A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Mon Père Outlet
© João Saramago Mon Père Outlet

As melhores lojas vintage no Porto

Encha o seu armário de peças com história. O Porto tem as melhores lojas vintage do país e isso nem se discute. Venha conhecê-las.

Escrito por
Editores da Time Out Porto
Publicidade

É difícil passar ao lado do boom que assolou a cidade com lojas que vendem peças de outros tempos e cheias de história. Para se orientar entre tanta e tão boa oferta, escolhemos as melhores lojas vintage no Porto, uma vez que para compras em segunda mão a Invicta já é uma referência. Além disso, a moda é cíclica, portanto vai, com certeza, estar sempre dentro das tendências. Calças de cintura subida dos anos 1980, camisolas de malha com padrões fora da caixa, casacos de ganga ao estilo do Levi's Trucker Jacket ou acessórios marcantes, como cintos ou óculos de sol. Estas são algumas das peças que pode encontrar. Divirta-se.

Recomendado: Cinco lojas vintage do Porto que vendem online

As melhores lojas vintage no Porto:

  • Compras
  • Lojas vintage
  • Aliados

Contribuir para a economia circular é uma das missões deste espaço na Baixa do Porto. A Yeahllow Store é uma loja vintage onde tudo é escolhido a dedo, razão pela qual é fácil lá encontrar verdadeiros tesouros e peças muito especiais, algumas de marcas de luxo internacionais como Chanel, Burberry ou Fendi. Verifique sempre o horário nas redes sociais (Facebook e Instagram) antes de ir à loja e quando chegar toque à campainha para entrar. Também têm uma loja online com o catálogo completo. 

  • Compras
  • Lojas vintage
  • Baixa

Óculos de sol, camisas, brincos, vestidos e muitas outras peças vintage ou em segunda mão é o que vai encontrar na Wild at Heart. Se quiser ficar a conhecer melhor a loja, espreite o Facebook e Instagram – estão sempre a ser actualizados com fotografias das peças (muitas delas disponíveis para venda online) e são uma óptima forma de descobrir que tipo de coisas lá poderá comprar. 

Publicidade
  • Compras
  • Lojas vintage
  • Baixa

A Mon Père é uma espécie de Camden Town em ponto pequeno, a famosa zona londrina com mais lojas e mercados vintage por metro quadrado. Aqui dentro cabem camisas coloridas, camisolões, bijuteria, casacos, kispos, turbantes, saias, óculos e até fatos de banho (não se admire se tiver vontade de comprar um fora de época). É demasiado fácil perder-se de amores por várias peças. 

  • Compras
  • Lojas vintage
  • Baixa

A Mon Père Oulet é a irmã mais nova da Mon Père, e promete roupas e acessórios do mesmo género, tudo ao estilo dos anos 80 e 90, mas com preços mais baixos. Nesta nova loja vão estar patentes algumas promoções, como dois artigos a 5€ ou três pares de óculos de sol a 10€.

Publicidade
  • Compras
  • Lojas vintage
  • Baixa

A Passadopresente reúne colecções de objectos originais para todos os gostos, dos anos 1920 até à década de 70. Abriu em 2010 com a vontade de António, o dono, pôr à venda os produtos que adquiriu em feiras, recheios e leilões. Entre cartazes de publicidade de 1917 e discos de bandas inglesas e americanas de música psicadélica, como os Mandrake Memorial ou The Blues Magoos, é possível encontrar móveis, livros, candeeiros e mesmo brinquedos sem prazo de validade. 

  • Compras
  • Lojas de segunda mão
  • Santa Catarina

O vintage asiático, sobretudo japonês, é a característica diferenciadora da Mão Esquerda, nos Poveiros, gerida por Lígia Sousa e Carolina Mendonça. Na loja há saias compridas em veludo, chapéus simples ou trabalhados, blusões de couro em várias cores, vestidos, casacos de pêlo e muito mais.

