A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Museu Nacional Soares dos Reis
© DRMuseu Nacional Soares dos Reis

Museu Nacional Soares dos Reis mostra uma peça da colecção por mês

‘1 Peça, 1 Mês’ vai dar a conhecer uma obra do museu nas primeiras e terceiras quintas-feiras do mês, às 13.30, em visitas de 30 minutos. A iniciativa arranca a 5 de Novembro e está sujeita a marcação prévia.

Por Maria Monteiro
Publicidade

Encerrado para obras de requalificação há mais de um ano, primeiro parcialmente e depois totalmente, o Museu Nacional Soares dos Reis (MNSR) quer continuar a cultivar a proximidade entre o público e as suas obras. Para isso, criou a iniciativa “1 Peça, 1 Mês”, que vai abrir as portas do museu todas as primeiras e terceiras quintas-feiras do mês, às 13.30, para mostrar uma peça da colecção, durante os próximos seis meses.

Em sessões de apenas 30 minutos, um conservador da instituição irá conduzir os participantes numa viagem ao passado, contextualizando a origem e a história por trás de cada obra. A primeira realiza-se a 5 de Novembro e é dedicada a uma estante de coro de 1697 com três metros de altura e de carácter monumental, que outrora fez parte da igreja do extinto Convento de Santa Clara, em Vila do Conde. A peça que faz as honras de abertura será mostrada novamente a 19 de Novembro.

Nos próximos meses serão exibidas preciosidades como uma cruz relicário e par de galhetas da Índia Mogol, tesouro nacional e raro testemunho de arte sacra pertencente à colecção privada do rei D. Luís I; o quadro Esperando o Sucesso (1882), do pioneiro naturalista Henrique Pousão; painéis de azulejos do pátio do Museu; o Capitel de Amorim, proveniente da igreja matriz de Amorim, na Póvoa de Varzim, que terá funcionado como pia de água benta; e as pinturas Árvores dos Agostinhos, oriundas da Igreja de São João Novo.

A participação na iniciativa requer marcação prévia por telefone (22 339 3770)  ou e-mail (se@mnsr.dgpc.pt) e tem lotação limitada a 12 pessoas. "1 Mês, 1 Peça" decorre até Abril de 2021, sendo que a reabertura do MNSR está prevista para o primeiro trimestre do ano, segundo a Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC). 

+ 18 exposições a não perder no Porto

Leia aqui a edição online e gratuita da Time Out Portugal 

Últimas notícias

    Publicidade