A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Jardim Botânico do Porto. Museu História Natural e Ciência UP.
© DRJardim Botânico do Porto

Há uma finalista a Árvore do Ano no Jardim Botânico do Porto

Por Carla Alves
Publicidade

Um conjunto de árvores do Jardim Botânico do Porto está entre os dez finalistas da edição de 2020 da Árvore do Ano. Composto pelo Metrosidero (Metrosideros excelsa) e pelo Bordo-do-Japão (Acer palmatum), mede mais de 15 metros de altura e o imponente tronco ultrapassa os sete metros de diâmetro.

Esta é uma das maiores atracções do jardim, tendo em conta que o tamanho não é a única característica que chama a atenção quem por lá passa. "Mais do que pela sua dimensão, este elemento singular surpreende pela combinação de texturas e de tons contrastantes que variam ao longo do ano. De folhas rijas, o Metrosidero complementa, inesperadamente, a copa leve e esvoaçante do Bordo. E, com a chegada do Outono, os tons quentes do Bordo combinam-se com o verde-escuro acinzentado do Metrosidero, proporcionando, em si, um espetáculo de rara beleza", refere o Jardim Botânico em comunicado.

O conjunto foi seleccionado após serem avaliadas 35 candidaturas a nível nacional por um júri constituído por António Bagão Félix (autor do livro "Trinta árvores"), Rui Queirós (do ICNF - Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas) e António Gonçalves Ferreira (presidente da União da Floresta Mediterrânica, entidade que promoveu a iniciativa).

O elemento vencedor vai representar Portugal na final Europeia do concurso "Tree of the Year". As votações decorrem até dia 1 de Dezembro e o eleito será anunciado no dia seguinte.

+ Os melhores parques e jardins no Porto

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email.

Últimas notícias

    Publicidade