Publicidade
  • Compras
  • Antiguidades
  • Baixa

Paulo Machado é um dos coleccionadores mais conhecidos cá do burgo e está ligado a uma das lojas mais concorridas neste departamento, O Sótão da Tia Becas, um negócio de família. “As minhas filhas abriram a loja há seis anos. O Pedro Gonçalves é o responsável, estou só a orientar”, diz. “Isto são tudo coisas que a nossa família comprou. Há 20, 30, 40, 50 anos... O meu pai já coleccionava. É só malucos”, conta. O recheio vai do século XIX à década de 1950, e inclui livros, placas toponímicas do Porto antigo, relógios, máquinas de escrever, brinquedos, postais, todo o tipo de papelada (como um mapa de Berlim da altura dos Jogos Olímpicos de 1936), ou garrafas, onde podemos encontrar algumas da Invicta Refrigerantes, marca da Companhia União Fabril, a antiga Unicer.

  • Compras
  • Lojas vintage
  • Foz

No Porto há mesmo lojas vintage para todos os gostos – e para todas as carteiras. Na Quartier Latin poderá encontrar casacos de pele, écharpes, colares, óculos e carteiras de várias marcas caras, como a clássica Chanel preta 2.55 ou sapatos de Christian Louboutin. Se quiser vender peças antigas de vestuário ou acessórios, a Quartier Latin acolhe-os. Podem estar 60 dias em exposição. 

Publicidade
  • Compras
  • Música e entretenimento
  • Baixa

A Louie Louie já é há muito conhecida dos portuenses principalmente pelos discos usados, mas também vende os álbuns mais recentes. Aqui há CDs e vinis de todos os géneros de música, desde o rock ao jazz, passando pelo hip-hop ou a música electrónica. Apesar de antiga, a loja acompanhou os tempos, disponibilizando tudo para venda online. Os preços vão dos 2€ aos 35€ (para os álbuns mais recentes). 

  • Compras
  • Antiguidades
  • Baixa

Também há lojas de antiguidades especializadas num tipo de artigo, e que fazem várias pontes com o presente. É o caso da Máquinas de Outros Tempos, de Pedro Viterbo, que integra também um laboratório de fotografia. Aqui há máquinas fotográficas desde 1800 aos anos zero, dos 5€ aos 20.000€, com destaque para as décadas de 1970 e 1980. “São as castas melhores. Têm muito boas objectivas e uma boa mecânica”, explica Pedro, que é também dono da Lomography Embassy Store do Porto e o distribuidor da Lomografia no país. “São duas lojas separadas, mas complementares. Sem a Lomo, não teríamos hoje o hype do analógico”, refere. 

Mais lojas:

  • Compras

Mesmo no meio de uma tempestade, surgiram boas novidades no Porto. Reunimos as melhores lojas que abriram nos últimos meses, para que não perca o fio à meada na hora de renovar a artilharia lá de casa. Há lojas que dão nova vida ao comércio local e outras que vão buscar inspiração ao outro lado do mundo ou a outras épocas. Mesmo para aqueles que se preocupam com a sustentabilidade, há sítios à espera de visita. As lojas abriram e nós registámos. Agora é só abrir os cordões à bolsa e decidir que caminho vai tomar.

Recomendado: As melhores lojas no Porto

  • Compras
  • Floristas

Quer se viva num apartamento, no meio da cidade, ou numa casa, com um grande jardim, uma planta nova dá sempre mais luz e vida a qualquer espaço. Então, se estiver a precisar de cor em casa, vá fazer compras nestas lojas que vendem plantas no Porto. Se acha que não consegue manter uma planta viva, compre uma suculenta ou um cacto. Fazem-lhe companhia durante muito tempo e exigem pouco de si. Antes de se comprometer com uma planta, leia a nossa lista das melhores plantas para ter em casa. Mas se a sua ideia for criar uma horta em casa, a leitura recomendada é o bê-á-bá da agricultura urbana.

Recomendado: Nove floristas do Porto que entregam flores em casa

Publicidade
  • Compras

Não queremos incentivar o consumismo, mas, se estiver a pensar em comprar peças novas, fuja das marcas de fast fashion e opte por outras com uma pegada ambiental mais pequena. Para o ajudar, fizemos esta lista com marcas sustentáveis. Chinelos feitos de plástico recolhido nas praias, camisas de retalhos ou óculos de sol produzidos com sobras de madeira são alguns dos produtos que pode comprar. Se quiser diminuir ainda mais a sua pegada ecológica, também pode começar a fazer as suas compras em lojas sustentáveis, ou, por exemplo, substituir os seus cosméticos por opções vegan.

Recomendado: Projectos e movimentos no Porto que ajudam o planeta 

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade