A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Jardim Botânico do Porto
© Universidade do Porto

Jardim Botânico do Porto premiado pelas suas camélias

Por Bebiana Rocha
Publicidade

Jardim Botânico do Porto recebeu o galardão "International Camellia Garden of Excellence" pelas suas 750 camélias. O prémio foi atribuído esta segunda-feira, pela International Camellia Society, segundo avança o site do município.

A candidatura foi apresentada pela direcção do Jardim Botânico da Universidade do Porto, conjuntamente com a Associação Portuguesa de Camélias. Foi posteriormente avaliada por um júri internacional, composto por 28 nacionalidades, que “decidiu por unanimidade entregar o prémio ao Jardim Botânico do Porto”.  Um dos dez critérios, e mais difíceis, segundo Eduarda Paz, era ter no mínimo 200 variedades cultivadas e diferentes espécies.

A bióloga e presidente da Associação Portuguesa de Camélias diz também que algumas das espécies estão ameaçadas, sendo a plantação “uma forma de promover a biodiversidade e prevenir a sua extinção". Acrescenta ainda, em declarações ao Jornal de Noticias, que a camélia “é das plantas mais resistentes". Mesmo sendo uma planta exótica em Portugal, é uma excelente opção para plantar no seu jardim ou colocar num vaso na varanda, exigindo poucos cuidados. Há ainda quem a use para fazer chá, nomeadamente a Camellia Japónica e a Camellia Sasanqua. “Não tem flores vistosas nem ornamentais. Dá um arbusto muito bonito e uma flor singela com pétalas brancas. Mas as suas primeiras três folhas, se as secarmos, podemos fazer chá”, conclui.

Além do Jardim Botânico, existem mais três jardins distinguidos em Portugal: o Parque da Pena, em Sintra, o Parque Terra Nostra, nos Açores, e a Quinta de Curvos, em Esposende. O Jardim Botânico faz ainda parte do conjunto de espaços que recebeu o galardão Green Flag.

Leia aqui a edição desta semana da Time In Portugal

Fique a par do que acontece na sua cidade. Subscreva a nossa newsletter e receba as notícias no email.

Últimas notícias

    Publicidade