A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Jardim de Arca d'Água
Fotografia de João SamaragoJardim de Arca d'Água

Os melhores parques e jardins no Porto

Com ou sem parque infantil, com mais ou menos sombras para se abrigar do sol, reunimos nesta lista os melhores parques e jardins no Porto.

Escrito por
Editores da Time Out Porto
Publicidade

O Porto está particularmente bem servido neste departamento. Sim, não nos poupamos de elogios à cidade. Do Parque de Serralves ao Jardim das Virtudes, é difícil cansarmo-nos dos espaços verdes espalhados um pouco por todo o lado. Cada um tem a sua história, a sua identidade, e o seu melhor ângulo para a fotografia nas redes sociais. É fácil perceber porque é que estes são os melhores parques e jardins no Porto: são boas opções para passear ao fim-de-semana, fazer algum exercício fisico ou até para descansar no final de um dia longo de trabalho. 

Recomendado: Os melhores miradouros no Porto

Os melhores parques e jardins no Porto

  • Coisas para fazer
  • Centros culturais
  • Porto

Está entre os principais jardins do mundo, mostrando o melhor da criação paisagista do século XX. A sua variedade balança entre áreas de racionalidade geométrica, uma mata e um campo agrícola, oferecendo paisagens cativantes a cada passo. Depois há o resto, claro: a casa Art Déco, o museu de arte contemporânea e esculturas de artistas de primeiro plano. É também lá que pode fazer o percurso do Treetop Walk e passear entre o cume das árvores. 

  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Foz

Considerado o maior parque urbano do país (provavelmente também o mais famoso por causa do Primavera Sound), tem 83 hectares que se estendem até ao mar, fazendo a ligação entre o Porto e Matosinhos. É ideal para dar umas corridas, fazer piqueniques e festas de aniversário ao ar livre, apanhar banhos de sol fora da praia e, claro, ver os patos. Atracção imperdível. 

Publicidade
  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Campanhã

O Parque Oriental, inaugurado em Junho de 2010, foi projectado pelo arquitecto paisagista Sidónio Pardal. Neste parque, com uma área aproximada de 10 hectares de espaços verdes, a vegetação tem vindo a desenvolver-se com intervenções de plantação recorrente, de modo a garantir a sua componente estética e paisagística, e a sua sustentabilidade.

  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Clérigos

O Jardim da Cordoaria, assim conhecido por causa dos cordoeiros que lá trabalhavam, data de 1924. Neste local, além de poder encontrar árvores classificadas como de Interesse Público, pode descobrir também esculturas como a do espanhol Juan Muñoz, designada Treze a rir uns dos outros. A obra foi instalada no Jardim em 2001, quando o Porto foi considerado Cidade Europeia da Cultura.

Publicidade
  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Constituição

É um dos jardins mais bonitos do Porto e um dos menos aproveitados. Tem um parque infantil para entreter os miúdos, um lago com patos, um café que é palco de partidas de sueca regulares, um coreto amoroso e uns cantinhos muito românticos mesmo a pedir umas selfies a dois.

  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Massarelos

Estão no centro do Porto e cativam os visitantes pela sua diversidade. Foram criados no século XIX pelo arquitecto paisagista Émile David e têm traços do período romântico. Um dos seus pontos fortes é a vista para o rio Douro, mas também é preciso ter em conta as espécies botânicas, as obras de escultura, a Capela Carlos Alberto e os diversos pavões que ali circulam. Há ainda a Galeria Municipal do Porto, com boas exposições de arte contemporânea.  

Publicidade
  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Bonfim

Os jardins e mata da Quinta Nova Sintra reabriram ao público em Março de 2018, depois de estarem encerrados dez meses para obras de reabilitação. Entre as várias intervenções realizadas contam-se trabalhos na flora e na pavimentação, iluminação e sistemas de rega. Foram também reabilitadas várias fontes e estufas ali existentes e instalado novo mobiliário urbano.

  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Vila Nova de Gaia

O Jardim do Morro encontra-se na freguesia de Santa Marinha, em Vila Nova de Gaia. Localizado no sopé da Serra do Pilar, perto do tabuleiro superior da ponte D. Luís, é um fantástico miradouro para a zona histórica do Porto. Construído em 1927, poucas alterações foi sofrendo ao longo dos tempos até que, em Julho de 2017, apresentou-se completamente reabilitado.

Publicidade
  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Grande Porto

O Parque Urbano do Carriçal situa-se em Matosinhos, perto do NorteShopping. Com uma forte biodiversidade - há eucaliptos, sobreiros, pinheiros e carvalhos, entre muita vegetação rasteira - é atravessado por uma ribeira, tem um lago no seu interior e equipamentos de diversão para crianças. Por todas estas razões, este parque é um bonito espaço para um passeio ao ar livre.

  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Baixa

É um jardim fora do vulgar, estendendo-se em socalcos por uma encosta virada a Sul. É, por isso, um jardim que mais depressa convida ao descanso do que ao passeio, sendo bastante procurado por grupos de jovens ao fim-de-semana – às vezes para participar nas festas que ali se realizam, principalmente no Verão. A vista para o rio e para o casario histórico estão entre os seus pontos fortes.

