A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Círculo Universitário do Porto
©DRSala de refeições do Círculo Universitário do Porto

Círculo vicioso. O restaurante onde vamos almoçar e de onde não queremos sair

O Círculo Universitário do Porto tem uma novidade: um restaurante num palacete do século XIX com comida em regime buffet e um menu diferente todos os dias.

Escrito por
Mariana Morais Pinheiro
Publicidade

E de repente, paramos. À nossa frente, um portão de ferro forjado verde-escuro separa a buliçosa rua do Campo Alegre de uma viagem no tempo. Atrás dele ergue-se pomposa uma casa que já viveu muitas vidas. Construída no final do século XIX, a Casa Primo Madeira pertenceu ao Conselheiro Pedro Maria da Fonseca Araújo. Depois dele, foi intervencionada pelo arquitecto Marques da Silva a pedido do negociante de têxteis Primo Madeira, que entretanto a comprara. E nos anos 80, após mais uma reabilitação orientada pelo arquitecto Fernando Távora, passou para a tutela da Universidade do Porto. 

Hoje acolhe a sede do Círculo Universitário do Porto, que apesar de ter como objectivo estreitar os laços com alunos e antigos alunos da academia, abriu recentemente as portas à comunidade com uma novidade: um restaurante onde dá vontade de marcar um almoço e ficar para lanchar. 

Círculo Universitário do Porto
©DRSala Francesa do Círculo Universitário do Porto

Atravessando a ombreira da porta, damos de caras com um antigo cravo e a sua partitura pronta. Um lustre pende do tecto, iluminando a divisão — dos tectos trabalhados ao chão em mosaico, revestido de pequenos ladrilhos formando desenhos geométricos. Daqui é possível ver a Sala Francesa, o antigo salão de baile. Mais sumptuosa, tem mesas redondas cobertas por toalhas de algodão engomadas, sanefas e cortinados a emoldurar as janelas e espelhos de grandes dimensões com acabamentos em talha dourada. 

Apesar de poder ser reservada para almoços mais especiais, é na divisão contígua que acontecem os almoços durante a semana. Em regime buffet, o restaurante está aberto entre as 12.30 e as 14.30 e tem opções diferentes todos os dias. Sopa de legumes, frango assado com arroz e bacalhau lascado com legumes eram os pratos disponíveis no dia. Para sobremesa, havia bolo de laranja caseiro, doce conventual e salada de fruta. E, para beber, água, sangria ou vinho e café. O preço da refeição fica por 12€ para a academia e 15€ para o público em geral.

Círculo Universitário do Porto
©DRCírculo Universitário do Porto

Apesar de funcionar como um clube mais fechado, voltado para os professores da Universidade do Porto, “em 2021 a equipa reitoral decidiu apostar numa vertente diferente”, conta Bárbara Costa, directora do Círculo. Dotar o espaço para “diferentes circunstâncias e eventos” é o grande objectivo. A prioridade, assegura, será sempre dada aos membros da academia que aqui queiram organizar conferências, palestras ou outros eventos, uma vez que o Círculo se quer afirmar como a “Casa dos Alumni”. No entanto, estão também de portas abertas a eventos corporativos de empresas que aqui queriam fazer reuniões, workshops ou actividades de team building, bem como receptivos a eventos sociais, desde casamentos, a baptizados e aniversários. 

Depois do almoço, estique as pernas. Se o interior é bonito que se farta, com a sua escadaria imponente, salas repletas de estantes de livros, quadros, poltronas e tapeçarias, e casas de banho retro; o espaço exterior não lhe fica atrás. Descendo as escadas de pedra que dão acesso ao jardim a partir da sala de refeições, um lago, com um pequeno repuxo rodeado por petúnias coloridas, refresca o ar quente de Verão. Ao lado, há cadeiras que convidam a pôr a leitura em dia com uma bebida gelada sempre à mão. Se tudo correr como planeado, em breve este espaço poderá receber concertos intimistas, tertúlias, sessões de leitura e exposições temporárias.

Círculo Universitário do Porto
©DRCírculo Universitário do Porto

Continue o passeio sob as alamedas de camélias e árvores centenárias. Se for preciso, peça ajuda à Pandora, a gata de pelo preto e olhos verdes que patrulha a propriedade com altivez e que não se importará, seguramente, de lhe mostrar a estufa de estilo romântico, com os seus pormenores rendilhados e que Bárbara quer transformar numa acolhedora cafetaria, nem tão pouco de o levar ao maravilhoso caramanchão, de onde pendem rosas, cujo odor impregna o ar com um aroma primaveril.

Rua do Campo Alegre, 877. Seg-Sex 12.30 - 14.30 (almoço). Fecha às 17.30.

+ Os melhores parques e jardins no Porto

Últimas notícias

    Publicidade