A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
O futuro Mercado do Bolhão
© DRO futuro Mercado do Bolhão

O futuro Mercado do Bolhão vai ter dez restaurantes

Os concursos para a ocupação dos 60 espaços comerciais vagos no Bolhão serão lançados no dia 6 de Outubro. No total, o mercado vai ficar com dez restaurantes.

Por Ana Patrícia Silva
Publicidade

Ainda não se sabe quando é que as obras de reabilitação terminam, mas no dia 6 de Outubro o Município do Porto vai lançar três concursos públicos para a ocupação dos 60 espaços comerciais vagos no Mercado do Bolhão: 42 novas bancas, 12 lojas e seis restaurantes, que se juntam aos quatro já existentes. São espaços que já estavam vazios antes de o mercado ir para obras ou que ficaram agora vagos, devido à desistência de alguns comerciantes, refere o portal municipal.

Os restaurantes, localizados na galeria superior, serão constituídos por um piso térreo, havendo a possibilidade, dada a altura do pé direito, de disporem de um piso superior. As áreas variam entre os 197 e os 220 metros quadrados e todos terão espaço de esplanada. Entre os seis lugares a concurso, há vagas para um restaurante de bacalhau, um de carnes, um de crus, um de francesinhas, um de peixe e marisco, e um vegetariano. A estes seis restaurantes, somam-se quatro restaurantes que transitam do antigo Bolhão. 

No caso das bancas, localizadas no piso térreo, vão a concurso 42 novos espaços, num total de 102 que serão ocupados nesta área. Haverá três tipologias de banca: ilha, laterais e loja, com espaço para arrumos. Estarão ainda disponíveis para candidatura 12 novas lojas voltadas para a rua, todas ligadas ao sector alimentar. Vão abranger as quatro ruas envolventes ao quarteirão – Sá da Bandeira, Fernandes Tomás, Alexandre Braga e Formosa. Acrescentando às 26 lojas históricas existentes, haverá um total de 38 lojas na reabertura do Bolhão. 

A oferta no reabilitado mercado será superior à anteriormente existente, mas os direitos dos comerciantes históricos do Bolhão vão ser assegurados – não serão sujeitos a qualquer concurso público e vão manter, por decisão da autarquia, as rendas actuais.

O processo de candidaturas para os espaços vagos decorrerá na plataforma digital AcinGov. Existe uma linha de apoio dedicada a estes três concursos (707 451 451) e um novo site para esclarecer dúvidas. As hastas públicas para a atribuição dos espaços deverão terminar em Abril.

O projecto de restauro e modernização do Bolhão, da autoria do arquitecto Nuno Valentim, prevê a instalação de aquecimento artificial, coberturas no piso inferior, acesso directo ao metro e uma cave técnica com acesso para cargas e descargas a partir da rua de Alexandre Braga. A restauração vai ficar instalada no piso superior, com entrada pela rua de Fernandes Tomás, transferindo todo o mercado de frescos para o piso inferior.

Projecto do futuro Mercado do Bolhão
Projecto do futuro Mercado do Bolhão © DR

+ Visita virtual às obras de restauro do Mercado do Bolhão

Leia aqui a nova edição digital e gratuita da Time Out Portugal

Últimas notícias

    Publicidade