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Caminhadas e passeios
  • Leça da Palmeira

Saia do circuito habitual e dê um salto à Quinta da Conceição, em Leça da Palmeira, que tem um charme muito particular: aqui pode ver o claustro que restou do Convento de Nossa Senhora da Conceição, construído no século XV. Não deixe de apreciar o campo de ténis, a piscina projectada pelo arquitecto Álvaro Siza Vieira, a capela, alguns chafarizes e o imponente portal ao estilo manuelino.

  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Foz

Pode ser pequeno, mas é bem situado e tem alguns segredos interessantes. A começar pelos elementos decorativos de várias épocas, assim como um minigolfe desafiante e um chalet com uma boa esplanada. Aconselha-se também uma visita fora do vulgar: às casas de banho, pelos seus azulejos Arte Nova e louças inglesas antigas. Este jardim vale também pelo que o rodeia, que é o rio Douro, uma alameda de palmeiras, assim como o histórico Forte São João Baptista e o casario da Foz Velha.

Publicidade
  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Campanhã

Este parque é perfeito para levar a sua cara-metade a passear ou para passar uma tarde em família. O jardim romântico, os recantos, o lago, o chafariz, o miradouro e o labirinto construído por sebes, fazem deste parque um dos mais belos da Invicta. Há ainda um parque infantil para animar a criançada. 

  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Baixa

É o mais antigo jardim do Porto e fica no coração da cidade. Aqui encontra várias estátuas da autoria de Soares dos Reis e Henrique Moreira, várias fontes (uma dela retirada do antigo convento de São Domingos), e ainda uma série de tulipas coloridas, para admirar quando a Primavera começa a dar um ar da sua graça. 

Publicidade
  • Miúdos
  • Parques infantis
  • Foz

Um parque com sete hectares de espaço verde, uma ciclovia, um lago, animais ao ar livre e uma zona infantil? Fica na Rua de Diogo Botelho, na Foz, e foi remodelado em 2017. Teve um investimento de 33 mil euros e substituíram-se os equipamentos infantis, os pavimentos de segurança e foi ainda instalada uma vedação. Dê lá um salto para ver como ficou catita.

  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Campanhã

É uma propriedade privada e mostra a dedicação de várias gerações de apreciadores de botânica, tendo jardins planeados ao detalhe e de acordo com os gostos de várias épocas. São muitas as espécies exóticas, sendo também um sítio a incluir no roteiro pelas centenas de camélias, quase todas de variedades diferentes. As visitas são guiadas por um elemento da família e podem incluir uma prova de vinho do Porto.

Publicidade
  • Atracções
  • Parques e jardins
  • Porto

São quatro hectares de vegetação bem preservados que rodeiam uma belíssima casa de finais do século XIX e se dividem em três patamares. Há de tudo um pouco, como jardins formais, árvores e plantas raras, estufas e dois lagos, sendo um espaço pouco movimentado. E, claro, imprescindível para os apreciadores de plantas.

  • Atracções
  • Grande Porto

O espaço da Lipor, uma empresa de tratamento de resíduos, que se estende pelas cidades de Ermesinde, Águas Santas e Rio Tinto, é composto por um trilho ecológico — que pode percorrer todos os dias das 08.00 às 20.00 — onde se podem ver hortas, árvores, animais e até uma instalação do artista Bordalo II, e por um Parque Aventura, visitável apenas aos fins-de-semana das 10.00 às 20.00, destinado aos mais novos. 

Mais sugestões para aproveitar o Porto ao ar livre

  • Desporto
  • Corrida

Fazer exercício ao ar livre é a melhor forma de relaxar e sair de casa, em segurança, durante umas horas. Por isso, calce as sapatilhas e vá conhecer os melhores sítios para correr no Porto. Há opções para todos os graus de dificuldade, ora em estrada plana, ora em terreno desnivelado com direito a subidas para acelerar o ritmo cardíaco, e muitas delas com vistas que ajudam a esquecer o cansaço. Caso goste mais de fazer exercício em duas rodas, também pode ir pedalar para um dos melhores sítios para andar de bicicleta no Porto. 

Recomendado: Os 15 melhores restaurantes saudáveis no Porto

  • Desporto
  • Ciclismo

Apesar de o Porto não ser conhecido como uma cidade ciclável (fama que ganhou graças às suas ruas íngremes), todos os dias alguns corajosos aventuram-se a dar um passeio de bicicleta. Serviu-lhe a carapuça? Então, vá percorrer a Invicta de bicicleta nestas pistas e ciclovias. Algumas são à beira-mar, outras atravessam os parques e jardins mais bonitos do Porto e outras até passam pelo meio da cidade. Quando acabar de se exercitar, vá repor energias a um restaurante saudável ou descanse num dos melhores cafés do Porto

Recomendado: Os melhores sítios para correr no Porto

Publicidade
  • Coisas para fazer

Está a precisar de apanhar ar e tirar o pó ao skate que tem lá em casa? Então pegue na máscara e vá até um destes sítios. No centro da cidade ou nos arredores, há espaços próprios para quem gosta de andar em cima de quatro rodas. Mas nesta lista também encontra locais improvisados que, ao longo dos anos, foram tornando-se pontos de referência para os skaters portuenses. Andar de skate não é o único desporto que pode fazer ao ar livre na cidade – também pode calçar as sapatilhas e ir correr ou até andar de bicicleta

Recomendado: Marcas portuguesas de roupa desportiva

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade