A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Convocatória cortada do Jornal de Notícias pelo Exame Prévio
© Museu Nacional da ImprensaConvocatória cortada do Jornal de Notícias pelo Exame Prévio

Há uma exposição virtual para conhecer a censura do Estado Novo

Por Bárbara Baltarejo
Publicidade

A liberdade conquistada pelo 25 de Abril de 1974 deve ser celebrada todos os dias. Como? Visitando, por exemplo, a exposição virtual 24/25 de Abril nos Cortes, promovida pelo Museu Nacional da Imprensa. A mostra fica disponível até 30 de Setembro.

"O lápis azul foi um dos símbolos mais fortes do regime de António de Oliveira Salazar e Marcelo Caetano. Esta exposição é apenas um pequeno testemunho da penetração tentacular dos mecanismos censórios do Estado Novo. Pequena para a infinita dimensão dos cortes, a exposição reforça o sabor da liberdade que se respira hoje em Portugal", lê-se na página da mostra.

Ao navegar por esta exposição virtual vai poder ver cerca de 40 exemplos da acção da censura salazarista e ainda alguns cartazes icónicos e textos que surgiram depois da revolução dos cravos. Há ainda fotografias de alguns dos "capitães de Abril" como Vasco Lourenço, Otelo Saraiva de Carvalho e Pezarat Correia.

Luiz Humberto Marcos, director do Museu Nacional da Imprensa, é o responsável pela curadoria da exposição, que contou com o apoio da Associação 25 de Abril e da Secretaria Geral da Presidência do Conselho de Ministros.

Leia aqui a edição desta semana da Time In Portugal

+ No mês da liberdade, conheça a história de antigos prisioneiros políticos

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email.

Últimas notícias

    Publicidade