Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Sete projectos e movimentos no Porto que ajudam o planeta

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Zero Plástico
© Marco Duarte A loja Zero Plástico, anteriormente apenas online, fica no Bonfim

Sete projectos e movimentos no Porto que ajudam o planeta

Dar uma vida bonita à fruta feia, reutilizar objectos estragados ou fazer arte com plástico. Conheça sete projectos e movimentos no Porto que ajudam o planeta

Por Maria Monteiro e Patrícia Santos
Publicidade

Os recursos naturais que a Terra é capaz de renovar em 2019 já se esgotaram. Numa altura em que o mundo sai à rua para gritar por maior acção dos governos e das instituições em defesa do planeta, torna-se cada vez mais urgente a mudança de hábitos e de atitudes de cada um de nós. No Porto há muita gente empreendedora que decidiu pôr mãos à obra e criar projectos e movimentos para ajudar a cuidar da nossa maior casa. Passe os olhos por esta lista para ficar a conhecê-los melhor e inspire-se neles para começar a fazer a diferença.

Recomendado: Nove sítios para comprar cosmética vegan

Sete projectos e movimentos no Porto que ajudam o planeta

Fruta Feia
Fruta Feia
© DR

Fruta Feia

Deixe os supermercados e vá comprar as frutas e legumes a uma das várias delegações da Cooperativa Fruta Feia (tem de se inscrever primeiro, não é chegar lá e andar), responsável por comercializar a produção que não cumpre os parâmetros estéticos exigidos pelas grandes superfícies comerciais. A qualidade, essa, é a mesma. Não só está a ajudar o ambiente, como também poupa a sua carteira. Um cabaz pequeno, com 3 ou kg, fica por 3,50€, e um grande, com 6 ou 8 kg, custa 7€.

Zero Plástico
Zero Plástico
© Marco Duarte

Zero Plástico

Nasceu como loja online para oferecer ao público substitutos livres de plásticos dos produtos que usamos no nosso dia-a-dia. Em Dezembro do ano passado abriram a primeira loja física, no Bonfim (Rua Cardeal Dom Américo, 191). “Muitas vezes só resgatamos produtos que já eram usados pelos nossos avós, como os sacos do pão e os pensos higiénicos de algodão, e damos-lhes um bocadinho mais de cor”, explicam as irmãs e fundadoras do projecto, Rita e Catarina Duarte. O catálogo está sempre a aumentar e, recentemente, começaram a vender detergente a granel.

Publicidade
Repair Café Porto
Repair Café Porto
© DR

Repair Café Porto

O destino de um objecto que se estraga não tem de ser o caixote do lixo mais próximo. Pode ser arranjado ou utilizado para outro fim. Com esta ideia em mente, em surgiu na Holanda o movimento Repair Café, um evento público onde pessoas com objectos para consertar encontram voluntários, de várias áreas, dispostos a ajudá-las. Peças de roupa, mobiliário, electrodomésticos, rádios e relógios são exemplos do que pode levar para arranjar. Com sorte, encontra alguém por lá que lhe dê uma mãozinha. Esteja atento à página de Facebook da iniciativa para garantir que não perde o próximo encontro do movimento que se tornou um fenómeno mundial.

Surfrider Foundation Porto
Surfrider Foundation Porto
© André Henriques

Surfrider Foundation

A protecção das praias, a diminuição da erosão costeira e a redução do impacto do plástico são preocupações desta organização internacional que, no Porto, teve início em 2011, pelas mãos de Tiago Meireles, engenheiro do ambiente, e Luís Leite, oceanógrafo. As Iniciativas Oceânicas, acções de limpeza das praias, lagos e rios, organizadas por voluntários da Surfrider Foundation em toda a Europa, são a actividade de maior destaque desta instituição que fornece todo o material necessário para que a Terra fique mais bonita e asseada.

Publicidade
lixo zero portugal
lixo zero portugal
© DR

Lixo Zero Portugal

Reciclar é importante, mas não chega. É igualmente urgente reduzir o desperdício, principalmente de plásticos, tão prejudiciais para o planeta e para os seres que o habitam. Ana Milhazes sabe-o, pelo que resolveu criar, em 2016, um grupo de Facebook através do qual procura despertar consciências. Em três anos, juntaram-se cerca de 6500 pessoas e formou-se um movimento a nível nacional, que promove, por exemplo, limpezas de praias, workshops e palestras.

