A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Arte flutuante no Rio Minho
© DROs testes de flutuabilidade da intervenção artística já começaram

Instalação no rio Minho alerta para o lixo nos oceanos

A instalação ‘Ilhas de Plástico’, do artista plástico Acácio de Carvalho, foi produzida com desperdícios de plásticos e tem cerca de 430 metros quadrados. A obra integra a XXI Bienal de Cerveira e deverá flutuar a partir de Novembro.

Por Maria Monteiro
Publicidade

Todos os anos, são produzidas toneladas de plástico que acabam, em grande parte, abandonadas no meio ambiente e colocam em risco a sobrevivência dos ecossistemas. Os habitats marinhos são um bom exemplo da luta cada vez mais urgente contra a maior ameaça ambiental do nosso tempo, mas há um longo caminho a percorrer no que toca à redução e prevenção de plásticos nos rios e oceanos. 

É com o objectivo de alertar e sensibilizar para estas e outras questões relacionadas com a poluição aquática que surge Ilhas de Plástico, instalação site-specific criada pelo artista plástico Acácio de Carvalho para ser colocada junto à margem do rio Minho, em Vila Nova de Cerveira. A intervenção faz parte do programa da XXI Bienal Internacional de Arte de Cerveira, a decorrer na vila minhota até 31 de Dezembro.

A obra flutuante foi feita com desperdícios de plásticos e é constituída por 24 calotas esféricas de grande dimensão, que ocupam um total aproximado de 430 metros quadrados. Além da consciencialização ambiental, “a própria localização da instalação, perto da margem e da visão do público, visa extravasar a arte dos espaços tradicionalmente usados”, refere o artista, citado pela organização.

Esta não é a primeira colaboração de Acácio de Carvalho com a Fundação Bienal de Arte de Cerveira em projectos de grande escala. Em 2013, fez um mural com cerca de 20 metros para assinalar os 25 anos da Bienal de Cerveira, em 2018, criou “Assalto ao Castelo”, uma instalação tridimensional com tubos coloridos que remetia para essa ideia de invasão da muralha e, em 2019, pintou um mural na vila italiana de San Sperate, na Sardenha.

Ilhas de Plástico, que deverá ser posta a flutuar em Novembro, é uma iniciativa integrada no projecto “LowPlast – a arte de reduzir o plástico”, realizado em parceria pelo Aquamuseu do rio Minho – Município de Vila Nova de Cerveira, Fundação Bienal de Arte Cerveira, Associação Portuguesa do Lixo Marinho e o Instituto Interdisciplinar de Artes – DTK.

+ Estas esculturas são feitas de plástico recolhido das praias do Porto

+ Conheça estes artistas que fazem arte com desperdício

Leia aqui a edição online e gratuita da Time Out Portugal

Últimas notícias

    Publicidade