A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Hotel de insectos na Escola Básica Lousada Centro
© Município de LousadaHotel de insectos na Escola Básica Lousada Centro

Há um novo hotel de luxo para insectos em Lousada

Lousada está a instalar abrigos para proteger a biodiversidade e os insectos polinizadores, que são importantes aliados para os jardins e as hortas.

Por Ana Patrícia Silva
Publicidade

Os insectos podem ter má fama, mas são bons amigos. Construir um hotel para insectos é uma forma de proteger a biodiversidade e de retribuir o importante trabalho destes auxiliares na polinização e no controlo de pragas das hortas e jardins. Estas estruturas podem existir numa variedade de formas e tamanhos, oferecendo aos insectos um abrigo e instalações de nidificação.

Foi a pensar nisso que a Escola Básica Lousada Centro criou um "bug hotel", com a participação de várias turmas dos 2.º e 3.º ciclos e com vários elementos da equipa Lousada Ambiente. "Instalado numa vertente voltada a noroeste e rodeado por matos rasteiros, onde predominam as calunas e as estevas, o novo Bug Hotel fica esta semana ao dispor dos ecossistemas circundantes, nomeadamente auxiliando na conservação dos polinizadores selvagens, que são tão importantes", lê-se numa publicação da Lousada Ambiente.

Estas estruturas fornecem abrigo e refúgio para os insectos polinizadores
© Município de LousadaEstas estruturas fornecem abrigo e refúgio para os insectos polinizadores

Lousada tornou-se um município “amigo da biodiversidade” em 2015. Começou por proibir o uso do glifosato nos espaços geridos pela autarquia e tem vindo a gerir o território de forma a permitir compatibilizar a conservação da natureza com as actividades humanas.

Este trabalho tem sido feito, por exemplo, através da instalação de abrigos para insectos, da suspensão do corte da relva, da sementeira de prados apícolas, da plantação de espécies aprazíveis para os polinizadores e da instalação de sebes vivas ou de madeira morta. Mas também reforçando a rede de charcos para a vida selvagem, combatendo as espécies exóticas invasoras, fomentando a vegetação nativa e fazendo a limpeza e restauro ecológico de cursos de água.

+ Lousada está a instalar caixas para abrigar aves e morcegos

+ Lousada quer ser mais amiga das abelhas – por isso, deixou de cortar a relva

Descubra a edição desta semana, digital e gratuita, da Time Out Portugal

Participe no Time Out Index e conte-nos o que sente pela sua cidade

Últimas notícias

    Publicidade