4 Gostar
Guardar

Os melhores parques e jardins no Porto

Com ou sem parque infantil, com mais ou menos sombras para se abrigar do sol, para correr ou passear. Reunimos aqui os melhores parques e jardins no Porto, onde pode passar umas belas horas

© João Saramago
Jardins do Palácio de Cristal

O Porto está particularmente bem servido neste departamento. Sim, não nos poupamos de elogios à cidade. Do Parque de Serralves ao Jardim das Virtudes, é difícil cansarmo-nos dos espaços verdes espalhados um pouco por todo o lado. Cada um tem a sua história, a sua identidade, e o seu melhor ângulo para a fotografia nas redes sociais. Por isso, é fácil perceber porque é que estes são os melhores parques e jardins no Porto...

Os melhores parques e jardins no Porto

Fundação de Serralves

Está entre os principais jardins do mundo, mostrando o melhor da criação paisagista do século XX. A sua variedade balança entre áreas de racionalidade geométrica, uma mata e um campo agrícola, oferecendo paisagens cativantes a cada passo. Depois há o resto, claro: a casa Art Déco, o museu de arte contemporânea e uma série de esculturas de artistas de primeiro plano.

Ler mais
Porto

Jardins do Palácio de Cristal

Estão no centro do Porto e cativam os visitantes pela sua diversidade. Foram criados no século XIX pelo arquitecto paisagista Émile David e têm traços do período romântico. Um dos seus pontos fortes é a vista para o rio Douro, mas também é preciso ter em conta as espécies botânicas, as obras de escultura, a Capela Carlos Alberto e os diversos pavões que ali circulam. Há ainda a Galeria Municipal do Porto, com boas exposições de arte contemporânea.  

Ler mais
Massarelos
Publicidade

Parque da Cidade

Considerado o maior parque urbano do país (provavelmente também o mais famoso por causa do Primavera Sound, o festival de música que acontece no Verão), tem 83 hectares que se estendem até ao mar, fazendo a ligação entre o Porto e Matosinhos. É ideal para dar umas corridas, fazer piqueniques e festas de aniversário ao ar livre, apanhar banhos de sol fora da praia e, claro, ver os patos. Atracção imperdível. 

Ler mais
Foz

Jardim do Passeio das Virtudes

É um jardim fora do vulgar, estendendo-se em socalcos por uma encosta virada a Sul. É, por isso, um jardim que mais depressa convida ao descanso do que ao passeio, sendo bastante procurado por grupos de jovens ao fim-de-semana – às vezes para participar nas festas que ali se realizam, principalmente no Verão. A vista para o rio e para o casario histórico estão entre os seus pontos fortes.

Ler mais
Baixa
Publicidade

Quinta da Conceição

Saia do circuito habitual e dê um salto à Quinta da Conceição, em Leça da Palmeira, que tem um charme muito particular: aqui pode ver o claustro que restou do Convento de Nossa Senhora da Conceição, construído no século XV. Não deixe de apreciar o campo de ténis, a piscina projectada pelo arquitecto Álvaro Siza, a capela, alguns chafarizes e o imponente portal ao estilo manuelino.

Ler mais
Leça da Palmeira

Jardim do Passeio Alegre

Pode ser pequeno, mas é bem situado e tem alguns segredos interessantes. A começar pelos elementos decorativos de várias épocas, assim como um minigolfe desafiante e um chalet com uma boa esplanada para beber um refresco. Aconselha-se também uma visita fora do vulgar: às casas de banho, pelos seus azulejos Arte Nova e louças inglesas antigas. Este jardim vale também pelo que o rodeia, que é o rio Douro, uma alameda de palmeiras, assim como o histórico Forte São João Baptista e o casario da Foz Velha. 

Ler mais
Foz
Publicidade

Quinta de Villar D’Allen

É uma propriedade privada e mostra a dedicação de várias gerações de apreciadores de botânica, tendo jardins planeados ao detalhe e de acordo com os gostos de várias épocas. São muitas as espécies exóticas, sendo também um sítio a incluir no roteiro pelas centenas de camélias, quase todas de variedades diferentes. As visitas são guiadas por um elemento da família e podem incluir uma prova de vinho do Porto.

Ler mais
Campanhã

Jardim Botânico

São quatro hectares de vegetação bem preservados. Rodeiam uma belíssima casa de finais do século XIX e dividem-se em três patamares. Há de tudo um pouco, como jardins formais, árvores e plantas raras, estufas e dois lagos, sendo um espaço pouco movimentado. Imprescindível para os apreciadores de plantas. 

Ler mais
Porto
Publicidade

Mais sugestões para aproveitar o Porto ao ar livre

Os melhores sítios para correr no Porto

Numa cidade tão bonita como o Porto é impossível ficar em casa sem fazer nada. Se nenhuma das nossas sugestões de coisas para fazer sozinho no Porto lhe agradarem, calce as sapatilhas e conheça os melhores sítios para correr no Porto. Há opções para todos os graus de dificuldade e ainda por cima a vista ajuda a esquecer o cansaço. 

Ler mais
Por Inês Bastos

As melhores esplanadas no Porto

Quando o sol começa a fazer sentir-se, não há nada melhor do que tomar um copo enquanto se faz uma espécie de fotossíntese. Foi a pensar nessa necessidade vital que reunimos as melhores esplanadas no Porto: as que têm uma vista incrível, as que ficam a caminho de casa e até aquelas que juntam o melhor de dois mundos, a praia e os petiscos.

Ler mais
Por Editores da Time Out Porto
Publicidade

Os melhores restaurantes para jantar ao ar livre

Com o bom tempo, chega também a vontade inexplicável de jantar al fresco. A maioria dos restaurantes para jantar ao ar livre tem uma vista de cortar a respiração, mas a verdade é que não é preciso ir para a beira-rio para comer bem e aproveitar as noites quentes. Ora atente.

Ler mais
Por Inês Bastos

Comentários

1 comments
Daniel M

O Parque de S.Roque e o Jardim do Covelo, apesar de infelizmente não estarem tão bem tratados e divulgados como os mencionados neste artigo, são jardins grandes, bonitos e muito agradáveis para se visitar. Ainda o Jardim de S. Lázaro, apesar de pequeno, está muito bem preservado, sendo do séc. XIX, bonito, com várias esculturas e rodeado por uma evolvente citadina interessante, e pela a Igreja da Nossa Senhora da Esperança e a Biblioteca Municipal.