser transmitidos online no Facebook e no blogue da Casa da Música, entre 26 e 31 de Janeiro, a partir das 19.30.

A selecção das tais “estrelas em ascensão” foi feita pelos 22 membros da ECHO – European Concert Hall Organisation, que em Portugal conta com a Casa da Música, no Porto, e a Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Já a curadoria do programa desta nova edição em formato digital é da responsabilidade da Elbphilharmonie Hamburg, a sala de concertos em Hamburgo, na Alemanha, onde foram gravados os seis concertos de música clássica, que poderá ver gratuitamente já a partir desta terça-feira.

Cada transmissão inclui uma breve palestra do artista no início, com legendas em alemão e inglês. A primeira arranca com o Aris Quartett, com interpretações de obras de György Kurtág, Dmitri Chostakovitch, Misato Mochizuki e Felix Mendelssohn. A segunda, a 27 de Janeiro, apresenta a saxofonista Jess Gillam, acompanhada ao piano por Zeynep Özsuca, com músicas de Poulenc, Fitkin, Dowland e Iturralde. Já na quarta-feira, dia 28, será a vez do barítono James Newby, acompanhado pelo pianista Marcelo Amaral, do Brasil, que se tem destacado na área da canção de câmara. Juntos apresentam um programa dedicado a Clara e Robert Schumann.

No dia seguinte, 29, a obra para solo de violino do compositor português Vasco Mendonça, “A Box of Darkness with a Bird in its Heart”, será interpretada pela violinista Diana Tishchenko e o pianista José Gallard, num programa que também inclui Debussy e César Franck. Segue-se, no sábado 30, o trio de Cristina Gómez Godoy (oboé), Sara Ferrández (viola de arco) e Mario Härin (piano), a tocar Saint-Saëns, Mozart e Charlotte Bray.

Para terminar a série de concertos, a 31 de Janeiro, a percussionista Vanessa Porter interpretará obras de Salvatore Sciarrino, Vinko Globokar, David Lang, Georges Aperghis, Emil Kuyumcuyan e Alexander Sandi Kuhn.

Os eventos que pode ver na internet, em streaming

Subscreva a nossa newsletter para receber as novidades e o melhor da sua cidade

Últimas notícias

    Publicidade