Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Porto icon-chevron-right Festa da Poesia: 15ª edição recorda Sophia de Mello Breyner, Jorge de Sena e Florbela Espanca
Notícias / Eventos e festivais

Festa da Poesia: 15ª edição recorda Sophia de Mello Breyner, Jorge de Sena e Florbela Espanca

Sophia de Mello Breyner Andresen
© DR Sophia de Mello Breyner Andresen

No ano em que se celebra o centenário do nascimento de Sophia de Mello Breyner e de Jorge de Sena, assim como o 125º aniversário de Florbela Espanca, a poesia volta a estar no centro das atenções em Matosinhos, a propósito da 15.ª edição da festa que a celebra. Edite Estrela, Irene Flunser Pimentel, Capicua e Samuel Úria são algumas das personalidades envolvidas na iniciativa, que vai ter a Biblioteca Municipal Florbela Espanca como palco principal. O evento arranca já esta sexta-feira, dia 6 de Dezembro, e prolonga-se até domingo, dia 8.

Da programação, que inclui mesas de debate, workshops e espectáculos, vale a pena destacar a conversa entre Capicua, Samuel Úria e Isabel Nery, autora da biografia de Sophia de Mello Breyner, que se juntam para falar "sobre a importância da poesia na luta pela liberdade, partindo dos exemplos de vida de Sophia e Jorge de Sena". O mar, figura de grande importância na poesia da autora d'A Fada Oriana, serve de ponto de partida a um workshop, conduzido por Rui Spranger, que tem como objectivo “perceber como se trabalha a imagética do oceano sem cair em lugares comuns”, adianta a organização.

As Metáforas da Liberdade é outro workshop a não perder. O momento, que conta com a participação do poeta José Rui Teixeira, convida a uma reflexão sobre o lugar da poesia numa época “em que a liberdade voltou a ser ameaçada”. A anfitriã da festa, Florbela Espanca, é recordada através de um debate com a participação de Edite Estrela e Irene Flunser Pimentel. «Recordar» é, precisamente, o verbo que se impõe nesta edição do evento, "não como pretexto, mas como necessidade". Consulte o programa completo da iniciativa abaixo.

Programa

Workshop | As metáforas da liberdade

6 de Dezembro, às 18.00. Limitado a 20 participantes. Inscreva-se através de bmfe@cm-matosinhos.pt.

Workshop | As imagens do mar

7 de Dezembro, às 11.00. Limitado a 20 participantes. Inscreva-se através de bmfe@cm-matosinhos.pt.

Workshop | Preencher Vazios

7 de Dezembro, às 15.30. Limitado a 15 participantes. Ideal para famílias. Inscreva-se através de bmfe@cm-matosinhos.pt.

O Preencher Vazios nasceu com o intuito de combater a falta de azulejos das fachadas das casas e edifícios das cidades. Muito mais que espalhar arte e poesia, o projecto pretende chamar atenção para a necessidade de preservar o património de azulejos português, que tem sofrido uma perda progressiva de azulejos nos últimos anos.

Exibição de filmes e documentários

7 de Dezembro, às 15.30.

Jorge de Sena; O Nome das Coisas – Sophia de Mello Breyner Andresen; Florbela Espanca – Alma Ardente, Fogueira Acesa – Parte I; e Florbela Espanca – Alma Ardente, Fogueira Acesa – Parte II são as obras que vão ser projectadas.

Leitura de poemas [Florbela Espanca]

8 de Dezembro, às 15.20.

Momento em que Manuella Bezerra de Melo dará voz a poemas de Florbela Espanca.

Mesa de debate | Florbela, um destino amargo

8 de Dezembro, às 15.30.

Florbela Espanca é um nome inquestionável da literatura portuguesa. Mas quem foi esta poeta que, apesar de ter vivido apenas 36 anos, conseguiu deixar uma marca indelével na literatura portuguesa? E por que razão os seus sonetos e a sua escrita perduram na nossa poesia contemporânea?

Concerto | A Poesia do Fado

8 de Dezembro, às 16.45.

Espectáculo em que a fadista Patrícia Costa canta fados com letra de grandes poetas portugueses.

Leitura de poemas [Sena e Sophia]

8 de Dezembro, às 17.20.

Momento em que Manuella Bezerra de Melo dará voz a poemas de Jorge de Sena e de Sophia de Mello Breyner.

Mesa de debate | Poesia e a luta pela liberdade, os exemplos de Sophia e Sena

8 de Dezembro, às 17.30.

Liberdade e poesia são palavras que sempre andaram juntas, mas alguns poetas fizeram delas testemunho de vida. Sophia e Jorge de Sena são só dois dos exemplos de poetas que se empenharam na luta pela liberdade, dando disso nota na sua poesia. Do exílio à actividade política, a liberdade foi sempre um mote inalienável.

+ As melhores livrarias no Porto

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email.

Publicidade
Publicidade