A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Dê corpo ao manifesto. Josefinas e APAV criaram t-shirt que pode ajudar a salvar vidas

Por Patrícia Santos
Publicidade

A New York Fashion Week, que arrancou dia 8 e termina a 16 de Fevereiro, serviu de palco à apresentação de Collections, uma linha de t-shirts solidárias desenvolvida pela Josefinas, marca de calçado bracarense, em parceria com a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV). Por cada t-shirt vendida (79€), que pode comprar na loja online, uma mulher vítima de violência doméstica é apoiada pela instituição.

“Com ‘Collections’ pretendemos provocar uma discussão e sensibilizar para a ocorrência deste crime silencioso. Cada t-shirt conta a história de uma mulher vítima de violência doméstica, e são um espelho das histórias de milhares de mulheres. A violência doméstica pode acontecer a qualquer uma de nós e é importante, fundamental diria, falarmos sobre este flagelo”, explicou Maria Cunha, a CEO da Josefinas, em comunicado.

Tânia Antunes, representante da associação, adiantou que “o montante angariado pela venda de cada t-shirt destina-se às Casas de Abrigo da APAV para que mulheres em perigo tenham acesso a necessidades básicas, como abrigo e alimentação, e a apoios jurídicos, sociais e psicológicos durante um mês”.

Cada t-shirt ilustra uma desculpa utilizada pela vítima
©DR

A iniciativa na qual Jacqueline Bissett — artista britânica reconhecida pelas suas criações gráficas para casas de alta-costura como Yves Saint Laurent, Louis Vuitton e Givenchy — ficou responsável por desenhar as t-shirts, integra uma outra, a You Can Leave, uma linha de sapatilhas solidárias da Josefinas, também desenvolvida em parceria com a APAV, que, desde Julho de 2018, já apoiou uma média de 24 mulheres vítimas de violência doméstica em Portugal por mês. A materialização do projecto contou com o apoio de Marcelo Lourenço e Pedro Bexiga, dupla criativa detentora de um Leão de Ouro, reconhecimento emblemático da indústria cinematográfica.

Collections surge numa altura em que, desde o início do ano, já se contam dez mulheres mortas em contexto de violência doméstica. Em 2018, 24 mulheres foram assassinadas pelos parceiros, mais seis do que em 2017.

+ Gostava de participar num desfile de moda? A Fashion Parade é já em Fevereiro

+ As 14 melhores lojas no Porto

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email.

Últimas notícias

    Publicidade