Ricardo Nicolau de Almeida
Ricardo Nicolau de Almeida
© DR

Ricardo Nicolau de Almeida

Nasceu em Nevogilde e teve a praia como pátio de brincadeira. Foi essa ligação ao mar, aliada à percepção do aumento do lixo marinho em seu redor, que levou Ricardo Nicolau de Almeida a enveredar pela chamada ocean trash art. “Tornou-se quase uma obsessão ir à praia limpar, porque, ironicamente, os materiais são muito bons e resistentes”, revela o artista, que cria instalações no espaço público com objectos que vêm na corrente. Garrafas, rolhas, isqueiros e brinquedos são alguns dos desperdícios cujas cores e formas reutiliza para dar vida a rostos ou paisagens. A próxima peça de grandes dimensões do artista, feita com lixo apanhado em toda a costa portuguesa, poderá ser vista no Melting – Gastronomy Summit, que acontece no Porto entre 14 e 16 de Novembro.

Publicidade
Madalena Martins
Madalena Martins
© DR

Madalena Martins

Depois de alguns anos a trabalhar o lado mais comercial do design gráfico, Madalena Martins despertou para a temática da consciencialização ambiental em 2011, data em que criou uma peça que foi apresentada no Serralves em Festa. A partir de 2500 m² de 55 telas publicitárias da Super Bock, e com a ajuda de reclusos do Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira, criou almofadas de rua forradas com interior de esferovite reciclado. Desde então, já transformou objectos de plástico em flores que pendurou no tecto de um centro comercial ou rótulos de garrafas dos vinhos Esporão em cadernos ou capas revestidas. “Ao mesmo tempo que se trabalha a identidade do cliente, conta-se uma nova história e abre-se um novo ciclo”, reconhece. As suas peças podem ser compradas, por exemplo, na loja da Universidade do Porto ou na Objectos Misturados (Viana do Castelo).

Mais opções sustentáveis no Porto

Fava Tonka
© DR

Os 12 melhores restaurantes vegetarianos no Porto

Restaurantes Vegetariano

Não, no Porto não existe só comida pesada, e os espaços que dão primazia ao reino vegetal têm-se multiplicado e têm clientes cada vez mais fiéis. Há pratos vegetarianos, opções vegan e menus que respeitam a sazonalidade dos ingredientes, muitas vezes de origem biológica ou de pequenos produtores locais. Em suma, há boa comida para provar à mesa nos melhores restaurantes vegetarianos no Porto. Exemplos? Caril de grão-de-bico e legumes, strogonoff de seitan, estufado de tofu e legumes, hambúrgueres de leguminosas e também muitas sobremesas, como banoffee pie, cinnamon rolls ou tarte de frutos vermelhos. Recomendado: Os melhores restaurantes saudáveis no Porto

Mon Père Outlet
© João Saramago

As melhores lojas vintage no Porto

Compras Lojas vintage

É difícil passar ao lado do boom que assolou a cidade com lojas que vendem peças de outros tempos e cheias de história. Para se orientar entre tanta e tão boa oferta, escolhemos as melhores lojas vintage no Porto, uma vez que para compras em segunda mão a Invicta já é uma referência. Além disto, a moda é cíclica portanto vai, com certeza, estar sempre dentro das tendências. Calças de cintura subida dos anos 80, camisolas de malha com padrões fora da caixa, casacos de ganga ao estilo do Levi's Trucker Jacket ou acessórios marcantes, como cintos ou óculos de sol. Estas são algumas das peças que pode encontrar. Divirta-se. Recomendado: As melhores lojas alternativas no Porto

Publicidade
O Sotão da Tia Becas
©Marco Duarte

As melhores lojas de antiguidades no Porto

Compras Antiguidades

Há coisas que ficam bem melhores assim que os anos começam a passar por elas, como o Vinho do Porto, por exemplo. Mas copos à parte, e porque a nostalgia e o saudosismo dos tempos idos está na moda, fizemos-lhe uma lista com as melhores lojas de antiguidades no Porto, porque é impossível resistir ao charme da velhice de algumas peças que aqui se vendem. O que não falta é variedade nestas lojas onde vai encontrar peças de outros tempos, desde material fotográfico a placas toponímicas da Invicta. Caso esteja à procura de móveis com história e renovados também pode visitar as lojas de upcycling no Porto.  Recomandado: As melhores lojas vintage no Porto

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade