A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Estádio do Dragão
© DREstádio do Dragão

Estádio do Dragão é o primeiro no mundo inclusivo para daltónicos

O FC Porto vai integrar o código ColorADD nas suas infra-estruturas para ajudar todos os que têm dificuldade em distinguir ou identificar cores.

Escrito por
Ana Patrícia Silva
Publicidade

O FC Porto continua a apostar na implementação de boas práticas de inclusão, acessibilidade e comunicação universal nas suas infra-estruturas, agora através do código ColorADD. Segundo o comunicado do clube, o Estádio do Dragão é "o primeiro estádio no mundo a implementar o código de cores para daltónicos". Este sistema vai ajudar "todos os que têm dificuldade em distinguir ou identificar cores" e podem sentir-se limitados no acesso ao estádio. 

O ColorADD é um sistema de identificação de cores para daltónicos, uma linguagem universal que representa as três cores primárias (azul, amarelo e vermelho) através de símbolos gráficos. Com base no conceito de “adição de cor”, os símbolos podem relacionar-se entre si e toda a paleta de cores ser graficamente identificada. 

O código foi criado pelo portuense Miguel Neiva. “Confesso que, hoje, estou 'penta' feliz, porque o ColorADD chega agora aos clubes pela mão do FC Porto. Porque é o clube do meu coração, porque é o primeiro clube no mundo a adoptar esta solução universal e inclusiva no seu estádio, porque é na minha cidade, onde também nasceu o ColorADD, e porque estou seguro que esta boa prática levará ainda mais alto o nome do clube, da cidade e do país aos quatro cantos do mundo”, explicou.

Nesta primeira fase, o código ColorADD está aplicado nos parques de estacionamento, que estão organizados por cores, e também nos coletes de treinos dos principais escalões. O objectivo seguinte será incluir o código em todos os restantes suportes em que a cor é factor de distinção.

Código ColorADD
Código ColorADD

+ Museu do FC Porto entra em 2021 com agenda preenchida

+ Leia aqui a edição gratuita da Time Out Portugal desta semana

Últimas notícias

    Publicidade