A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Projecto de restauro da Casa de Camilo
© DRProjecto de restauro da Casa de Camilo

Casa de Camilo está a ser restaurada e renovada

A casa onde Camilo Castelo Branco viveu, escreveu e morreu é hoje um museu dedicado ao escritor, em Famalicão. Está a ser alvo de uma remodelação e arranjos exteriores.

Por Ana Patrícia Silva
Publicidade

Camilo Castelo Branco viveu nesta casa durante cerca de 26 anos. Aqui chegou por amor, aqui escreveu, viveu com a família e aqui pôs termo à vida. A Casa de São Miguel de Seide, conhecida como Casa de Camilo, é a mais emblemática memória viva do maior escritor do romantismo português.

Nesta segunda-feira, a Câmara Municipal de Famalicão iniciou a obra de renovação e restauro da Quinta e da Casa dos Caseiros, observando a traça original do edifício. Com um investimento de cerca de 320 mil euros e o prazo de execução de um ano, a obra diz respeito à remodelação, ampliação e arranjos exteriores da Casa de Camilo. 

A empreitada vai "oferecer aos visitantes um cenário tão semelhante quanto o que Camilo experienciou, mas permitir que com essas novas infra-estruturas possamos diversificar ainda mais a oferta pedagógica, cultural e científica da instituição para o melhor conhecimento da vida e da produção literária do escritor, além do período histórico em que viveu”, diz o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, no site do município.

A casa foi mandada construir por Pinheiro Alves, primeiro marido de Ana Plácido, por volta de 1830. Quando Pinheiro Alves morreu, em 1863, Camilo mudou-se para a propriedade com a sua amada. Os dois escritores aqui viveram cerca de 26 anos, até ao suicídio de Camilo, em 1890. A casa foi destruída por um incêndio em 1915 e posteriormente reconstruída e transformada em museu camiliano em 1922. Encontra-se classificada como Imóvel de Interesse Público desde 1978. Em 2005, por ocasião dos 115 anos da morte do escritor, foi inaugurado o Centro de Estudos Camilianos, da autoria do arquitecto Álvaro Siza Vieira.

+ Famalicão inaugura Centro Português do Surrealismo

+ Leia aqui a edição gratuita da Time Out Portugal desta semana

Últimas notícias

    Publicidade