As melhores lojas de antiguidades no Porto

Anda à procura daquele candeeiro que vai dar um je ne sais quoi à sua sala de estar? Chegou ao sítio certo. Estas são as melhores lojas de antiguidades no Porto
O Sotão da Tia Becas
©Marco Duarte O Sotão da Tia Becas tem peças raras
Por Editores da Time Out Porto |
Publicidade

Há coisas que ficam bem melhores assim que os anos começam a passar por elas, como o Vinho do Porto, por exemplo. Mas copos à parte, e porque a nostalgia e o saudosismo dos tempos idos está na moda, fizemos-lhe uma lista com as melhores lojas de antiguidades no Porto, porque é impossível resistir ao charme da velhice de algumas peças que aqui se vendem.

As melhores lojas de antiguidades no Porto

O Sotão da Tia Becas - Cavalo
©Marco Duarte
Compras, Antiguidades

O Sótão da Tia Becas

icon-location-pin Baixa

Paulo Machado é um dos coleccionadores mais conhecidos cá do burgo e está ligado a uma das lojas mais concorridas neste departamento, O Sótão da Tia Becas, um negócio de família. O recheio vai do século XIX à década de 1950, e inclui livros, placas toponímicas do Porto antigo, relógios, máquinas de escrever, brinquedos, postais, todo o tipo de papelada (como um mapa de Berlim da altura dos Jogos Olímpicos de 1936), ou garrafas, onde podemos encontrar algumas da Invicta Refrigerantes, marca da Companhia União Fabril, a antiga Unicer.

Cet Objet du Désir
©DR
Compras, Lojas de segunda mão

Cet Objet du Désir

icon-location-pin Baixa

O nome, inspirado num dos filmes do excêntrico realizador Luis Buñuel, deu origem a esta loja vintage, que reúne desde roupa e acessórios, a peças de decoração, literatura e até fotografia. Abriu em 2015 mas mudou-se para junto do Jardim de São Lázaro e está cheia de novidades. Se inicialmente estava mais direccionada para o público feminino, agora tem uma secção masculina maior e os produtos mais comuns que por lá vai encontrar são camisas exuberantes com diferentes padrões, pólos, casacos, coletes e acessórios, como óculos, isqueiros, carteiras e anéis. 

Publicidade
Oportonidades - Capacete WWI
©Marco Duarte
Compras, Antiguidades

Oportonidades

icon-location-pin Cedofeita

Jorge Cordeiro saiu da EN13 – “um sítio com muita passagem mas pouca paragem” – para vir para a Baixa. Trouxe com ele vinte anos de coleccionismo, e viu nascer e crescer muitas lojas de antiguidades na vizinhança, sobretudo na Rua Mártires da Liberdade. A concorrência é mais do que saudável. “Há mesmo clientes que tiram um dia para fazer as capelinhas todas, como se fosse um roteiro”, conta Jorge, que tem clientes que vão desde colecionadores seniores a estudantes de faculdade (Erasmus incluídos). 

Desocupado
©Marco Duarte
Compras, Antiguidades

Desocupado

icon-location-pin Porto

A Rua da Torrinha é uma espécie de minibairro de antiguidades e velharias. Este tipo de lojas existe porta sim porta não, e o protagonismo vai todo para o mobiliário. Uma das paragens obrigatórias é a Desocupado, de João Madureira, decorador portuense e um dos maiores especialistas nesta matéria. Os candeeiros industriais e as cadeiras chamam logo a atenção a quem entra na loja, que atravessa os anos 30, 40, 50, 60 e 70. 

Publicidade
passadopresente
©DR
Compras, Lojas vintage

Passadopresente

icon-location-pin Baixa

António Pinheiro Torres prefere chamar-lhe uma loja de nostalgia que vende objectos de estimação. “É quase como adoptar um animal”, diz. O lema, garante o coleccionador, é “não haver réplicas”. A Passadopresente reúne colecções de objectos originais para todos os gostos, dos anos 1920 até à década de 70. Abriu em 2010 com a vontade de António pôr à venda os produtos que adquiriu em feiras, recheios e leilões. Entre cartazes de publicidade de 1917 e discos de bandas inglesas e americanas de música psicadélica, como os Mandrake Memorial ou The Blues Magoos, é possível encontrar móveis, livros, candeeiros e mesmo brinquedos sem prazo de validade. 

Sports & World Vintage - Caixa Registradora
©Marco Duarte
Compras, Antiguidades

Sports & World Vintage

icon-location-pin Baixa

Ao contrário do que muito boa gente pensa, este negócio não é só para quem já tem cabelos brancos. André Costa, 30 anos, é o responsável da Sports & World Vintage e começou no coleccionismo aos 15. “Depois conheci o Paulo Machado [dono da loja O Sótão da Tia Becas] e foi ele que me meteu nisto mais a sério”, conta. André tem objectos que vão do período paleolítico (como fragmentos de olaria) até aos anos 1980, dos 0,50€ aos 1500€. Exemplos: relógios, postais, artigos de publicidade, loiças (incluindo peças da Vista Alegre de 1800), um santo do século XVIII (1500€), brinquedos em miniatura, mobiliário. 

Publicidade
Máquinas de Outros Tempos
©Marco Duarte
Compras, Antiguidades

Máquinas de Outros Tempos

icon-location-pin Baixa

Também há lojas de antiguidades especializadas num tipo de artigo, e que fazem várias pontes com o presente. É o caso da Máquinas de Outros Tempos, de Pedro Viterbo, 29 anos, que integra também um laboratório de fotografia. Aqui há máquinas fotográficas desde 1800 aos anos zero, dos 5€ aos 20 mil euros, com destaque para as décadas de 1970 e 1980. “São as castas melhores. Têm muito boas objectivas e uma boa mecânica”, explica Pedro, que é também dono da Lomography Embassy Store do Porto e o distribuidor da Lomografia no país.

Collectus
©Marco Duarte
Compras, Antiguidades

Collectus

icon-location-pin Cedofeita

Muitas vezes a família tem um papel importante nesta história do coleccionismo. É o caso da Collectus, na Travessa de Cedofeita, dirigida pelas irmãs Luciane, Inês e Íris, cujo pai, Arlindo Pereira, tem outra loja na Rua de Cedofeita, a Filatelia e Numismática Líris, especializada em selos e moedas. “Desde pequenas que vivemos neste mundo”, conta Íris. A Collectus é mais abrangente do que a loja do pai. Aqui há cartazes, fósforos, brinquedos, discos de vinil, moedas, selos, caricaturas de políticos e raridades como cadernetas originais de cromos de animais dos anos 60. 

Outras lojas que tem de conhecer no Porto

Patch Porto
©João Saramago
Compras, Lojas vintage

As melhores lojas vintage no Porto

É difícil passar ao lado do boom que assolou a cidade com lojas que vendem peças de outros tempos. Para se orientar entre tanta e tão boa oferta, escolhemos as melhores lojas vintage no Porto, uma vez que para compras em segunda mão a Invicta já é uma referência.

XL Living
©José Saramago
Compras, Decoração

As melhores lojas de decoração no Porto

Um candeeiro de abajur, uma poltrona estofada, um aparador vintage, ou uma mesa de apoio mais moderna era tudo o precisava agora na sua vida? Não puxe mais pela cabeça, estamos aqui para o ajudar. Fizemos-lhe uma lista com as melhores lojas de decoração no Porto onde pode encontrar peças ao seu gosto e à medida da sua casa.

Publicidade