As melhores lojas no Porto

Antes de começar a ler, temos de o avisar: este artigo é muito (mas muito) perigoso para shopaholics

©João Saramago

OH VAI-ME À LOJA! Atenção: ninguém o quer insultar, apenas sugerir que conheça a fundo as melhores lojas no Porto, multimarca, e ideais para visitar durante todo o ano. 

As melhores lojas no Porto

Workshops Pop Up

A Workshops Pop Up é uma loja com várias lojas lá dentro (e com coisas dos 0,50€ aos 2000€). Alberga várias marcas nacionais e internacionais, que vão rodando de três em três meses. Ou seja, a cada trimestre tem sempre uma loja diferente. O espaço tem também um programa intensivo de workshops ligados à cozinha.

Ler mais
Baixa

Coração Alecrim

5 /5 estrelas

É impossível passar na Travessa de Cedofeita sem parar para abrir a boca de espanto com a porta da Coração Alecrim. De cores garridas, pintada com flores, folhas e animais, é o convite perfeito para entrar. Os móveis e os objectos vintage, as marcas portuguesas de calçado, de lãs ou de cestos, as plantas do pátio das traseiras, as loiças com ou sem anos de história, as roupas novas e as que já vêm de outras mãos vão tomar muito do seu tempo. A loja nasceu como uma reformulação do Projecto Alecrim, assinado por Rita Dixo, ao qual se juntou Filipa Alves. Com a vinda do segundo elemento, aos móveis e objectos, juntaram-se também as cestas da Toino Abel, as mantas da Serra da Estrela, as botas alentejanas ou os tapetes de tear português. Além de outros produtos made in Coração Alecrim, como almofadas, sacos e roupa.

Ler mais
Cedofeita
Publicidade

Matéria Prima

A Matéria Prima é um clássico portuense e uma loja que procura as abordagens mais singulares da música. Com 20 e poucos anos de vida, mudou-se para a Miguel Bombarda. Além de música, vende livros e revistas para todos os géneros, e partilha o espaço com a Galeria Dama Aflita, que, além de ilustrações, também vende livros e fanzines.

Ler mais
Cedofeita

Mercearia Luso-Italiana Lumière

“Nós, italianos, somos um bocado obcecados com a comida e com os produtos”. Quem o diz é Luca Massolin, um italiano residente no Porto para quem os hipermercados não são suficientes. Foi também por isso que decidiu criar uma mercearia luso-italiana nas Galerias Lumière. “Não é uma boutique alimentar”, é sim uma mercearia com preços acessíveis (1€ a 20€). Aqui vendem-se queijos, massas, molhos, vinhos e biscoitos italianos, enchidos e azeites portugueses, compotas caseiras e produtos biológicos.

Ler mais
Baixa
Publicidade

Almada 13

São cinco lojas dentro de uma. É assim que se escreve a história da Almada 13, que abriu pela mão de cinco sócios. São elas a Cork&Co, com produtos de design feitos em cortiça, da qual Mariana Sarmento é responsável; a Yellow Boat, com peças de decoração e roupa inspirada na temática náutica; a We - Rota do Chá, com chás e respectivos acessórios; a Águas Furtadas, de Rute Arnobio, que vende artesanato contemporâneo; e ainda a Aldeias Históricas de Portugal, uma marca que reúne peças de roupa e acessórios de 13 aldeias portuguesas. Como vê, há muito por onde escolher.

Ler mais
Galerias

CRU Cowork

A CRU é um hub criativo, localizado no quarteirão artístico do Porto, que combina em 400m2 uma loja de autores, uma galeria, oficinas e um espaço de coworking. Na loja vendem peças de alguns dos melhores criadores do momento. Apaixonados pelas artes, o processo de selecção de tudo o que enche as prateleiras é cuidado. Por lá vai encontrar vestuário, acessórios, calçado, joalharia, ilustração, plantas, e artigos de decoração de marcas independentes, sobretudo com design português.

Ler mais
Cedofeita
Publicidade

Take Away Porto

Nos últimos anos, os portugueses perceberam que, além de terem qualidade, os produtos feitos por mãos nacionais podem ter muita pinta. Os gémeos Rui e Luís Mendonça seguiram esta linha de pensamento quando, em 2011, abriram a Take Away Porto no Palácio das Artes. “Somos designers e queríamos uma marca que reflectisse os produtos do Porto. Com autores e matéria-prima de cá”, diz Rui. Fizeram parcerias com arquitectos (há uma colecção de peças de Siza Vieira que merece ser conhecida, fica a dica), e com empresas portuguesas, como o Cantinho das Aromáticas nos chás biológicos, ou a José Gourmet nas conservas. Há ainda marcas em nome próprio mas todas de muito gosto.

Ler mais
Flores

Marques Soares

Começou por ser uma loja de 150 m2 que vendia tecidos, camisas e malhas. Hoje tem 14 000 m2 (com tentáculos na Rua das Carmelitas, Cândido dos Reis, Galeria de Paris e Santa Catarina); uma oferta que vai da moda e perfumaria aos electrodomésticos; e marcas fortes como a Burberry, Carhartt, Hugo Boss, Dior, Fred Perry, Carolina Herrera, Kenzo, entre muitas outras. Foi das primeiras lojas da cidade a ter um cartão de cliente, com o qual é possível pagar compras em prestações e sem juros. A mais recente investida foi a criação de um restaurante na Rua Cândido dos Reis, o Size.

