Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Este mês, as artes performativas apresentam-se a solo na Póvoa de Varzim
Notícias / Eventos e festivais

Este mês, as artes performativas apresentam-se a solo na Póvoa de Varzim

Sarna, de João Cardoso, Festival Internacional de Solos
© DR Sarna tem encenação de João Cardoso

Assume-se como um festival “profundamente multidisciplinar”, sem medo de “programar de forma arriscada” áreas como o teatro, a dança, o circo e a música. Só há uma regra: todas as performances são apresentadas a solo. O Festival Internacional de Solos (FIS) acontece entre 22 e 24 de Novembro no Cine-Teatro Garrett, na Póvoa de Varzim, e quer “criar uma relação de proximidade entre público e espectáculo”.

É num ambiente intimista, sujeito à lotação de 50 lugares, que decorre o espectáculo inaugural, Diabolo, do francês Guillaume Karpowicz, no dia 22 de Novembro, às 21.30. Ainda no primeiro dia, destacam-se as performances Contos e Lenga-Lendas, de Gil Dionísio, que conjuga música e teatro, e Ontem Está A Chegar, de ATONITAcie.

Saunterer, do Colectivo Ameno, é um “espectáculo-percurso-palestra” que começa no dia 23, às 16.00, no Cine-Teatro Garrett e propõe-se a explorar os vários locais da cidade. No mesmo dia, destaca-se Si pudera hablar de esto no haría esto, espectáculo de dança de Janet Novás.

No último dia de FIS, há música de André Júlio Turquesa no café-concerto do cine-teatro e dois solos teatrais: SOLO, de Manuel Tur e Deeogo Oliveira, e Sarna, de João Cardoso e da companhia ASSéDIO. Os bilhetes já estão à venda e custam entre 7€ (espectáculos a vulso), 15€ (passe diário) e 35€ (passe geral).

+ Os melhores espectáculos no Porto este mês

Publicidade
Publicidade