Ler mais
Galerias
Publicidade

Flirt

Na Flirt, a loja do CCB onde convivem várias marcas portuguesas de roupa e acessórios, é possível encontrar produtos da Ecolã Portugal, uma microempresa situada em Manteigas, uma vila na Serra da Estrela conhecida, desde o século XII, pelo forte sector dos lanifícios. Entre casacos, gorros, vestidos e discos, há também sabonetes esfoliantes de leite de burra revestidos a lã pura de ovelha (15,50€). O leite utilizado é tirado directamente de burros (fêmeas) de Miranda.

Ler mais

Make Notes

Uma loja que nasce para promover a escrita criativa e o desenho livre merece toda a atenção do mundo. Saber que caminha para ter uma produção 100% portuguesa (está lá quase, quase) ainda a torna mais especial. Em poucas palavras, é esta a história da Make Notes, uma loja de notebooks, agendas, estojos, t-shirts, mochilas, lápis e por aí fora, que abriu no Mercado do Bom Sucesso e já tem uma segunda loja no Mar Shopping. Maria João Barbosa, uma das donas e designers explica que, além da aposta no nacional, “tentam estudar materiais e tecnologias que optimizem o preço”. Há esferográficas, blocos e agendas, por exemplo. Cada qual dentro de uma colecção temática, para escolher com tempo. A loja merece.

Ler mais
Grande Porto
Publicidade

Fashion Clinic

É o clássico que não sai de moda para quem gosta – ou melhor, para quem tem uma conta bancária para poder gostar – de roupa e acessórios de marcas de luxo. A Fashion Clinic abriu um segundo ponto de venda no Porto, no Palácio das Cardosas, com nomes como Tom Ford, Prada, Givenchy e Zuhair Murad. Para quem quiser perder a cabeça, tem as sweaters da designer grega Mary Katrantzou, cujos padrões coloridos e hiper-realistas são inspirados no imaginário e nas ilusões ópticas do trompe l'oeil; os ténis Jimmy Choo; ou as eternas carteiras da Prada. Se não puder desgraçar a carteira mas quiser sair da loja com alguma coisa no saco, aposte nas velas perfumadas e feitas à base de produtos naturais da Diptyque Paris.

Ler mais
São Bento

Mercearia das Flores

Não se sairá nada mal se for abastecer-se à Mercearia das Flores, onde estão reunidos bons produtos regionais portugueses e biológicos. Desde queijos feitos artesanalmente, a enchidos, azeites, compotas, vinhos, cerveja Sovina, mel, vinagres, doçaria conventual, biscoitos e conservas. É tudo de encher o olho e a barriga.

Ler mais
Flores
Publicidade

The - Design e Moda

Para quem anda à procura de prendas de Natal muito especiais (e para pessoas mais especiais ainda) a THE é uma boa paragem. As colecções são escolhidas a dedo e reúnem peças únicas de designers de várias origens: Portugal, Japão, Suécia, Itália, EUA, Dinamarca, França e Israel, por exemplo. A roupa e os acessórios são surpreendentes nos cortes, nas formas, e nos materiais utilizados, e estão fora dos circuitos de tendências.

Ler mais
Foz

Clérigos In

É um sítio perigoso para quem tem queda para óculos, sobretudo para aqueles que saem fora dos parâmetros habituais. Miu Miu, Thom Brown, Lindberg, Dita Von Teese e Andy Wolf são algumas das marcas presentes na Clérigos In, no Passeio dos Clérigos (os preços variam entre os 99€ e os 900€). Além da parte de óptica, este espaço tem outros produtos de design, como roupa de Luís Buchinho e casacos para a chuva feitos à mão da marca sueca Stutterheim Raincoats.

Ler mais
Clérigos
Publicidade

Para acabar de vez com o crédito

Cocktail Molotof

A Cocktail Molotof foi das primeiras lojas da cidade a satisfazer manias e exigências de estilos mais alternativos e urbanos. E assim continua. Há poucos meses a decoração e o recheio foram renovados. Por lá encontra máquinas fotográficas Polaroid, o perfume exclusivo da loja, vestidos de marcas espanholas, inglesas ou francesas.

Ler mais
Cedofeita

Mon Père

A Mon Père é uma espécie de Camden Town em ponto pequeno. A famosa zona londrina com mais lojas e mercados vintage por metro quadrado parece estar condensada neste espaço, em que a maioria da roupa parece ter sido famosa zona londrina com mais lojas e mercados vintage por metro quadrado parece estar condensada neste espaço.

Ler mais
Baixa
Publicidade

O Respigador e a Respigadora

Podíamos chamá-la de loja vintage, mas um pequeno museu de antiguidades encaixa melhor. Aqui é possível fazer uma viagem no tempo através de objectos que contam,à sua maneira, a história social, política, cultural e têxtil do país entre os anos 40 e 70. 

Ler mais
Baixa

Comentários

0 comments